PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 18.04.11

18 de abril de 2011 at 4:43 pm 1 comentário

E OS GRANDES FORAM GRANDES… FINALMENTE.

No sábado o Remo derrotou o Águia em Marabá e deixou o torcedor
remista mais otimista; no domingo o Paysandu visitou a Tuna, em pleno
Souza – fazia tempo – e acabou se impondo como grande também. Duas
vitórias e dois empregos salvos, ou alguém tem alguma dúvida? Tomara
que o Cosme e o Comeli não achem isso secação. Não sou contra time
emergente, mas Remo e Paysandu tem que mostrar quem é grande e
isso foi mostrado no fim de semana; tomara que não seja fogo de palha.
O baixinho atrevido do Remo saiu do banco e resolveu a parada em
Marabá, ele que tinha errado em demasia no jogo de estréia no Baenão.
Pelo lado bicolor ontem, quem mudou o panorama no Souza foi um ex-
remista, Helinton, que saiu do banco para ajudar a resolver os problemas
bicolores, isso quase aos 40’ do segundo tempo. Remo e Paysandu
venceram e a galera agradece. E que seja assim, para sempre.

ALTA TEMPERATURA

Não sou contra clube emergente, do interior ou da cidade, mas Remo e
Paysandu têm que se impor e mostrar suas forças, ou será que alguém
pensa diferente? Os dois têm folhas que chegam aos 500 mil reais, salvo
engano, enquanto os emergentes somados não chegam a isso. E qual
é a diferença? Melhores contratações, salários mais baixos, ou falta de
comando nos grandes clubes? Vou optar pela última colocação, mas
em termos de contratações os nossos clubes grandes pecam demais
pela falta de qualidade, quando fazem suas contratações, a maioria fora
do conhecimento dos seus treinadores. Ou eu estou errado, falando
demais? Isso os péssimos dirigentes podem achar, que a imprensa
esportiva exagera, destrói o futebol do Pará, mas na verdade quem
acaba com o nosso sofrido futebol são os dirigentes virtuais que temos
por aqui. Saudades do Giorgio, do Manezinho, do Chipelo e outros mais.

BAIXA TEMPERATURA

Se a gente for elencar nomes aqui, a coluna acaba e ainda faltará
espaço para mostrar quem foi nota 10 no passado. O fato acontecido

no Paysandu na semana passada, só serviu para macular ainda mais
o nome do time bicolor; jogadores e dirigentes achando que nos da
imprensa esportiva, é que somos culpados pela “merdas” – desculpem
a expressão – que o time faz dentro de campo. A exclusão da Copa
do Brasil e a derrota para o Independente dentro da Curuzú foram
culpa exclusivamente do treinador e seus atletas e, por extensão, aos
dirigentes do bicola, que teimam em jogar a culpam para nos da crônica
esportiva. Ora me comprem um bode! E ontem, quando o Paysandu
derrotou a Tuna dentro do Souza, a culpa da vitória bicolor foi nossa
também? O que alguns de vocês querem, eu não sei fazer. Se manquem!

NO TERMÔMETRO

Como estou no Rio, aonde vim para a formatura de um sobrinho em
Jornalismo, só acompanhei os jogos do fim de semana pela internet
e pelo telefone, mas fiquei surpreendido pelas vitórias de Remo e
Paysandu fora de casa. Quanto tempo, heim! /// Por enquanto, Comeli e
Sérgio Cosme salvaram seus empregos com as vitórias, mas ambos têm
que tomar cuidados como clássico que se aproxima. Derrota lá será fatal.
/// Meus sentimentos á família do incomparável Hélio Gueiros, que
partiu na semana passada. Bicolor dos mais ferrenhos, o “Papudinho”
marcou época quando estava na Prefeitura e no Governo. Vá em paz! //
/ Independente e Cametá estão na cola do Remo pela vaga na 4ª divisão,
ambos com os mesmos seis pontos no 2º turno. O Leão precisa vencer a
Taça Estado do Pará para afastar quaisquer possibilidades do Galo e do
Mapará, ou até torcer para que nenhum deles chegue no turnão, como
também Tuna e Castanhal, que estão atrás do Leão. Vencer o Castanhal
nesta quarta já é um grande passo. /// Finazzi será o dono da camisa
9 do Remo nesta quarta contra o Japiim da Estrada; longe de pensar
em ser artilheiro do Parazão, Finazzi só quer fazer os gols necessários
para levar o Leão às finais do Parazão. /// Nesta segunda, na Casa do
Comércio, às 18 horas, o julgamento de um atleta de handebol que se
transfigurou em quadra e deixou todos abismados pelas suas atitudes.
O mesmo terá direito à defesa, como é normal em qualquer tribunal. ///
Uma boa semana a todos e viva Jesus.

E-mails: rporto@supridados.com.br

Entry filed under: Uncategorized.

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 17.04.2011 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 19.4.11

1 Comentário Add your own

  • 1. ANTONIO Valentim  |  18 de abril de 2011 às 5:52 pm

    SE FOR pelo fator torcida, quem jogou de fato fora de casa foi o Remo. Jogou mal, jogou mal. E daí, o importante é que venceu.
    E que lute, lute muito mesmo para vencer o Castanhal. 9 pontos e aí é pegar o arquirrival. Vamos ver quem tem garrafa vazia para vender.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: