PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 18.10.10

18 de outubro de 2010 at 12:06 pm Deixe um comentário

A CATÁSTROFE (ANUNCIADA) DA CURUZÚ

 

Mais de 90% da torcida bicolor já contava com o time na série B em 2011, mas vai ter que se contentar novamente com a série C, esse inferno esportivo que alguns grandes clubes do Brasil têm que estagiar. E o Paysandu não consegue sair dessa situação, mesmo tendo tido excelentes oportunidades como no ano passado, quando dançou para o Icasa-CE e este ano, quando perdeu a maior oportunidade contra outro desconhecido, o Salgueiro-PE, que tem uma folha de pagamento de 80 mil reais, contra uns 300 mil, ou mais, do Paysandu, porém tem atletas que sabem honrar a camisa que vestem. Imagino a dor que o presidente Luis Omar está sentindo, porém a dor da torcida é bem maior. Bastava ao Paysandu a vitória dentro do Caldeirão, mas o que se viu foi a supremacia do time pernambucano. E agora, vai começar tudo de novo, inclusive a esperança da torcida.

 

ALTA TEMPERATURA

 

Muitas perguntas poderiam ser feitas à diretoria bicolor, mas entendo que não ser mais a hora. Esse negócio de grupo fechado, por exemplo, é negócio do passado; as contratações milionárias que nossos clubes fazem, não produzem mais nenhum efeito e têm que ser extintas definitivamente. P’ra perder com esses medalhões que vem p’ra cá fazer turismo, ganhar dinheiro e farrear na noite paraense, é bem mais interessante investir na base e formar atletas que ofereçam retorno. Existem atletas na Curuzú que nem entraram em campo, mas seus salários foram todos pagos, num erro infantil de quem os contratou. Não deram um chute sequer. Enfim, são erros cometidos todos os anos e que não conseguem tirar nossos times do buraco negro em que se meteram. E temos também que diminuir urgentemente a média de idade de nossas equipes. Chega de jogadores velhos e acabados. Chega!

 

BAIXA TEMPERATURA

 

Esses últimos meses, depois de muitas esperanças da torcida, só serviram para expor mais ainda os erros de quem dirige nossos clubes. No São Raimundo, ficou o exemplo de quem conquistou um título e não se preparou para, pelo menos, se manter na mesma divisão. Foi ascensão e queda em menos de um ano; no Clube do Remo, Giba vivia dizendo que seu time estava disputando o Campeonato do Leão Azul e não da 3ª divisão e o que se viu foi a tristeza estampada no rosto de cada torcedor depois da eliminação pelo Vila Aurora-MT, mais um time desconhecido, com todo respeito. E a torcida ainda viveu momentos de angústia com essa “tara” do presidente Amaro Klautau em vender o Baenão. O Remo não ascendeu e ainda perdeu seu estádio; o Águia ainda tem uma chance para se consagrar, depois de perder a primeira dentro de casa, mas quem acredita que o time marabaense ainda vire essa história? Vamos sonhar agora com 2011.

 

NO TERMÔMETRO

 

Diante de tantas catástrofes, louve-se aqui a atitude da torcida bicolor em aplaudir o time do Salgueiro em plena Curuzú; a fiel reconheceu a supremacia do time adversário, até porque já sabia que não tinha time à altura. /// Nada como um dia atrás do outro e um Salgueiro no meio para atrapalhar. Como já escrevi, a torcida bicolor já se considerava na segundona, mas a decisão dentro de campo mostrou ao contrário e os fogos azulinos estouraram na cidade depois do apito final. Se o Remo estava no buraco, o Paysandu resolveu ser solidário e não quis subir. /// Uma hora depois da catástrofe bicolor, dirigentes do Remo, à frente o diretor social Henrique Custódio, já estavam no Gold Mar Hotel, esperando Rogério Rios, Kleberson, Edu Chiquita e Fagner, jogadores do Salgueiro, que teriam inclusive assinado um pré-contrato com o Leão Azul. De novo a gente começa de modo errado, bastando lembrar-se do Paysandu que foi buscar Tiago Potiguar, Álvaro e Vaninho do Icasa. /// A entrevista do Amaro Klautau ontem no Gastando a Bola, dada ao repórter Paulo Caxiado, parece que só sensibilizou mesmo o próprio repórter. O presidente remista está tão repetitivo que até enjoa. Ele e sua diretoria não ganharam absolutamente nada, nem “cuspo à distância”. Mas em matéria de venda de imóveis, convenhamos, o Amaro foi melhor – ele e seus corretores de plantão – que o “Dentinho”, da Azevedo Barbosa. /// Antônio Claudio, o “Louro”, desabafou no microfone do Dinho Menezes, declarando que sempre foi voto vencido nas contratações de alguns bondes que vieram p’ra cá. Disse também que quer continuar ajudando o Luis Omar e quem vier por aí, mas anda desmotivado. /// No Remo, os preparativos para as próximas eleições estão acirrados, mas até agora só o Minowa é pré-candidato. Tonhão e mais dois beneméritos estão formando uma chapa forte para o Conselho e os 100 integrantes vão apontar o presidente, que pode ser o próprio Antônio Carlos Teixeira. Existe ainda outra chapa em formação, à frente o diretor Henrique Custódio. /// Uma boa semana a todos e viva Jesus!

 

E-mails: rporto@supridados.com.br

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

LINHA DE PASSE – Rui Guimarães – 16.10.2010 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 19.10.10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: