Archive for fevereiro, 2011

PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 28.02.2011

PAPÃO VACILOU E O LEÃO COMEMOROU

 

Iniciei a semana achando que o Paysandu terminaria em primeiro, o Remo em segundo, o Independente em terceiro e o Cametá em quarto. No meio da semana, com a bela vitória fora pela Copa do Brasil, o Paysandu aumentava a minha certeza, mas como futebol é uma caixinha de surpresas, o papão me decepcionou, a mim e toda a torcida bicolor. A derrota para o São Raimundo em Santarém acendeu a luz amarela para os jogos decisivos, já que a zaga bicolor continua tomando dois ou três gols por jogo; legal, quando faz mais e toma menos, mas ontem a paciência da torcida se esgotou, já que dois gols do Mundicão foram marcados pelo baixinho Sató. No final da partida, a mesma choradeira de sempre contra a arbitragem, os apelos de alguns jogadores para a diretoria abrir o olho e coisas assim. Sérgio Cosme começou a entender como as coisas funcionam por aqui.

 

ALTA TEMPERATURA

 

O maior rival do Paysandu, que iniciou a rodada em segundo, com possibilidades de chegar em primeiro, fez o dever de casa, mas sofreu um pouco para chegar lá. A vitória do Remo sobre o Independente, somada a derrota bicolor para o Mundicão, deixaram o Leão Azul na boa, em primeirão para as decisões. Marçal, do Galo, poderia ter mudado a história da partida, mas faltou categoria para finalizar a bola mais fácil do jogo, categoria que sobrou para Fininho, no corte e no belo chute, indefensável para Evandro. Alegria nos vestiários azulinos, reclamações do Sinomar Naves quanto à arbitragem no Baenão e muitas explicações em Santarém por parte do Paysandu sobre um gol legítimo de Mendes. Foi a “vingança” de Charles Guerreiro, que conseguiu levantar o moral dos torcedores e jogadores do São Raimundo. Ao Mundicão só resta agora o 2º turno.

 

BAIXA TEMPERATURA

 

Enquanto isso a Tuna Luso estava focada na sua classificação em Cametá, mas o técnico Flávio Goiano sabia que a parada era indigesta. Fui claro na Turma do Bate Papo de segunda passada, acreditando na classificação do Mapará, até porque todos os detalhes do jogo se encaminhavam para isso. A Tuna precisava somente da vitória e olha que chegou perto, mas o time do Cametá soube se impor dentro de seus domínios, mesmo cedendo o empate por duas vezes durante a partida. O próprio treinador tunante no final da partida lamentava as chances perdidas e o Cametá ganhou a vaga com o empate nos noventa. Agora a parada do Mapará será mais complicada, já que pegará o líder Remo nas semifinais, que tem a vantagem dos dois resultados iguais. Mais uma vez a luta será da capital contra o interior.

 

NO TERMÔMETRO

 

Alex Oliveira foi uma das figuras da rodada, prejudicando o Paysandu com sua expulsão lá em Santarém, diga-se de passagem, uma justa expulsão; o meia bicolor afirmou que ouviu falar antes dos jogos decisivos que estava tudo preparado para o Remo ser o primeiro. Perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. E porque não disse antes? /// Max Jarí foi outra figura negativa e parece que já vai até embora. Ganhou a chance de Comeli, entrou em campo e “ela” não parou de reclamar; “ela”, a bola. Errou todas as jogadas que participou e ainda impediu um gol do Adriano Pardal. /// Hoje à noite na sede da Federação de Futebol, a posse do companheiro e amigo Georgenor Araújo como novo presidente da Aclep, ao lado do seu vice Nildo Matos. Estarei lá prestigiando e desejo sucesso ao pequenininho e toda sua diretoria. /// Nesta quarta o Paysandu poderá fazer a galera esquecer a derrota de ontem para o São Raimundo; vai receber o Penarol do Amazonas pela Copa do Brasil e pode até perder por 1 x 0 ou 2 x 1, já que venceu lá dentro de Itacoatiara por 3 x 2. Fazia tempos que o bicola não ganhava fora. Cuidado com a zaga, Sérgio Cosme. /// Se o papão passar na quarta, pegará o Fortaleza, que eliminou o Fast-AM. /// Jogar na quinta, dia 11, em Cametá, está deixando os dirigentes remistas preocupados. É que o carnaval na terra do mapará só termina dia 13; segurança e vaga em hotéis de Cametá está preocupando os líderes do 1º turno. /// Lá vai o Remo novamente atrás de centro avante. Depois de sete rodadas no 1º turno, os atacantes do Leão Azul passaram em branco; Max Jarí ontem foi dose p’ra cavalo. /// No lado bicolor não precisa escrever mais aqui que o problema está na cozinha. Ou o presidente LOP faz uma lanternagem lá atrás, ou adeus tri campeonato. /// Uma boa semana a todos e viva Jesus!

 

E-mails: rporto@supridados.com.br

28 de fevereiro de 2011 at 3:24 am Deixe um comentário

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 27.02.2011

TÁ  FORA…

Desgostoso e decepcionado com o desmando e a péssima administração do basquetebol do Pará, o empresário Guy Peixoto e seu executivo Marcelo Souza no Grupo Horizonte, decidiram parar com os investimentos na modalidade, mas por enquanto. Quando retornar a intenção e formar parceria com Remo e Paysandu. A aposta está no nome de Antônio Pedro Caetano, ex- atleta como futuro presidente da Federação Paraense de Basquete. A base está sendo preparada e a FPB será colocada a limpo. Do jeito que está não dá pra continuar…

COMANDO ?

Com a saída do patrocínio do Grupo Horizonte neste final de fevereiro, é colocado um ponto de interrogação no comando do basquetebol adulto do Paysandu. Até aqui o técnico Adriano Geraldes tinha todo o respaldo do patrocinador, a partir de agora quem comanda é o próprio Paysandu. Saiu Antônio Pedro Caetano e assumiu a direção do departamento Fábio Leite. Sem patrocínio o projeto do basquete bicolor pode ficar pelo meio do caminho. Lamentável…

“POSSE”

 

Será nesta segunda, dia 28, no Auditório da Federação Paraense de Futebol a solenidade de posse da nova diretoria da  Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará. Companheiros Geo Araújo e Nildo Matos vão comandar a ACLEP nos próximos três anos substituindo ao jornalista Ferreira da Costa que não estará presente lamentavelmente, o seu vice Valmir Rodrigues é quem vai passar o comando para a nova administração. Solenidade e coquetel começa às 19 horas. Estaremos lá…

CARNAVAL DO “TATOO”

Garotada já está preparando a fantasia, pois a programação de  Carnaval do Tatoo Park já está pronta e o Tio Chico Salomão manda o convite. De sábado a terça gorda vai ter festa todo dia de 14 às 21 horas, no Umarizal e na Cidade Nova com direito a Futebol de Sabão. Alegria total e de Fantasia…

QUEM É ELE?

O então diretor de futebol do Paysandu Fred Carvalho foi obrigado a deixar a função nesta nova gestão bicolor por exigência de alguns dirigentes que não concordavam com a postura usada pelo ex-diretor. Não mais que de repente Fred Carvalho aparece intermediando negociação de jogadores com outros clubes. O garoto Elielson emprestado ao Atlético Paranaense e a até anunciada venda do Tiago Potyguar ao Sport Recife. O cara tá com moral, com a palavra o presidente LOP. Tem gente no papão fula da vida…

COBERTURA TOTAL…

Um domingão especial de futebol com cobertura total da Rádio Clube. Estaremos em Santarém com São Raimundo e Paysandu, Cláudio Guimarães e Dinho Menezes, Em Cametá, Cametá e Tuna Luso, Carlos Gaia e Francisco Urbano, em Marabá, Águia e Castanhal com Rosivaldo Souza e no Baenão Remo e Independente, Ronaldo Porto e Rui Guimarães. De quebra tudo sobre a final da Taça Guanabara entre Flamengo e Boavista. Vai esquentar com o quê?

CAMISA 13 EM SANTARÉM

As ações da mais popular premiação do esporte paraense cada vez mais interiorizadas e onde tiver bola rolando pelo Parazão 2011. Neste domingo,as urnas itinerantes estarão no Baenão, em Belém e no Barbalhão, em Santarém, Incentivando o torcedor ao voto na escolha da Seleção dos melhores do campeonato. Como aquecimento para a jornada de hoje, a equipe do TC-13 bateu bola ontem a tarde lá em Santarém, na loja Yamada da avenida Lameira Bittencourt onde foi instalada a urna fixa de votação para o torcedor santareno. O encontro bastante concorrido contou com a presença de dirigentes do São Raimundo, autoridades, atletas, imprensa e clientes Yamada na chamada “Pérola do Tapajós”. Na foto, Belterra, entrevistado pelo companheiro Zaire Filho, ganhador de 7 troféus surgiu no futebol santareno e na capital vestiu as camisas de Tuna, Remo e Paysandú.

27 de fevereiro de 2011 at 1:19 pm Deixe um comentário

LINHA DE PASSE – Rui Guimarães – 26.02.2011

Não acredito em zebra na definição do último classificado para as semifinais do Parazão 2011. Aposto no Cametá, apesar de reconhecer que a Tuna está mais viva do que nunca pela vontade de seus jogadores. No entanto, por uma questão de merecimento, vejo o time cametaense mais próximo da vaga. Também faço o registro, mais apenas isso, sobre o jogo de Águia e Castanhal que teoricamente têm possibilidades de chegar. O Águia não merece porque foi muito mal e bem longe do que se esperava do time comandado por João Galvão. O Castanhal custou a tomar uma atitude como clube, permanecendo com Apeú no comando de um time que jamais se portou como competitivo sendo um time sempre instável no campeonato. Talvez a presença de Valtinho no comando possa dar a alavancagem que a diretoria do Japiim deseja, mas para o segundo turno.
 
A se confirmar a presença do Cametá entre os classificados e nada mais mudar, teríamos os confrontos Independente e Remo no dia 9 e Cametá e Paysandu no dia 10 de março próximo. Nos dias 12 sábado e 13 domingo, serão realizados os jogos de volta. Isso implica em dizer que vislumbramos um novo Re x PA para a decisão do turno se considerarmos que os jogos de volta das semifinais serão em Belém. Para as finais, é bom que se esclareça, haverá dois jogos entre os litigantes nas datas de 20 e 27 de março. Para Águia e Paysandu ainda haverá jogos de volta pela Copa do Brasil, para os demais o mês de março acaba aí mesmo.
 
Qual o motivo de um clube contratar oito jogadores para uma só posição e nenhum vingar? E mais: porque se insiste em trazer mais, sem nenhuma dispensa dos que não deram certo? É justamente o que está acontecendo com Remo e Paysandu. Até parece que combinaram. O papão está tentando zagueiros para compor sua parte mais deficiente do time. Atingiu oito contratações e chegaram ontem mais duas, e não conseguiu resolver a situação da zaga. Menos mal porque essas contratações estão sendo realizadas pelos dirigentes, que não são as pessoas mais indicadas para tal. E o que dizer do Remo que já está em sua oitava contratação de atacante e nenhuma vingou? Diga-se: todas realizadas por indicação do técnico Paulo Comelli. Se for um alento o Remo já mandou dois embora (?), mas “o cara” ainda não apareceu.
 
Sobre esse assunto, ouço a informação que Elielson, jovem atacante de 18 anos, descoberto nas divisões de base do Paysandu, foi cedido por empréstimo ao Atlético Paranaense e que Jorge Santos, zagueiro formado nas divisões de base do Remo foi emprestado ao Comercial do Mato Grosso juntamente com mais dois remistas. É curioso e por isso o amigo Claudio Guimarães diz sempre que são essas coisas que ele não entende. Nem eu. 
 
O presidente do CD do Paysandu, Ricardo Resende, cobrou dias atrás que Fred Carvalho, membro da diretoria de futebol do Paysandu se decidisse se ele é diretor ou empresário de jogador de futebol; Não houve resposta por parte do diretor, mas a atitude dele de ir a Recife tentar negociar Tiago Potiguar com o Sport é no mínimo suspeita. A negociação não deu certo e deixou o jogador pra lá de aborrecido. Ah, bons tempos da transparência real…
 
Rui Guimarães

26 de fevereiro de 2011 at 2:25 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 25.02.11

POSITIVO – Troféu Camisa 13 (Zaire Filho) fará festa amanhã aqui em Santarém com instalação de urna fixa nas Lojas Yamada (orla). Veteranos Filiba, Lúcio Santarém, Pedrinho, Belterra e Darinta entre os convidados, além de Sérgio Cosme, Sandro e Lecheva, pelo Paysandu. Ótimo!

NEGATIVO – Justiça Trabalho sempre no calcanhar dos nossos clubes: sentença do treinador de basquetebol Carlos Montoril sairá dia 13 próximo e Paysandu poderá ser condenado a pagar 100 mil. Nova audiência de Sandro na quarta-feira, dia do jogo de volta contra o Penarol.

Lá e Cá

Paysandu em 2011 tem média de 3,3 gols no ataque e sua defesa deixa passar 2,1 tentos por jogo. Herbert não deu ainda a tranquilidade esperada lá atrás, mas é bom aguardar um pouco mais. Volante Alexandre Carioca precisa ter vaga definitiva no time.

Em Itacoatiara, entrada de Alex Oliveira melhorou produção de Sandro e artilheiro bicolor Mendes teve mais chance de cumprir sua função. Por sinal, média de Mendes no Papão é de 1 gol por jogo. Entendo que Alex deveria sempre começar jogando.

Paraense Bebeto, sobrinho do Edil, brilhou na Copa do Brasil contra o Botafogo-RJ pelo modesto River Plate-SE, onde atua também o zagueiro Valdson  Rupinol (ex-Papão).

Charles Guerreiro, Nicolau Barros e Nildo Pereira, da CT do São Raimundo, moram no mesmo hotel onde está hospedado o Paysandu. Na Pantera, atacante Cesar Augusto foi casar no RJ e meia Da Silva pediu para sair. Ney Carioca e Aldivan estrearão contra o Paysandu, domingo.

Programa Natação Cidadã, da Tuna, inscrevendo até dia 4 de março crianças e adolescentes de 8 a 15 anos. Basta procurar a secretaria do clube.

Rallye Iles Du Soleil (aqui vira Transmazone) tem apoio da SEEL mais uma vez e os barcos chegarão a Belém dia 1º de março.

Cobertura dos túneis, recuperação do placar eletrônico e novas catracas vão demorar um pouco no Mangueirão, pois demandam orçamentos elevados. Outras obras mais urgentes seguindo a todo vapor.

Para Remo e Independente domingo, no Baenão, 11.215 ingressos e se todos vendidos renda para R$ 143.855,00. Gratuidades serão 785. Arquibancada custando 15 reais. Ró e Pardal formarão mesmo a dupla de ataque e poderá sair o 1º gol de um avançado azulino no Parazão.

Adinamar Adib, técnico do Penarol-AM, se o time for eliminado da Copa do Brasil pelo Paysandu será substituído por Aderbal Lana, o “Rei das Selvas”.

Em resposta ao truculento prefeito de Manaus, paraenses lá residentes estão utilizando uma antiga peça publicitária papa-açai: “faça como o Rio Amazonas. Corra para o Pará”.

Escritor Hamilton Rodrigues colhendo dados para lançar livro sobre a história de Quarentena, o atleta do século do futebol paraense.

Atacante paraense Marcelo Brás, vítima de acidente de carro próximo de Terra Alta, dentro de dois meses voltará a treinar com bola no América-RN. Recuperação fantástica!

Depois de vitória sobre o AD Genus por 2×1, os Corruptos receberão no sábado o Ciclone. Comercial Clube, de Ananindeua, vai domingo a Americano levando equipes Sub-13, Sub-15 e másteres.

TV A Crítica só cobre os jogos do Campeonato Amazonense realizados na Capital e imagem apenas para o interior.

Só depende da dupla Remo e Paysandu para termos dois super-clássicos decidido o 1º turno, o que poderá significar 400 mil limpos no cofre de cada um. E a sede dos bicolores pela forra é latente.

HOMENAGEM – Sebastião Mendes Neto, o Mendes, ex-zagueiro do Corinthians, Portuguesa e Remo nos anos 60-70. Marcou época aqui no timaço de 1972 no primeiro Brasileiro do Leão. É sócio do irmão Izidoro em padarias em São Paulo e tem distribuidora de sal em Mossoró-RN.

25 de fevereiro de 2011 at 12:59 pm Deixe um comentário

Copa do Brasil 2011 – Baianos e Cearenses no caminho de clubes paraenses?

O Futebol paraense ainda esta disputando a primeira fase da Copa do Brasil de 2011.Mas apesar de  Paysandu e Águia de Marabá ainda estarem aguardando por seus jogos de volta, os seus futuros  adversários (em caso de classificação) da segunda fase já estão definidos.

Do lado do Paysandu, se a equipe bicolor eliminar o Penarol-AM na próxima quarta-feira (02) às 21h na Curuzu, o seu adversário será o Bahia, que ontem eliminou o São Domingos-SE (0x0 e 5 x1).

O time baiano não vai bem das pernas no campeonato estadual, ocupando no momento a quinta e penúltima colocação do grupo 1,com apenas 10 pontos. Pelo grupo 2, seu maior rival, o Vitória-BA, é líder com 14 pontos.O principal artilheiro do Bahia, no campeonato regional é Camacho com apenas 3 gols (3 gols atrás do artilheiro Marcos Neves do Atlético de Alagoinhas que tem 6 marcados).

O Bahia que trocou de técnico recentemente, saindo Rogério Lourenço e entrando Vagner Benazzi, vem de uma boa recuperação ao comando do seu novo treinador. No domingo passado, já ao comando de Benazzi, venceu o Vitória no clássico BA-VI pelo placar de 2  a 0. Já no seu segundo jogo, derrotou o São Domingos pela Copa do Brasil por 5 a 1. O time base do tricolor baiano é: Omar; Marcos, Thiego, Titi e Dodô; Rafael Jataí, Marcone, Boquita e Camacho; Jones e Rafael.

No próximo domingo, o Bahia terá pela frente o Fluminense de Feira de Santana às 16h, no Estádio Jóia da Princesa em Feira de Santana, pela 9ª rodada.

A última vez que Paysandu e Bahia se enfrentaram, foi no dia 24 de Setembro de 2003, pela 32ª rodada da Série A, no Mangueirão, com o placar apontando a vitória do Papão pelo placar de 4 a 0 (gols de Sandro, Velber, Lecheva e Souza).

Em números de confrontos, foram realizado até agora 13 jogos, com 6 vitórias do Bahia, 4 vitórias do Paysandu e 3 empates. Sendo 26 gols marcados pelo Bahia e 18 marcados pelos bicolores.

– Vozão no caminho do Azulão

Já pelo lado do Águia, em caso de classificação em cima do Brasiliense, na próxima quarta (02) às 21h em Taguatinga-DF,terá pela frente o Ceará , que eliminou na última quarta em apenas um jogo o Cuiabá-MT pelo placar de 2 a 0, em jogo realizado no Estádio Dutrinha no Mato-Grosso.

A equipe cearense na fase classificatória do primeiro turno do campeonato estadual foi a melhor, somando 29 pontos, com 5 pontos a mais que o seu maior rival, o Fortaleza, que conquistou 24.

O Ceará irá disputar no próximo domingo contra o Horizonte,uma semifinal deste primeiro turno em jogo único. O time tem como artilheiro o atacante Junior Pipoca com 4 gols marcados (3 gols atrás do artilheiro Niel do Guarani de Juazeiro, que possui 7 marcados).

O time do Vovô Alencarino  é comandado pelo técnico Dimas Filgueiras e o time base é: Fernando Henrique; Boiadeiro, Fabrício, Erivelton e Kleber; Michel, Euzébio, Geraldo e Vicente; Iarley  e Júnior Pipoca.

Águia e Ceará nunca se enfrentaram na história do futebol. Se for confirmado este duelo na próxima fase da Copa do Brasil, será mais um confronto inédito para a história do Azulão Marabaense.

  (Adilson Brasil – Rádio Clube do Pará)

25 de fevereiro de 2011 at 12:47 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 24.03.11

POSITIVO – Cametá não teve jogador expulso no Parazão e sequer alguém pendurado até agora. Prova da disciplina implantada pelo técnico Fran Costa, que para ser coroada precisará da classificação no domingo.

NEGATIVA – Essa idéia do Remo de denunciar o cabo Hamilton Bombinha, massagista da Tuna e seu ex-funcionário ao Ministério da Aeronáutica não vai prosperar e a retaliação só se faz pelo clube ter sido revel na Justiça do Trabalho. É duro!

Lá e Cá

Presidente LOP descarta negociação de Tiago Potiguar enquanto não for tri-campeão paraense e subir para Série B. Mandatário do Paysandu confirma que notícia sobre saída de Rafael Oliveira é só especulação.

LOP também não aceita insinuação de que não pode sentar na mesma mesa com Ricardo Rezende ou que Izomar Souza não está se entendendo com Ruy Sales e Antonio Louro. Completa que agora é o só paz e amor, como tudo no Papão, aberto a quem quer ajudar.

Ano passado no Parazão, Remo contra o Independente foi 4×3 para os azulinos, em Tucuruí, e 3×3 no Baenão. Resta saber como se comportará o Leão de novo diante do Galo Elétrico, sem Tiaguinho, domingo próximo.

Paysandu no certame de 2010 perdeu do São Raimundo de 3×2, em Santarém, ganhando em nossa Capital de 3×0. Na domingueira contas a ajustar no Barbalhão. Aliás, Pantera pensa empinar no segundo turno com Vélber, Ney Carioca e Aldivan.

Curiosidades: aqui em Itacoatiara-AM, o Penarol é azul, o Botafogo (outro time local) é verde e Secretário da Juventude, Desporto e Lazer do município se chama Francisco Grana. Hoje à tarde, eu e Dinho Menezes alcançaremos Santarém para cobrir o Paysandu também no domingo para PRC 5 – Rádio Clube do Pará.

 Ex-técnico do Remo, Giba, tem no Joinville-SC o volante Júlio Bastos e o zagueiro paraense Pedro Paulo, que trabalharam com ele no Baenão.

Marquinhos (Sub-20), Luan, Renan e Dedel (sub-15 e 17), este último filho do desportista Zeca Madeireiro, estão tentando a sorte no Jabaquara de Santos, mandados pelo radialista Hailton Silva. “Jabuca” agora também é de Pelé, a exemplo do Litoral Clube.

Final do futsal intermunicipal tem tudo para juntar duas cidades vizinhas: Bragança e Augusto Corrêa. Sorte será lançada nos jogos de volta de amanhã contra Limoeiro do Ajuru e Melgaço.

Goleiro Paulo Wanzeller cansou de ser reserva no Paysandu e vai buscar melhores ares no América-RJ, com empurrãozinho do sogro Charles Guerreiro. Futebol ele tem! Há gente também reclamando de mais oportunidade para o lateral Hadson, na Curuzu.

Elsinho e Marlon, excelentes laterais do Remo, pelo menos estarão inteiros nas semifinais do turno. Max Jarí e Adriano Pardal pilotarão o ataque contra o Independente, com Wellington Silva podendo estrear durante a partida.

Vânderson tem sonhos maiores com o Paysandu nesta Copa do Brasil. Ano passado foi vice-campeão com o Vitória da Bahia.

Futebol pelada: Urucubarca reabiltou-se e bateu Castanheira por 3×2 em dia que o jogador Inácio matou a pau.

Arena do Palmeiras, empreendimento particular tocado em parceria do clube com Banco do Brasil e empresa W.Torre, ficará pronta em janeiro de 2013 e quer abrigar jogos da Copa das Confederações.

No Amazonas cada clube, indistintamente, recebeu 120 mil do Governo do Estado. Quem transmite jogos é a TV particular, A Crítica, que dá seis mil por jogo a cada contendor.

Por descaso do patrocinador e más administrações a CAPAF (Caixa de Previdência do Banco da Amazônia) quebrou mesmo ontem só pagou 30% dos aposentados. O resto (como eu) ficou a ver navios. E não há recursos para cobrir outras folhas daqui pra frente. Sonho de uma vida estável jogado no lixo!

HOMENAGEM – Ricardo Longhi, o Ricardo, ex-lateral esquerdo do Palmeiras, Paysandu, Bahia, Leônico-BA, Juventude e Pinheiros-PR nos anos 70-80. Joga no máster do Palmeiras e comanda o Sub-20 do Sanjoseense de São José dos Campos-SP.

24 de fevereiro de 2011 at 2:04 pm Deixe um comentário

LINHA DE PASSE – Rui Guimarães – 23.02.2011

Mais um ano de futebol nacional. Será mais um ano de sofrimento do torcedor? A pergunta é pertinente quando nos lembramos das últimas participações de nossas equipes em competições de âmbito nacional. Sempre vem a mente desastres, más atuações e desilusões na reta final que nem é bom lembrar. Paysandu e Águia vão representar o nosso futebol na Copa do Brasil a partir desta tarde. O Papão jogando fora de casa, mas com grandes esperanças de sucesso devido ao adversário, e o time Marabaense dentro de casa com um caroço muito duro para roer.

 

A tarefa do bicolor é menos complicada, pois seu credencial de líder do campeonato paraense acabou assustando o time Amazonense. Fala-se em Manaus em tentar evitar que o confronto não tenha uma única partida o que quer dizer que eles estão admitindo uma vitória bicolor com diferença de dois gols ou mais.

 

Em Marabá a história é diferente. Nosso representante é que vai ter de tomar muito cuidado para não ser surpreendido e até alijado no primeiro confronto. O Brasiliense é forte e, apesar de não estar com sua força máxima, tem moral para chegar e ganhar. Resta ao Águia se imbuir de valentia e tentar superar essa dificuldade muito grande.

 

O campeonato paraense poderá ter um problema a mais para resolver durante o carnaval. Se o quarto classificado para as semifinais for o Cametá e nada mudar nas demais posições da classificação, teremos os confrontos Cametá x Paysandu e Independente x Clube do Remo. Os jogos seriam nos dias 9 e 10, portanto, quarta e quinta feira após o período momesco. É viável? Haverá vagas nos hotéis para hospedar a delegação visitante? Depois, o torcedor estará com pique para os dois jogos? Vamos começar a pensar num plano B minha gente, antes de se começar a tomar a primeira.

 

Tiago Potiguar deve ou não ser negociado pelo Paysandu já? É a indagação que paira nos arraiais bicolor. Conversei com vários membros do CD alvi-azul e, quase a totalidade, responde com uma pergunta: Quanto fica para o papão?  Essa preocupação se justifica em função da informação que os direitos federativos do jogador têm dois donos. Metade seria do papão e a outra metade do Potiguar de Currais Novos. Há até quem coloque ainda uma terceira parte nessa transação e que, dizem ser o próprio Presidente LOP. A se confirmar o valor de 600 mil é muito pouco a metade pela liberação do craque. Se tudo for para o Clube de Suíço, aí acho que vale a pena. Lembro, contudo, que alguns associados questionam o fato de ser Potiguar o único jogador do elenco a desequilibrar os jogos e que sua falta vai tornar o time ainda mais comum. É, pode ser.

 

E o sinal de alerta foi ligado no Leão Azul. Há males que vêm para o bem. Poucos no Baenão tinham a preocupação de olhar com olhos críticos o seu time e o jogo com a Tuna mostrou que nem tudo que relux é ouro. Comelli não lembrou ainda do ataque e o empate pode dar agora a realidade nua e crua ao técnico azulino. Acho que nem era preciso tanto sofrimento, os números estão aí e os artilheiros também. O Remo não tem um só gol de atacante no campeonato e isso é um indicativo claro que algo está errado. Também não quer dizer que nada presta, são detalhes que podem e devem ser corrigidos.

 

Rui Guimarães

 

23 de fevereiro de 2011 at 5:15 am 1 comentário

Posts antigos


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.