RITMO DO JOGO

22 de setembro de 2011 at 12:28 pm Deixe um comentário

UMA SEGUNDA CHANCE
É tudo o que desejamos na vida após “bater cabeça” por ai. No futebol não é diferente. O importante é saber aproveitar as oportunidades, utilizando os erros do passado para os acertos do presente. O Paysandu, após formar uma Comissão Técnica cara e inoperante, contratar mais do que devia pagando mais do que poderia, ficou “pela bola sete” em termos de classificação na ultima rodada da série C. Teria de vencer com uma diferença de quatro gols e esperar uma combinação de resultados. Vendo-se em uma “sinuca de bico” em busca desse objetivo trocou de treinador e contou com a “eliminação” do Rio Branco do Acre, para ter uma segunda chance. A partir daí, em vez de três equipes lutando por apenas uma vaga numa verdadeira “briga de foice no escuro”, passamos a ter duas vagas em disputa. Assim, o Paysandu renasceu e agora depende somente de si para continuar na competição. O fato do Luverdense também ter jogado com a mesma motivação ajudou muito. Tanto que o Águia de Marabá, atuando no Mato Grosso, foi derrotado enquanto que o Papão, jogando aqui na Curuzu ante um Araguaina morto e enterrado (fala-se até em pagamento de despesas pela não transmissão do jogo pela TV), conseguiu uma goleada de cinco gols, garantindo-se na próxima fase do Campeonato Brasileiro, independente do STJD ou CBF
É verdade que o Paysandu do jogo com o Araguaina, foi outro. Mudou da água pro vinho. Com uma equipe bem posicionada em campo e respeitando a característica de seus jogadores, apresentou um plano de jogo ofensivo, sem medo de ser feliz. Sidny pela direita e Fábio pela esquerda, tiveram posicionamento e liberdade necessários para apoiar. Sandro, colocado de cara no time, ditou o ritmo do jogo enquanto esteve em campo enquanto que Daniel, ao seu estilo, cobriu muito bem os zagueiros, Marcio e Camilo, dando-se ao luxo de também participar da armação das jogadas. Juliano e Luciano Henrique movimentaram-se muito bem, complementando as boas ações ofensivas de Josiel e Rafael Oliveira.
Gostei muito do que vi na equipe bicolor, apesar do adversário. No dia seguinte ao jogo, conversei com o técnico Edson Gaucho em um programa da TV Cultura e tive a certeza de que o Paysandu daqui pra frente está em boas mãos. Gaucho deu-me a garantia de trabalhar com a mesma disposição, atuando dentro ou fora de casa. A confiança é grande. Dá até pra acreditar que, no mínimo, estaremos na Série B do ano que vem se mantidas as condições normais de temperatura e pressão, seja se com Luverdense ou Rio Branco nessa verdadeira gangorra na qual se transformou a serie C de 2011. Para isso bastará sermos primeiro ou segundo do grupo, em disputa com um dos dois já citados mais o CRB (Alagoas) e o America (Natal). O elenco Alvi-Azul é bom e, sem atraso de salários dá pra acreditar sim. Vejo com bons olhos essa segunda chance, pois confio nos atuais jogadores do Paysandu, bem como no trabalho do Técnico Edson Gaucho! Chega de invenção! A hora é agora! Quem viver verá! (JOÃO CUNHA)

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 22.09.11 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 23.09.11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: