Expedito Leal – 25.08.2011

25 de agosto de 2011 at 12:16 pm Deixe um comentário

A Tuna , de Hoje

Fui ao estádio do Souza levar um garoto para treinar.Era no tempo em que o João Bosco, o Bosquinho, ex-jogador, integrava a comissão técnica das divisões de base.Fiquei pasmo  com a quantidade de moleques em diferentes faixas etárias presentes naquela ocasião.Um mundo de meninos, em sua maioria, com o perfil de garoto pobre da periferia.Com o sonho de um futuro melhor, através do futebol.
A Tuna é um grande clube.Com patrimonio sólido, títulos importantes, entre os quais, 10 campeonatos estaduais e  dois nacionais.Mas tal como uma empresa anã, não cresce.Tem hoje a mesma torcida de 40 anos atrás.É(ou era) o considerado terceiro time grande do Estado.Viveu sua fase áurea no futebol no tempo dos ricos comerciantes portugueses que dominavam o comércio de Belém em quse todos os segmentos.Eles morreram e seus descendentes não seguiram a trilha comercial.Preferiram atuar nas chamadas profissões liberais:advogados, médicos e engenheiros, basicamente.Sem contar que não cultivaram a mesma preferencia clubística dos pais.São torcedores do Remo ou do Paissandu.A Lusa parou no tempo.Não sabe aproveitar sua condição de origem lusitana, junto a três outros clubes com a mesma raiz nacional: Vasco, Portuguesa de Desportos e Portuguesa santista.Formar parcerias que pudessem garantir-lhe empréstimos de jogadores tecnicamente medianos,  para dar ao seu time a força que ´precisa, mesclado com gente de sua base.Vive nos dias atuais quase à mingua em seu futebol profissional, mas não encontra a saida  que passa necessariamente pela modernidade das ações de marketing e ousadia administrativa.É um gigante desidratado pelo tempo.

Sem forças para reagir.Por isso, seu futebol caminha para o destino inexorável dos desanimados e combalidos da vida: a extinção.

De vagar com a louça…

Não vejo Paissandu e Águia já classificados à próxima etapa da Terceirona, só por que estão nas primeiras posições na tabela e aparentemente têm condições por seus dois (o Papão) jogos em casa.A Luverdense é um time  perigoso sempre que joga em Belém.Não se intimida com a torcida.O Rio Branco ainda está no páreo e faz dois jogos em seu estádio, justamente contra os dois times paraenses.O Águia tem que saber administrar a vantagem de enfrentar o débil Araguaina em Marabá e conseguir pelo menos um pontinho no Acre ou Lucas do Rio Verde.
A parada ainda  é indigesta para os nossos dois representantes.Não se lludam.

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 24.08.11 RITMO DO JOGO ( JOÃO CUNHA )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: