LINHA DE PASSE – Rui Guimarães – 26.02.2011

26 de fevereiro de 2011 at 2:25 pm Deixe um comentário

Não acredito em zebra na definição do último classificado para as semifinais do Parazão 2011. Aposto no Cametá, apesar de reconhecer que a Tuna está mais viva do que nunca pela vontade de seus jogadores. No entanto, por uma questão de merecimento, vejo o time cametaense mais próximo da vaga. Também faço o registro, mais apenas isso, sobre o jogo de Águia e Castanhal que teoricamente têm possibilidades de chegar. O Águia não merece porque foi muito mal e bem longe do que se esperava do time comandado por João Galvão. O Castanhal custou a tomar uma atitude como clube, permanecendo com Apeú no comando de um time que jamais se portou como competitivo sendo um time sempre instável no campeonato. Talvez a presença de Valtinho no comando possa dar a alavancagem que a diretoria do Japiim deseja, mas para o segundo turno.
 
A se confirmar a presença do Cametá entre os classificados e nada mais mudar, teríamos os confrontos Independente e Remo no dia 9 e Cametá e Paysandu no dia 10 de março próximo. Nos dias 12 sábado e 13 domingo, serão realizados os jogos de volta. Isso implica em dizer que vislumbramos um novo Re x PA para a decisão do turno se considerarmos que os jogos de volta das semifinais serão em Belém. Para as finais, é bom que se esclareça, haverá dois jogos entre os litigantes nas datas de 20 e 27 de março. Para Águia e Paysandu ainda haverá jogos de volta pela Copa do Brasil, para os demais o mês de março acaba aí mesmo.
 
Qual o motivo de um clube contratar oito jogadores para uma só posição e nenhum vingar? E mais: porque se insiste em trazer mais, sem nenhuma dispensa dos que não deram certo? É justamente o que está acontecendo com Remo e Paysandu. Até parece que combinaram. O papão está tentando zagueiros para compor sua parte mais deficiente do time. Atingiu oito contratações e chegaram ontem mais duas, e não conseguiu resolver a situação da zaga. Menos mal porque essas contratações estão sendo realizadas pelos dirigentes, que não são as pessoas mais indicadas para tal. E o que dizer do Remo que já está em sua oitava contratação de atacante e nenhuma vingou? Diga-se: todas realizadas por indicação do técnico Paulo Comelli. Se for um alento o Remo já mandou dois embora (?), mas “o cara” ainda não apareceu.
 
Sobre esse assunto, ouço a informação que Elielson, jovem atacante de 18 anos, descoberto nas divisões de base do Paysandu, foi cedido por empréstimo ao Atlético Paranaense e que Jorge Santos, zagueiro formado nas divisões de base do Remo foi emprestado ao Comercial do Mato Grosso juntamente com mais dois remistas. É curioso e por isso o amigo Claudio Guimarães diz sempre que são essas coisas que ele não entende. Nem eu. 
 
O presidente do CD do Paysandu, Ricardo Resende, cobrou dias atrás que Fred Carvalho, membro da diretoria de futebol do Paysandu se decidisse se ele é diretor ou empresário de jogador de futebol; Não houve resposta por parte do diretor, mas a atitude dele de ir a Recife tentar negociar Tiago Potiguar com o Sport é no mínimo suspeita. A negociação não deu certo e deixou o jogador pra lá de aborrecido. Ah, bons tempos da transparência real…
 
Rui Guimarães

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 25.02.11 A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 27.02.2011

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: