RITMO DO JOGO

9 de novembro de 2011 at 5:14 pm Deixe um comentário

AMADORISMO, SONHOS E LAMENTAÇÕES
Tudo está bem quando acaba bem! Esta frase me acompanha a alguns anos vida afora e significa que, por maiores que tenham sido os atropelos e dificuldades encontrados pelo caminho, se ao final conseguirmos o objetivo almejado tudo estará compensado.
Hoje, quando ouço afirmações como “o impossível se tornará fácil”, fico pasmado com tanta disposição em “dourar a pílula” Bicolor. Talvez como forma de dar algum alento ao torcedor do Paysandu que no fundo, sabe que tudo na vida para se tornar fácil ou difícil depende de nossas próprias atitudes. Grandes ou pequenas decisões são tomadas a cada dia. A vida é cheia de encruzilhadas e para atingirmos nossos objetivos temos que estudar mais, se aplicar mais, dedicar-se de corpo e alma, planejar e cercar-se de pessoas capazes. São providencias que podem ajudar a conseguir aquilo que queremos. Os erros do passado devem servir de lição para acertos futuros.
Infelizmente, no futebol paraense o que se vê, principalmente em Remo e Paysandu com aval da FPF, são repetições agravadas dos mesmos erros. Os prejuízos são os maiores possíveis: Estamos sempre nas ultimas divisões do futebol brasileiro; nossas dividas só fazem aumentar e, por incrível que pareça ninguém consegue iniciar um projeto de fato viável por aqui. Quando aparece alguém, outros o atrapalham e nem sequer ouvem quem, de uma forma ou de outra, avisa sobre os perigos. Precisamos urgentemente de uma renovação de idéias e ações visando à volta por cima tão almejada, agindo dentro na nossa realidade, utilizando melhor o que temos, contratando menos e melhor. Ter a pessoa certa no lugar certo, com humildade e capacidade de enfrentar desafios sem demagogia e prepotência, já seria um bom começo.
Este ano o Paysandu teve várias oportunidades de virar o jogo e desperdiçou todas. Pela teimosia de sempre, contratou uma comissão técnica cara para os nossos padrões anunciando um time da B para vencer a C, advindo daí uma folha de cerca de SEISCENTOS MIL REAIS/MÊS e o resultado é este. Não fosse aquela primeira “saída” do Rio Branco e talvez ainda fosse pior. Troca-se de técnico e renova-se a esperança. O time melhora e fica perto do paraíso, mas intrigas diversas somadas à reinvenção do bicho totalmente fora de hora, criam um novo retrocesso. Na queda de braço os jogadores venceram. No desespero novo técnico é contratado no afã de conseguir, na marra, o milagre da subida.
Duas vitórias e um empate, nessa ordem, seriam a solução. Agora restando somente dois jogos precisamos de duas vitórias para sonhar. Como? Onde e quando? Matematicamente isso é possível, mas a prática nos leva a duvidar. Eu é que não vou sobrecarregar a santa! O melhor é fazer uma “meã culpa”, pedir desculpas a galera, penitenciar-se e quem sabe, prometer abrir caminho para novas cabeças, repensar com carinho o ano que vem.
Sabemos que Deus ajuda, mas não faz tudo sozinho. Para termos um bom final com menos atropelos e duvidas, precisamos começar bem um projeto e acompanhá-lo de perto, pois alem das dificuldades naturais, no caso do futebol, todos têm os mesmos objetivos. O tempo entre o final de uma temporada e o inicio de outra, tem que servir bem mais do que simplesmente para os cumprimentos de Natal e Ano Novo! Já chega de amadorismo, sonhos e lamentações!
(João Cunha)

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 09.11.11 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 10.11.11

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: