Archive for fevereiro, 2013

CHUMBO-GROSSO – Paulo Fernando – 28.02.13

– DE OLHO NO TRIBUNAL – Hoje todas as atenções estarão voltadas para o Tribunal de Justiça Desportiva do Pará, jogadores da dupla RE X PA estarão sentados no banco dos Réus, dois casos em especial chamam a atenção do dia, Vanderson meio-campo e Leandro Cearense atacante que se forem punidos poderão ficar de fora do clássico rei, vai valer de tudo por parte da defesa hoje desde as imagens até o famoso Efeito Suspensivo em da punição ser acima de dois jogos, TODO MUNDO LIGADO NA CLUBE,…………………….

– EM BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSCA – Remo e Paysandu resolveram adotar a lei do silêncio neste resto de semana antes do RE X PA, tudo isso é para evitar a aquela famosa cutucada desnecessária no adversário, será que esta atitude funciona quando esta em jogo tanta rivalidade, com a palavra os treinadores, e lógico de sua opinião também amigo leitor,…………………………….

– FATO – ontem dei uma informação aqui na nossa coluna que gerou muita polemica, sobre o interesse de alguns colaboradores azulinos em convidar o LOP ex-presidente do Paysandu para compor este grupo de colaboradores, vejam só EU DISSE QUE ELES SONHAVAM COM ISSO, em momento algum eu disse que o LOP estaria indo para o REMO, então vamos interpretar melhor as noticias, já que aqui não inventamos nada,…………………………………..

– ISSO VAI DAR PROBLEMA – Uma reunião entre o Ministério Público Estadual (MPE), órgãos de segurança e representantes de Remo e Paysandu marcou a manhã de quarta-feira (27). O MPE sugeriu ao Leão, que é o mandante do jogo, que os portões do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, sejam fechados às 16h30 no domingo (03). Está será a última partida do primeiro turno do Campeonato Paraense e garante ao vencedor o troféu Taça Cidade de Belém, o objetivo é dificultar o acesso de vândalos e pessoas que não possuem ingressos para dentro do estádio, fato recorrente nos últimos jogos no Mangueirão. “Quando começa o jogo as nossas atenções ficam voltadas para a partida e muitas pessoas conseguem passar pela catraca mesmo sem ter ingresso”, explicou o coronel Edson, responsável do esquema de segurança do Clube do Remo para o Re x Pa, quero só saber onde fica o direito de ir e vir do cidadão que esta garantido CF/88, FICA A DICA PARA GALERA,……………….

– APITO DEFINIDO – E o sorteio apontou para juiz principal Ricardo Marques Ribeiro, da FIFA e que já apitou jogos em Belém por três ocasiões, auxiliando o árbitro mineiro, vão atuar como assistentes no jogo o gaúcho Altemir Haussman e o paulista Marcelo Gasse. Representando a arbitragem paraense teremos Dewson Fernando de Freitas, como quarto árbitro e José Guilhermino de Abreu como observador de arbitragem. Do trio de fora, Haussman é um dos mais notórios, tendo larga experiência em jogos decisivos de competições nacionais e sendo conhecido por ser um árbitro que marca muitas infrações, sejam faltas ou penalidades, se a superstição conta para os jogos decisivos, agora é esperar e torcer que ele tenha uma boa atuação apitando o super clássico da Amazônia,……………………………………………..

– SEMANA DE RE X PA É SEMPRE ASSIM – O Clube do Remo ganhou três problemas de última hora, mas, ao que parece, vai se livrar de todos eles antes da final de domingo contra o Paysandu, que vale a Taça Cidade de Belém, na reapresentação desta terça-feira, o volante Jhonnathan e o zagueiro Mauro ficaram sob cuidados médicos, depois que sentiram desconforto após o primeiro jogo da decisão do primeiro turno estadual, já ontem pela manhã, foi a vez de o atacante Fábio Paulista ficar de fora do treino. O técnico Flávio Araújo não contava com tantos transtornos esta semana, já o Bicolor Estadual sob o comando do técnico Lecheva, seus jogadores foram divididos em dois grupos, e o considerado titular teve algumas mudanças significativas em relação ao time que vem sendo utilizado. A principal delas diz respeito a entrada do atacante Iarley, ao lado de João Neto. Rafael Oliveira foi para o time de baixo, ainda sim marcou um dos gols na vitória por 3 a 0 para os reservas, os demais foram de Alex Gaibu e Billy. O zagueiro Raul retornou ao time titular, e Thiago Costa foi testado na vaga de Diego Bispo. Lineker entrou no posto de Rodrigo Alvim, em fase final de recuperação de uma lesão, uma coisa certa domingo ás 16:00 pode apostar todo mundo vai estar em campo, afinal de contas RE X PA É RE X PA,……………………………………

– AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, E DETALHE AQUI NÃO ADIANTA MANDAR CARTA NEM OFÍCIO, AQUI NÃO ATENDEMOS SAFADOS NEM PILANTRAS, ATÉ AMANHÃ,FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Anúncios

28 de fevereiro de 2013 at 2:45 pm 1 comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 28.02.13

POSITIVO – Independente da venda na rede de farmácias, a manutenção de ingressos à disposição dos torcedores nos estádios de Remo e Paysandu foi uma boa sacada. Tudo começará hoje, 9 h. Jogo do Milhão!

NEGATIVO – Fechar portão do Mangueirão, domingo, meia hora depois do jogo iniciado não trará nenhum resultado prático. A conferir!

Lá e Cá

Treinador Vágner Benazzi, ex-Paysandu, assumiu para evitar queda do Atlético Sorocaba da A1 Paulista. Dirigirá zagueiro Fábio Sanches, que passou na Curuzu. Leandro Campos, outro ex-bicolor, comanda o ASA-AL, na semifinal da Copa Nordeste e tem no grupo Rodrigo Dantas, ex-Remo.

CBF renovou transmissão da Série B com a Globo-Sport TV por 5 anos. Presidentes de clubes da Segundona ficaram impressionados com a humildade e fino trato de Paulo Nobre, dirigente máximo do Palmeiras.

A partir de abril Paysandu começará festejo dos 10 anos da boa participação na Libertadores com lançamento de camisas especiais, uma destacando gol de Iarley na Argentina e mais DVDs do filme “La Bombonera é Nossa”.

Coronel Édson Nestor Silva, organizador do RE x PA de domingo (mando do Remo), colocará banheiros químicos à disposição, principalmente das mulheres. Portões deverão abrir 13 h, ou até 12 h, a ser decidido.

Coronel Édson trabalhará igualmente na organização do Remo x Flamengo, da Copa do Brasil, e tem ideias altamente avançadas para o grande dia.

Pedro Henrique, preparador físico, respondendo sobre a razão de o grupo azulino estar voando em campo: “nível de dedicação de todos impressiona”.

3ª Comissão do TJD julgará, hoje, Leandro Cearense e Válber (Remo), Vânderson (Paysandu), técnicos Osvaldo Monte Alegre (S. Francisco) e Cacaio (Tuna), Rayro (do Santa Cruz), Adriano (Águia), entre outros. Apreensão!

Leandro Cearense e Válber estarão no TJD, servindo de testemunhas os companheiros Carlinho Rech e Paulista. Todos vão depois para Castanhal. Bicolor Vânderson de novo vai se defender na corte judicante.

Inscrições no Parazão só até segunda-feira, pois com antecipação do 2º turno já teremos na terça, Tuna x Águia e Paragominas x Cametá.

Engenheiras de alimento Rosicléia Rezende, Érica Nogueira e nutricionista Carla Maciel ministrando desde ontem e, uma vez por semana, na cozinha da Curuzu, “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos”. Ótimo!

Com toda corujice, cumprimento a querida filha e médica Ana Paula pelo aniversário. Competente profissional, meiga, é a filha que todo pai gostaria de ter. Sou privilegiado! Por sinal, hoje, ela recebe seu novo apê.

Iarley começando Clássico da Amazônia, Héliton e João Neto abertos pelas extremas, volta do zagueiro Raul, opções de Lecheva para domingo. Vandick Lima quer ganhar 1º RE x PA como presidente.

Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG), árbitro de domingo, voltará ao Parazão depois de 3 anos. Apitou Paysandu 6×1 S. Raimundo, 3.5.09, 1ª da decisão e Papão campeão.

Mauro, Jonathan e Paulista de novo poupados no treino de ontem à tarde. Time do Remo se movimentou só com 10: Fabiano, Mauro, Henrique e Zé Antonio, Válber, Gerônimo, Nata, Galhardo e Berg, Val Barreto. Este espera companheiro de ofensiva.

Sábado: Real Marinho x GV2, Mapuera x Bugaria, Amigão x Ana Deusa, PEC x Coqueirense, Independente x Gleba1, Figueira x União, Racing x Atlético, Portuguesa x Realmatismo (ambos da Marambaia).

HOMENAGEM – Antonio Lima Lopes, o Sapuca, ex-ponta direita tri- campeão municipal pelo Abaeté (anos 80) e campeão intermunicipal pela Seleção de Abaetetuba (1983). É comerciante da Terra da Aguardente.

28 de fevereiro de 2013 at 12:53 pm Deixe um comentário

COLUNA DO GERSON NOGUEIRA – 27.02.13

Um artilheiro no paredão:

Quase todo mundo hoje tem uma boa causa a defender. Muitos lutam contra a extinção de baleias e pinguins. Outros bradam pela extinção das abelhas africanas. Algumas moças desnudas protestam contra o extermínio de marmotas. E agora há também os que pregam contra a escalação de Rafael Oliveira no ataque do Paissandu.

Em comum com os outros militantes, os críticos de Rafael também são movidos por boas intenções. O problema é a rabugice dos que, através do fogo cerrado contra o artilheiro, aproveitam o embalo para tentar desmerecer o trabalho do técnico Lecheva.

Para entender a novela artificial criada em torno de Rafael é aconselhável ir por partes. Depois da bem-sucedida campanha na Série C 2012, Lecheva começou os trabalhos no Campeonato Paraense, efetivando como dupla de ataque Rafael-João Neto.

Apesar do tropeço inicial diante do S. Francisco na Curuzu, Lecheva não mudou de planos. O duo foi mantido e correspondeu à confiança do treinador, marcando 17 dos 28 gols do Papão na competição. Rafael fez nove (juntamente com Aleílson, do PFC) e Neto balançou as redes inimigas em oito ocasiões.

Por incrível que pareça, apesar da expressiva média de quase um gol por jogo, Rafael é questionado sem tréguas. Sofre críticas de todos os lados. Ressaltam seu talento para marcar gols apenas contra times pequenos e acentuam seu jejum no clássico Re-Pa.

Curiosamente, a opção de Lecheva por João Neto, vice-artilheiro do time, permanece imune a reparos dos detratores. Neto parece estar sendo poupado unicamente pelo belo gol anotado no último Re-Pa, apesar de ter sido improdutivo no primeiro.

Outro beneficiado pela bem-aventurança de marcar no choque-rei é Iarley, meia-atacante que ainda não se firmou o suficiente para ser titular, mas que teve a sorte e a categoria de estufar as redes azulinas na 4ª rodada.

Detalhe interessante é que no lance do gol de Iarley contra o Remo a bola chegou a ser chutada por Rafael Oliveira, mas só se encaminhou para o barbante depois do arremate do veterano atacante. Para azar do camisa 9 de Lecheva, essa – digamos – inibição no Re-Pa está sendo cobrada com virulência cada vez maior.

Até a comentada fase boêmia de Rafael é relembrada para reforçar as restrições ao jogador. Que se saiba, o atacante vive período de entrega aos treinos e grande dedicação profissional, atitudes que ajudam a explicar sua excelente performance no Parazão.

No aspecto técnico, a escolha de Lecheva se justifica não só pelos gols de Rafal, mas pelo papel de pivô que ele executa e nenhum outro avante do elenco é capaz de fazer. João Neto, que também gosta de estar na área, não tem o físico apropriado para o embate com zagueiros. Foi visível, no último domingo, a carência que se abateu sobre o ataque do Paissandu depois que Rafael foi substituído por Iarley, a pedidos da torcida.

Em consequência disso, a zaga remista passou a ter menos trabalho na marcação e deu-se ao luxo de liberar um dos seus para se juntar aos atacantes no esforço pelo empate – que veio, coincidência ou não, pelos pés do zagueiro Zé Antonio.

Rafael pode não ser o mais brilhante dos atacantes, mas cumpre bem a missão de fazer gols. Certíssimo em manter o jogador, Lecheva paga o preço de ser o técnico que garantiu o acesso à Série B, contrariando maus presságios de várias pitonisas.

Diante dos exageros da cruzada contra Rafael fico a me perguntar onde estavam os críticos de hoje quando o badalado Adriano Magrão passou um campeonato inteiro (2012) sem fazer um golzinho sequer.

Impunidade cria maus hábitos:

A furiosa reação corintiana à punição imposta pela Conmebol, depois da morte do garoto Kevin na Bolívia, é a típica manifestação de quem se acostumou com a impunidade. O Corinthians parece não acreditar que a desacreditada Conmebol teve peito de impor uma suspensão de 60 dias, durante os quais o time terá que jogar com portões fechados.

Além da manobra de apresentar um menor de 17 anos para assumir a autoria do disparo fatal em Oruro, no afã de salvar a pele de 12 integrantes da facção Gaviões da Fiel, o clube agora desfia argumentos absurdos, tentando provar que o modesto San José também teve culpa pelo ocorrido, merecendo a mesma sanção.

No fundo, a irritação talvez tenha origem no episódio de 2005 no estádio do Pacaembu, quando o jogo Corinthians x River Plate registrou um festival de badernas, envolvendo confronto entre torcidas e tropas da PM. No fim das contas, a punição saiu no melhor estilo tabajara: o único condenado foi o estádio.

Galo altivo e superior:

Com atuações brilhantes de Ronaldinho Gaúcho e Bernard, o Atlético-MG de Cuca realizou ontem à noite exibição de alto nível contra o Arsenal por 5 a 2, em Sarandi, e deixou claro que está entre os times credenciados a brigar pelo título da Taça Libertadores.

Sofreu o primeiro gol, mas partiu com altivez para uma virada incontestável. Ainda se deu ao luxo de desperdiçar um penal (com Gaúcho) aos 41 minutos do 2º tempo. O adversário não é tradicional, mas tem um time arrumadinho, que equilibrou as ações no começo da partida.

Por eles, sempre:

Dedico as mal traçadas linhas de hoje aos meus velhos, Benedita Nogueira e José Dias Rodrigues, e aos filhotes Pedro e João.

27 de fevereiro de 2013 at 5:56 pm 1 comentário

CHUMBO-GROSSO – Paulo Fernando – 27.02.13

– ACREDITE SE QUISER – Membros colaboradores da diretoria Remista estariam tentando levar um grande bicolor para ser colaborador no Remo, Luis Omar Pinheiro, é acreditem o LOP, será que este grande Bicolor que anda meio chateado com algumas noticias vindas do mundo Alvi-azul, poderá atravessar, SERÁ,…………………….

– O ESQUEMA DE SGURANÇA – Quem comparecer ao Estádio Olímpico do Pará no próximo domingo, vai novamente acompanhar um grande esquema para dar proteção ao torcedor, além disso, banheiros químicos serão colocados no estádio para dar maior conforto ás torcidas, outra novidade é que o torcedor terá até as 16:30 para entrar no Mangueirão, VAMOS CONFERIR,…………………..

– NOTICIA BOA – Cada clube participante da Série B receberá um aumento de 50% no valor da cota de patrocínio, antes de R$ 1,8 milhão, para R$ 2,7 milhões, divididos em oito parcelas. “A reunião foi muito proveitosa. Houve aumento de cota, até da quantidade de bolas que são dadas aos clubes. Foi uma reunião que deu mais tranquilidade para trabalhar para o segundo semestre”, comemora. Além disso, o número de bolas cedidas aos clubes passou de 75 para 200, Vandick lembrou que apenas Palmeiras e Sport não entrarão na mesma partilha, uma vez que pertencem ao Clube dos 13, no entanto, o clube paraense terá todos os benefícios possíveis, destinados pela CBF. “Os clubes da Série B não terão nenhum tipo de despesa. Só Palmeiras e Sport, que são do Clube dos 13, ficaram de fora dessa partilha”, alerta, sem esquecer a premiação oferecida aos quatro finalistas premiados com o acesso à primeira divisão, “Os quatro clubes que subirem terão premiação em dinheiro. O clube campeão vai levar R$ 400 mil e R$ 200 mil para os demais”, informa. Sendo assim, o projeto de montar um time forte e competitivo em 2013 ganha um fôlego a mais para o restante do calendário. “A Série B tem uma competitividade parecida com a A e é preciso um time forte, competitivo para a disputa”, AGORA VANDIK MÃOS A OBRA,,…………………………………..

– PANE MENTAL – O técnico Flávio Araújo vai ter muito trabalho para acertar a pane mental que tomou conta do time azulino em grande parte do segundo turno, um outro problema para o treinador será encontrar uma solução para quando Tiago Galhardo cansar pois ficou visível que o remo com ele é uma equipe e sem ele o time perde totalmente a criatividade, por isso a semana promete ser de muito trabalho mais também de muito papo, pois camarão que dorme a onda leva, ABRE OLHO LEÃO,……………………………..

– TE VIRA LECHEVA – O técnico bicolor vai ter que se virar para arrumar um lugar na equipe bicolor para o jogador Iarley, já que nem o atleta e nem a torcida aceitam ver o salário mais alto do clube no banco, o treinador terá que decidir como achar um lugar na equipe se no meio ou no ataque da equipe bicolor, boa dor de cabeça em semana de decisão, AGORA É CONTIGO LECHEVA,…………………….

– MUN-HÁ ESTA RINDO PARA AS PAREDES – depois de receber 10% da RENDA BRUTA do jogo de domingo sem ter despesa alguma, os HONESTOS da F.P.F, que o diga um Senador da República, se preparam para novamente no próximo vestirem as mascaras de MICKEY e novamente mamarem nas TETAS de REMO E PAYSANDU, é uma vergonha uma FEDERAÇÃO que não da um chute pelo nosso futebol ganhar tanto dinheiro e não fazer investimento algum em favor do esporte Paraense, AUDITORIA JÁ NA F.P.F QUE VERGONHA,………………………………..

– AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, E DETALHE AQUI NÃO ADIANTA MANDAR CARTA NEM OFÍCIO, AQUI NÃO ATENDEMOS SAFADOS NEM PILANTRAS, ATÉ AMANHÃ,FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

27 de fevereiro de 2013 at 1:51 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 27.02.13

POSITIVO – Na reunião da Série B na CBF (Vandick Lima presente pelo PSC) comunicado aumento de cota (3 milhões), mais passagens (28), perdão de dívidas federais e premiação aos quatro que subirem para Série A. Ótimo!

NEGATIVO – Soldado que trabalhou no último RE x PA reclamou do “caríssimo” lanche, constante de pãozinho forreca, queijo transparente, “refri” de segunda e quente. Tem gente ganhando muito e servindo pouco!

Lá e Cá

Detalhes de benesses da CBF à Série B: arbitragem e antidoping pagos por ela; premiação de 400 mil ao campeão, 200 mil do 2º ao 4º colocado; cotas, agora, em 8 parcelas de 375 mil; melhores hotéis. Times das séries C e D terão também reuniões lá.

Ações oportunas do vice Zeca Pirão o transformaram num verdadeiro 1º ministro no Remo, bem auxiliado pelos diretores Maurício Bororó, Sérgio Dias e Francisco Rosas. Presidente Sérgio Cabeça agradece!

Correção: ex-meia de ligação Toninho Abaeté, homenageado ontem nesta coluna, mora em Abaetetuba onde tem uma Escolinha de Futebol e não em Belém.

Goleiro Marcelo Bonan, paranaense, 32 anos, 1,88 m, do S. Cruz-Cuiarana já atuou em 16 equipes do Brasil, inclusive Nacional-AM (2005), América-RN (2007), Ceará (2008-09) e Fortaleza (2011). Tigre também contratou zagueiro Léo Fortunado, passagem no Cruzeiro (2007) e Vitória-BA (2011).

Atacante Kiros, ex-Paysandu e na reserva do Bragantino-SP, cedido ao Red Bull (A-2 Paulista) a pedido do técnico Argel Fucks; BRF (catarinense do ramo de alimentos) nova patrocinadora da Copa do Brasil.

Técnico azulino Flávio Araujo se tornou um dos maiores propagandistas do futebol paraense. Em toda entrevista a nível nacional engrandece jogadores, dirigentes, torcedores e o RE x PA.

Ramon tornou-se peso no Remo pelo alto salário (maior de todos), pouco futebol até agora e o fato de ter sumido quem se ofereceu para pagar metade. Foi usado nome de empresa desconhecedora do fato. É duro!

Mangueirão, apelido dado pelo saudoso Moacyr Calandrini, continua sendo chamado de Estádio Edgar Augusto Proença (até no site), que é o neto. O homenageado é Edgard de Campos Proença.

Mangueirão teve um RE x PA infantil (1×1) no início dos anos 70 quando só possuía geral e 1º gol foi do bicolor Iran; dia 20.2.78, pela queda do alambrado do Baenão, jogo Remo 2×0 Operário-MS, pela Série A, teve de ser lá e o gol de abertura foi do Mego (fez os dois).

A inauguração oficial ocorreu em 4.3.78 (35 anos na segunda), Seleção Paraense 4×0 Sel. Olímpica Uruguaia e 1º gol de Mesquita. Iran, Mego e Mesquita não têm placa alusiva aos feitos no estádio.

Por sinal, nos dados Mangueirão na internet estão errados data e público do recorde de torcedores naquela praça de esportes.

Márcio Miranda, presidente da Assembleia Legislativa, convidado pelo Remo para assistir o super-clássico de domingo; TV Brasil quer transmitir o RE x PA para todo o país, no gancho da Cultura, mas clubes exigem ressarcimento.

Cinco índias da tribo Gavião Kyikatejê (Bom Jesus do Tocantins) levadas para testes no Juventus-SP, pela técnica Emily e goleira Andrea, da Seleção Brasileira. Elas estiveram na tribo a convite de Zeca Gavião.

Atacante Daniel Papa Léguas, ex-Remo (estava na Turquia), novo reforço da Tuna; jogadores cedidos pelo Remo não querem ir para o S. Francisco.

Resultados: Cruzeiro Curió 5×1 Sta. Lúcia, Satélite 1×1 Utinga, Panelinha 2×2 Tô Nem Vendo, AD Genos 0x5 Furacão, Urucubarca 2×1 Gleba 1, Zé Alho 3×4 Fla, Real Maguari 4×4 R. do Mundo, Milan 3×3 TSC, Só Gelada 4×3 Coqueirense e Malas 4×2 Feijoada.

HOMENAGEM – Edilson Farias Rego, o Edilson ex-frente do futsal do SUBSAR no Campeonato Paraense dos anos 80-90. É taxista e atende no ponto do shopping da Padre Eutíquio.

27 de fevereiro de 2013 at 1:44 pm 1 comentário

CHUMBO GROSSO – PAULO FERNANDO – 26.02.13

– COMO SÃO INTELIGENTES – Qualquer IDIOTA sabe que o São Francisco é um adversário direto do Clube do Remo na disputa pela vaga da série D, pois é, mais os inteligentes dirigentes do Leão Azul ou parece que não sabem ou resolveram se superar novamente. Os jogadores são o volante Tragodara, o meia Josy e os atacantes Jayme e Eduardo. Os quatro não estavam sendo aproveitados pelo treinador Flávio Araújo,Tragodara, Josy e Eduardo vieram do futebol acreano em um pacote que envolveu também o atacante Radamés. Jayme é um atleta formado nas divisões de base do Leão e só teve oportunidades no time principal na temporada 2012, o vice-presidente do Remo, Zeca Pirão, confirmou a negociação com o Leão santereno e disse que a liberação dos jogadores teve aval do técnico Flávio Araújo, SANTA SABEDORIA,……………………………………………………..

– TODO MUNDO NA CURUZU ESTA VENDO – É todo o mundo Alvi-celeste esta vendo que o Iarley não pode mais ficar no banco bicolor, agora depende do técnico Lecheva arrumar um lugar para ele no time, quem vai sair é o de menos, Lecheva pode optar pela saída de seu protegido o artilheiro dos times pequenos o POP SAUDADE ou quem sabe arrumar um lugar para o Iarley como quarto homem vindo de trás e chegando como elemento surpresa, o certo e que depois do gol fez domingo João Vitor carimbou sua vaga como titula da equipe bicolor, te vira Lecheva com tuas PAIXÕES,………………

– NO BANCO DOS RÉUS – A Primeira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) terá sessão nesta quinta-feira, ocasião em que serão julgados o volante Vanderson, do Paysandu, e o atacante Leandro Cearense e o lateral-direito Walber, do Remo. Além destes, outros atletas e membros de comissões técnicas irão sentar no banco dos réus. Vanderson será julgado pela expulsão na primeira partida da semifinal do primeiro turno do Campeonato Paraense contra o São Francisco. Como é reincidente, o atleta bicolor pode pegar uma punição maior e ficar de fora do segundo jogo da final do turno contra o Remo.Pelo lado azulino, os dois atletas serão julgados pelas expulsões no jogo contra o Águia, em Marabá, pela sétima rodada da Taça Cidade de Belém. Leandro Cearense foi expulso por agressão ao goleiro Adriano, e Walber pelo carrinho aplicado a um jogador adversário logo após a sua entrada na partida. Se forem punidos com dois jogos ou mais de suspensão, os remistas também não poderão jogar contra o Papão no domingo, dia 3 de março, vamos esperar que seja cumprida a Lei e as camisas fiquem do lado de fora TRIBUNAL,………………..

– EU QUERO PARABENIZAR A ATUAÇÃO DAS AUTORIDADES – Domingo ficou provado que quando se quer faz, OS MARGINAIS DO CRIME ORGANIZADO TRAVESTIDOS DE TORCEDORES que quiseram fazer graça lá pelas bandas do Mangueirão no domingo se deram muito mal, e tem continuar assim pois lugar de VAGABUNDO E MARGINAL É NA CADEIA, E QUEM PROTEGE OU APOIA VAGABUNDO MARGINAL É DA MESMA LAIA DELES, então quero dar parabéns e dizer para polícia não ter pena de MARGINAL, CIDADÃO É CIDADÃO, VAGABUNDO E MARGINAL PORRADA NELES, que a população sem pre aplaudirá de pés a atuação da BRIOSA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO PARÁ,……..

ESTE PARAGRAFO FIZ QUESTÃO DE DEIXAR EM CAIXA ALTA,……………………….

– AGORA ME DEU MEDO, A MÚMIA DA F.P.F QUER VIR PARA REELEIÇÃO MEU DEUS POBRE FUTEBOL DO PARÁ, ANOTEM AI AINDA VAI TER GENTE DA IMPRENSA QUE VAI DIZER QUE ELE ESTA CERTO AI FAÇAM O JULGAMENTO DE VOCÊS E COMECEM A ENTENDER QUE TEM GENTE VENDENDO A ALMA PARA O DIABO. AMIGOS COMECEM A PRESTAR ATENÇÃO EM ALGUMAS FIGURAS DA IMPRENSA ESPORTIVA DO PARÁ. FICA ai DICA A PARA VOCÊS. Dá NOJO QUANDO VEJO COMPANHEIROS DE PROFISSÃO DEFENDENDO UMA FIGURA QUE NÃO ACRESCENTA EM NADA PARA O NOSSO FUTEBOL, E O QUE É PIOR, QUERENDO FAZER VOCÊ AMIGO TORCEDOR DE BESTA E RETARDADO, VOLTO A DIZER FIQUE DE OLHO EM ALGUMAS FIGURAS,………

– DESPESAS DE MAIS R$ 300 MIL REAIS – Já conheço dirigentes do Maranhão, Piaui, Amazonas e Acre querendo vir trabalhar em Belém do Pará. Em lugar nenhum do Brasil vai se encontrar um lugar onde tenha, tanta gente ganhando dinheiro em cima dos clubes, ou melhor UMA TERRE ONDE TENHA TANTO OTÁRIO COMO BELÉM DO PARÁ, só a F.P.F levou 10% da renda sem despesas alguma, que BELEZA, agora fica fácil saber porque o MUN-HÁ não quer largar o osso, é uma vergonha e até os dirigentes são OMISSOS pois nada fazem para acabar com esta SACANAGEM que acontece no nosso futebol,……………….

– AQUI O COURO COME, DOA A QUEM DOER, E SÓ UM DETALHE AQUI NÃO ADIANTA MANDAR OFÍCIOS, DOCUMENTOS, CARTAS PEDINDO A CABEÇA DO JORNALISTA, POIS ELE O ” CHEFE “NÃO ATENDE PEDIDO DE SAFADOS, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

26 de fevereiro de 2013 at 1:01 pm 1 comentário

COLUNA DO GERSON NOGUEIRA – 26.02.13

Por que o Re-Pa sai tão caro?

Pela enésima vez, os números financeiros do Re-Pa caem na boca do povo, despertando uma polêmica antiga e reabrindo oportunamente o debate sobre as despesas estratosféricas em torno do clássico. Soa esquisito, a qualquer pessoa sensata, que os dois clubes dividam a renda com um terceiro sócio, de rosto indefinido.

No clássico da fase classificatória, as despesas chegaram a R$ 291 mil. Desta vez, com renda maior, o valor subiu para R$ 301 mil, rivalizando com as cotas (de R$ 304 mil, cada) destinadas a Remo e Paissandu.

Um olhar mais acurado sobre o borderô do jogo deixa claro que os gargalos não são assim tão difíceis de conter. É preciso, porém, que as diretorias dos clubes tenham a disposição concreta de enfrentar o problema.

É até ingênuo imaginar que Remo e Paissandu desconheçam o ralo existente na confecção de ingressos, que hoje se tornou o segundo item mais salgado da despesa – logo abaixo dos sagrados 10% que cabem à Federação Paraense de Futebol, outra sócia juramentada do evento.

O próprio valor que é sacado (da renda bruta) para alimentar os cofres da FPF é um ponto que merece discussão mais criteriosa. Afinal, qual a verdadeira destinação desse subsídio que Remo e Paissandu garantem à entidade, que não tem fins lucrativos, mas lucra como nenhuma outra do gênero?

Com valor tão polpudo a cada clássico, a FPF recebe muito acima do que precisaria para ajudar a bancar competições amadoras ou contribuir para o estímulo às boas práticas desportivas, como teoricamente são definidas suas atribuições.

Na prática, os 10% poderiam muito bem ser extraídos da renda líquida dos jogos, deixando a situação em nível bem mais paritário em relação aos clubes, verdadeiros responsáveis pelo espetáculo e pela atração de tantos clientes/torcedores ao estádio Mangueirão.

Além da mordida da FPF, a renda do Re-Pa sofre uma série de outros pequenos achaques. É o caso, por exemplo, dos custos com “quadro móvel” tanto do próprio clube mandante quanto da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer. Já é tempo de rever a natureza dessa despesa, assim como rediscutir os gastos com “lanche/aluguel de equipamentos de rádio”. Se houver vontade política, passando por cima de velhos privilégios, os lucros gerados pela paixão popular irão certamente ser revertidos na quantidade justa aos dois clubes.

As diretorias demonstram, pelo menos no discurso, a intenção de enfrentar a situação. Resta saber se, mais à frente, irão afrouxar diante de interesses poderosos. O momento é oportuno, contando com a clara boa vontade das próprias torcidas para que a justiça dos números finalmente se materialize.

O enigma Potiguar

A possível contratação de Tiago Potiguar, cogitada pela diretoria do Remo por encomenda do técnico Flávio Araújo, pode dar ao time a opção de um meia-atacante ofensivo para revezar com Tiago Galhardo no meio-campo ou até mesmo com Fábio Paulista no ataque. A opção por Potiguar ganhou força diante do baixo rendimento técnico de Ramon.

Algumas fontes davam como certa a aquisição desde sábado, apostando num suposto acordo entre Potiguar e o Remo. Faltaria somente sacramentar com o empresário que detém os direitos federativos do atleta.

Atualmente no Corinthians-AL, Potiguar vem marcando gols, fato que chamou atenção do técnico azulino, preocupado com as poucas opções disponíveis para o setor criativo do time. Nem mesmo as referências negativas da passagem pelo Paissandu na Série C 2012, com problemas disciplinares sérios, diminuiu o interesse do Remo.

Diante dos argumentos contrários, Araújo teria garantido aos dirigentes que se responsabiliza pelo jogador. Apesar disso, ainda existem resistências na diretoria. A conferir os próximos capítulos da novela.

Direto do blog:

“Espero que os árbitros paraenses tenham tirado alguma lição ao assistir a arbitragem do Heber Roberto Lopes. Estamos precisando de árbitros assim que não marcam pênaltis a cada cai-cai na grande área. Alguns torcedores do PSC estão tão mal acostumados com a marcação de pênaltis a favor do seu time que já estão pedindo arbitragem local para o segundo Re-Pa, pode? Sinceramente, com esta arbitragem local em todos os jogos do Remo que eu assisto o que mais me preocupa nem é o adversário, mas sim o árbitro marcar pênaltis inexistentes. O Iarley, por exemplo, parece que entra em campo programado para cair, não sei se é pelo peso da idade ou se ele faz de propósito mesmo. Mas podem reparar: encostou, ele cai”.

De Agenor Filho, aplaudindo a arbitragem de fora.

26 de fevereiro de 2013 at 12:56 pm 1 comentário

Posts antigos


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.