Archive for março, 2013

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 27.03.13

– O CIRCO – O torcedor paraense não merece os dirigentes que tem, é lamentável o que estes dubles de dirigentes estão fazendo com o nosso futebol, que a F.P.F é um saco de gatos isso não é novidade para ninguém, agora o que assusta a todos é forma OMISSA que os dirigentes dos clubes aceitam os mandos e desmandos desses DESPREPARADOS QUE HOJE INFELIZMENTE ESTÃO A FRENTE DA NOSSA FEDERAÇÃO,……………….

– UM ARTISTA – Enquanto a federação ferve com bagunça em torno da ultima rodada do segundo turno, o MUN-HÁ esta viajando pelo interior do estado já em campanha para a sua reeleição, é mole uma situação dessa, é muita cara de pau, deste que se intitula como o dirigente que ensina o BRASIL A FAZER FUTEBOL, ÓLEO DE PEROBA É POUCO PARA PASSAR NA LATA DESTE ARTISTA POBRE FUTEBOL DO PARÁ,………………

– O SANTA CRUZ QUER PARAR O CAMPEONATO – Quem pensa que o time de Cuiarana vai aceitar os mandos e desmandos da F.P.F esta muito enganado, o Tigre do salgado já deu entrada em documento junto ao tribunal da federação, pedindo a suspensão da rodada e exigindo a marcação dos jogos para o mesmo dia e mesma hora, e o presidente do Santa Cruz já garantiu que o time não vai a campo na noite de hoje…………………..

– ARBITRAGEM PRECIONADA – Os árbitros da federação já não agüentam mais a intromissão de um funcionário da mesma que nunca deu chute em bola e que fica com um celular ligando para os árbitros dizendo o que eles tem que fazer ou não quando acontecem problemas nas partidas, é lamentável que um DESPREPARADO queria se meter em tudo pensando que é dono do campeonato, ATÉ QUANDO O PAU MANDADO MUN-HÁ, vai continuar aprontando,………………..

– POLÍCIA DO PARÁ – É impressionante como a polícia do nosso estado vive assinando atestado de incompetência, desde que eu me entendo como gente REMO E PAYSANDU sempre jogaram em baenão e curuzu, e agora de uns tempo para cá, tudo no Pará é proibido, ATENÇÃO AUTORIDADES ALGO TEM QUE SER FEITO, POIS ESTA SITUAÇÃO JÁ ESTA FICANDO VERGONHOSA, PARA BRIOSA P.M,…………………………………..

– PEDIDO DE DESCULPAS – Bem assistindo toda esta PALHAÇADA armada por pessoas que só fazem prejudicar o nosso futebol, venho aqui no final da coluna de hoje pedir desculpas a vocês amigos torcedores por toda esta confusão, meu pedido de desculpas é por que sempre convido e chamo a você amigo torcedor para comparecer aos estádios e agora fico triste e chateado com todos estes episódios em torno do nosso campeonato,……………………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Anúncios

27 de março de 2013 at 3:02 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 27.03.13

Menosprezo pelo cliente maior

O torcedor, este velho herói dos estádios paraenses, está novamente no mato sem cachorro. A rodada decisiva para indicar os semifinalistas do returno está marcada para hoje e amanhã, mas, a rigor, ninguém sabe se irá mesmo se realizar. São tantos desmentidos, silêncios, bravatas e manobras de bastidores que é arriscado afirmar que os jogos serão disputados, conforme estabeleceu a Federação Paraense de Futebol depois de reunião na última segunda-feira com representantes dos três clubes da capital. Declarações de dirigentes do Santa Cruz, cujo jogo com o Paissandu foi transferido de Cametá para Belém, indicam que a via judicial não está descartada como meio de resguardar os direitos do clube.
A incerteza nasce, acima de tudo, da falta de credibilidade dos personagens envolvidos. O torcedor aprendeu ao longo dos últimos anos que aquilo que a FPF diz normalmente não se escreve. Há também a convicção de que a entidade não intercedeu pela mudança na ordem natural da tabela, que indicava a realização dos quatro jogos no mesmo dia (hoje) e horário (20h30), pelas razões alegadas. Por onde se passa, a opinião do torcedor soa como sentença: há a quase certeza de uma armação para contemplar interesses dos times de Belém.
Contribui bastante para esse clima geral de suspeita e indignação o recente e mal explicado episódio da cessão de vaga para a Série D 2012 pelo Cametá ao Remo. O clube interiorano desistiu oficialmente da disputa, alegando falta de condições financeiras. Prevaleceu, porém, a lembrança de declarações alopradas de dirigentes remistas, cobrando o cumprimento de um “acordo” com o Cametá.
Como o Remo volta a se sentir ameaçado de perda de vaga na competição nacional, surge de imediato a dúvida quanto aos argumentos técnicos usados pela FPF para o desmembramento da tabela, algo que não é proibido pelo regulamento do campeonato, mas que agride frontalmente o bom senso. Afinal, todas as competições do mundo têm como norma emparelhar os jogos de suas rodadas decisivas, justamente para não prejudicar nenhum dos clubes envolvidos.
Do jeito como ficou a rodada, o Remo enfrentará o Águia amanhã sabendo o que precisa fazer para se garantir nas semifinais, pois Santa Cruz e Paissandu jogam 24 horas antes e o resultado interessa diretamente aos azulinos. Da mesma forma, o jogo entre São Francisco e Cametá pode eliminar (em caso de empate) o Águia, que entra em campo só amanhã. É evidente, portanto, que os quatro times que jogam primeiro ficam em flagrante desvantagem em relação aos quatro de amanhã.
O motivo alegado para a interdição do Parque do Bacurau foi um laudo do Corpo de Bombeiros, mas no domingo o estádio foi usado para que Santa Cruz e Cametá jogassem. Estranhamente, um dia depois, o local não podia mais ser utilizado. A situação poderia ter sido evitada pela própria FPF se antes da oficialização da rodada na semana passada o pedido de transferência de local, feito pelo clube de Cuiarana, tivesse sido vetado. Poderia até mesmo ter usado o tal laudo para impedir que o Santa Cruz mandasse seu jogo em Cametá.
Como permitiu que o jogo, anteriormente previsto para Belém, fosse realizado em Cametá, a entidade contribuiu diretamente para a lambança que agora tenta contornar, sem sucesso. O quadro soa ainda mais estranho quando se sabe que há uma rusga entre o presidente da FPF e o patrono do Santa Cruz, que prometeu fazer uma devassa nas contas da entidade, embora tenha ficado apenas na bravata.
Em meio a isso, cresce a descrença em relação à seriedade da competição. Uma das torcidas mais apaixonadas do país, com números invejáveis para começo de temporada, é tratada com profundo desrespeito pelos dirigentes. Isto inclui a cúpula dos clubes, que deveria conter os arroubos autoritários da FPF, que nos últimos dias autorizou dois jogos (em Paragominas e Marabá) em gramados inundados, comprovando seu total desprezo pelo futebol como espetáculo. Até quando?

Estatuto atirado na cesta de lixo

A direção do Santa Cruz, considerando-se vítima de uma manobra, anunciou ontem que não irá se apresentar para o jogo contra o Paissandu. Diante disso, o impasse está criado. Terá a FPF coragem de punir com a desfiliação um time que se recusa a entrar em campo? Ou buscará o caminho do conchavo, aceitando a imposição para transferir o jogo para o fim de semana? Ante tantas dúvidas, só há uma certeza: poucas vezes o Estatuto do Torcedor foi tão achincalhado quanto neste campeonato estadual.

Apito a serviço da arrogância

A arbitragem mundial ganhou, no último fim de semana, uma revelação de artista: o assoprador de apito do jogo entre Botafogo e Madureira, responsável pela surrealista expulsão de Seedorf por descumprimento de uma ordem imbecil. Excluir de campo um astro como o holandês do Botafogo deve contar pontos na escala de vaidades dos árbitros cariocas. O futebol, mais uma vez, saiu derrotado de campo por ação direta de um mentecapto.

27 de março de 2013 at 2:18 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 27.03.13

POSITIVO – Paysandu se dá bem jogando em Paragominas em competição nacional: na Série C, ano passado, bateu lá o Macaé (2×0) e ICASA (3×2). Dois jogos da Série B deverão ser na Arena Verde!

NEGATIVO – Alguns árbitros insatisfeitos com a influência do Departamento Técnico na FPF, principalmente quando obriga a dar jogos em gramados sem condições. Falta coragem para abrir o bocão!

Lá e Cá

As seis primeiras rodadas do 1º turno do Parazão juntaram 134.173 pagantes, com média por jogo de 5.590. No segundo turno essas rodadas reuniram 46.961 torcedores e média de 1.956. Queda de 66%!

Paradoxos: Aleílson parou de fazer gol e o Paragominas cresceu, a ponto de ser o único já classificado para o G4 do returno. No Águia, Danilo Galvão danou a marcar e o Azulão despencou, podendo ser rebaixado.

Situação do Parazão pegando fogo, estádios vetados, desinteligência de dirigentes, medidas judiciais anunciadas e o presidente da FPF, Coronel Nunes, preferiu ir dar palestra em Ipixuna do Pará (time no Seletivo).

São essas coisas que eu não entendo: Bombeiros vetaram Parque do Bacurau (Cametá) até para Copa do Brasil e nada acontece com o Zinho Oliveira (Marabá), o pior estádio do Brasil.

FEPAGIN (presidente Agenor Paes) anunciando curso para ginastas em Belém, a cargo da professora búlgara Giuga. Informações: agenorpaesbotafogocanudos@hotmail.com

LOP, ex-presidente do Paysandu, desistiu de assumir a Escola de Samba Quem São Eles, atendendo pedido da família.

Sampaio Corrêa perdeu 1º turno maranhense para o Bacabal e orelha de Éverton Goiano já está ardendo. Técnico dos sonhos do presidente Sérgio Frota está em Belém.

Meias relacionados pela CT do Remo para jogo contra o Águia: Diogo Capela, Endy, Tiago Galhardo e Clebson. Bola da vez é Capela, na continuação do 3-5-2.

Conselho do meia azulino Tiago Galhardo no twitter: “quando tudo estiver dando errado, fecha os olhos e te liga no céu. Fala com quem ouve até teu silêncio”. Tudo a ver com próprio momento do atleta!

Meia bicolor Lineker vai ser operado amanhã do joelho esquerdo pelo especialista Fábio Santana. Só voltará na metade do Brasileiro.

Darlan, Fernando Félix e Juan disputam preferência do técnico Cacaio para substituir Preto Barcarena na zaga da Tuna contra o PFC. Mais para Darlan. Ex-presidente e GB cruzmaltino doando 30 mil de prêmio em caso de classificação ao G4.

Tomados depoimentos de apoio de familiares e amigos dos jogadores do Remo para apresentar em vídeo motivacional antes do jogo contrato Águia. Na maioria dos casos isso dá certo!

Danilo Galvão, sete gols no campeonato, grade nome do Águia para Copa do Brasil e Série C. Mas, Azulão precisará de bons reforos e vai ter apoio da Prefeitura de Marabá.

Goleiro Adriano, 37 anos, ex-paredão do Baenão, de novo pelo Águia contra o Leão jogo mais importante do ano dos azulinos. No turno, em Marabá, 3×2 Remo e ele foi expulso juntamente o remista com Leandro Cearense.

O que está acontecendo com o desdobramento da última rodada do returno do Parazão atende pelos nomes de bagunça e irresponsabilidade.

Começam hoje as inscrições de alunos das escolas de Barcarena para o programa “Bola Pra Frente, Educação Pra Gente”, da Hydro-Alunorte. Muitos deles serão selecionados para o Alunorte Rain Forest.

HOMENAGEM – Emanuel Souza do Carmo, o Manito, ex-volante do Remo, Paysandu, Tiradentes, Izabelense, Vila Rica e Independente. Formou no timaço bicolor campeão júnior de 1993. É gerente de arena de futebol society.

27 de março de 2013 at 1:48 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 26.03.13

– ENSINANDO O BRASIL A FAZER FUTEBOL – Seria cômico se não fosse verdade, é este o SLOGAN usado na maior cara de pau pela nossa FEDERAÇÃO de futebol, entra ano e sai ano e as lambanças continuam desta vez a FEDERAÇÃO quer se superar, pois imaginem que a mesma quer desmembrar a ultima rodada do segundo turno quando todos os clubes envolvidos têm interesses em jogo alguns para classificar e outros para fugir da degola do rebaixamento, se esta intenção de desmembrar a rodada vier a se concretizar será uma IMORALIDADE sem precedentes na historia do futebol do Pará, QUE VERGONHA MAIS UMA DO PAU MANDADO DO MUN-HÁ,……….

– ALGO DE PODRE – Algo esta cheirando mal nesta interdição do estádio Parque do Bacural em Cametá, como pode do dia para noite um estádio ser colocado como inapto, se no domingo passado o mesmo foi usado no mesmo campeonato, tem algo de PODRE NO REINO DA DINAMARCA,…………………

– VENCER OU VENCER – É com este objetivo que o técnico Cacaio e seus comandados vão tentar dentro da Arena Verde do Município em Paragominas surpreender o líder do segundo turno o embalado P.F.C, a Tuna só resta a vitória para sonhar com uma possível classificação e também de quebrar fugir do tão famigerado rebaixamento, força Águia Guerreira do Brasil você tem a tradição e camisa a seu favor,………………………..

– O JOGO DA VIDA – Seja qual for a data confirmada pela F.P.F do seu jogo diante do Águia de Marabá, uma coisa é certa no Baenão este jogo é jogo mais importante do ano para Remo, e seus jogadores parece que atentaram para isso, pois o Remo pode com uma vitória classificar e continuar vivo no campeonato, como pode também com um revés ter que ficar mais uma temporada sem calendário, ACORDA LEÃO,………………………

– BICOLORES TENTAM RETOMAR O FOCO – Depois da pane mental nos últimos 5 minutos da partida diante da Tuna sábado passado no Mangueirão, o técnico Lecheva pede atenção e doação nos treinos na Curuzu, tudo por que segundo o próprio treinador não é o momento de se perder o foco, até por que o Paysandu ainda não assegurou sua classificação para a próxima fase, então todo cuidado é pouco, SE LIGA PAPÃO,……………………….

– MAIS UMA DA PM – Segundo comando da Polícia Militar, o motivo para desmembrar a ultima rodada do parazão é a ‘falta de contingente suficiente para atender a demanda para as partidas de Remo e Paysandu’, que aconteceriam no mesmo dia em Belém, na quarta-feira (27). Mesmo indo contra o Estatuto do Torcedor, é lamentável que nosso ESTADO fique conhecido em todo Brasil como terra do JÁ TEVE isso JÁ TEVE aquilo, conselho ao COMANDO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO, SE NÃO SE GARANTE PEDE PARA SAIR QUE É BEM MAIS BONITO,…………………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

26 de março de 2013 at 4:24 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 26.03.13

Radiografia de um Leão em crise

Mais que as hesitações do Paissandu na atual fase do returno, o que chama atenção e provoca debate é a queda vertiginosa de produção do Remo. De líder do turno até a decisão, o time se transformou num bando sem rumo, incapaz de reagir quando sofre um gol e alvo fácil de qualquer ataque adversário. Várias teses têm sido levantadas para justificar a assombrosa derrocada azulina, mas, como é próprio do futebol, uma só questão não explica todo o problema.
O Remo entrou em parafuso aos poucos, embora os resultados adversos só estejam se enfileirando agora. Além da instabilidade emocional, que tem tido influência muito forte sobre os jogadores, é preciso analisar a trajetória do time sob o comando de Flávio Araújo para entender o que se passa. No final do ano passado, o elenco estava reduzido praticamente ao volante Jonathan e a alguns garotos da base. O novo treinador, cacifado pelo título nacional da Série D com o Sampaio, chegou trazendo uma legião estrangeira para arrumar a casa. Fez o que tinha que ser feito, afinal o Remo precisava de time para as competições do primeiro semestre.
Ocorre que Araújo sempre trabalhou em clubes nordestinos e foca suas observações no futebol da região. Trouxe jogadores que conhecia, indicou alguns outros e o Remo de repente virou um time de forasteiros (sem qualquer conotação discriminatória nesta observação). Com tantos importados, surgiu de cara a preocupação em relação ao clima de começo de ano, sempre pródigo em chuvas – e gramados enlameados.
Ao longo do primeiro turno, com o inverno ainda pouco intenso, o Remo rendeu e foi levando de vencida, mesmo sem ter um conjunto afinado. O entrosamento precário deu margem a jogos duríssimos contra adversários teoricamente inferiores. Ainda assim, a equipe se manteve invicta até o jogo decisivo. A perda do turno adquiriu uma importância maior porque Araújo e seus comandados se prepararam para conquistar logo a vaga na final do campeonato. Trabalharam duro nesse sentido.
A frustração advinda do fracasso juntou-se à realidade de chuvas pesadas ao longo do returno, contribuindo para o esgotamento físico de um grupo pouco afeito a essas condições climáticas. Vai daí que o Remo passou a acumular, além do habitual enrosco tático do time, dificuldades extras vinculadas à exaustão dos atletas. Em praticamente todos os jogos o time tem acusado deficiência de condicionamento nos minutos finais.
Acrescente-se a esse quadro a crônica indefinição tática do time, que tem como “xis” do problema a falta de um meio-de-campo efetivo. Ao contrário do Paissandu, campeão do turno, o Remo não conseguiu montar uma meia-cancha que tenha eficiência na marcação e boa produção criativa. Ora, desde os tempos de Gentil Cardoso e Gradim, que o futebol começa e termina no meio. Quem não ajusta o setor quase sempre paga um alto preço por isso. Todos os grandes times da história – Hungria de 54, Brasil de 70, Holanda de 74, Milan de Arrigo Sacchi, Barcelona de Pep Guardiola – têm como traço comum a altíssima qualidade de seus meio-campistas.
Em torno de um meio sólido constrói-se um time. O Remo tentou fazer o caminho inverso: montar uma equipe sem meio-campo. Não podia ter futuro. Ganha alguns jogos, pode faturar um turno, mas estará sempre sujeito a sérios problemas no percurso. Escrevi sobre isso pelo menos três vezes ainda no primeiro turno.
No momento, a dois dias do jogo mais importante da temporada, Araújo está diante do dilema de preservar o 3-5-2 de sua predileção – e reprovado na prática – e o 4-4-2 tímido, que não se consolida porque a armação fica em segundo plano. Para encarar o também desesperado Águia, as peças disponíveis no Baenão permitiriam uma formação razoavelmente ofensiva, sem tanta desproteção defensiva: Fabiano (Dida); Zé Antonio, Carlinhos Rech, Mauro e Alex Ruan; Gerônimo, Tragodara, Clebson e Diogo Capela; Leandro Cearense (Galhardo) e Val Barreto. O problema está no fato de que essa alternativa jamais foi treinada, embora tenha a ampará-la o fato de que estes são os melhores jogadores disponíveis.

Federação ameaça inviabilizar o campeonato

A ameaça de desmembramento da rodada decisiva do returno pode significar a chamada pá de cal num campeonato marcado por omissões e interferências infelizes da Federação Paraense de Futebol. Logo depois de uma rodada marcada pelo inacreditável jogo disputado numa piscina – no caso, o campo do estádio Zinho Oliveira, em Marabá -, em flagrante agressão às normas da Fifa, ao Estatuto do Torcedor e ao Código de Defesa do Consumidor, surge a tese de que o jogo entre Santa Cruz e Paissandu seja disputado na quinta-feira, um dia depois dos demais confrontos. Espanta que a simples menção à ideia de mudança não venha acompanhada pela pronta e enérgica reação dos demais clubes disputantes do campeonato.
Caso se consume o disparate, a competição estará definitivamente avacalhada e passível de suspensão por vias judiciais. No fundo, todo mundo sabe que a atual direção da FPF é capaz de qualquer coisa para preservar os interesses de seus dirigentes, embora quase sempre isto conflite com a defesa do futebol paraense. A autorização dada por um alto cartola da entidade para que os jogos de Paragominas e Marabá fossem disputados mesmo com gramados inundados vem ratificar a imagem de descompromisso que marca a atual gestão.
Como esquecer a forma canhestra como o triste episódio do megafone registrado na partida entre Santa Cruz e PFC foi tratado pela FPF? Surpreendentemente, o presidente da Tuna por má conduta contra a arbitragem em incidentes verificados em Cametá, mas a entidade fechou os olhos para as arbitrariedades cometidas em Cuiarana. O árbitro central teve a coragem de escrever na súmula que o bufão flagrado berrando ao megafone era uma figura não identificada. Depois dessa presepada, tudo é possível.

26 de março de 2013 at 4:19 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Claudio Guimarães – 26.03.13

POSITIVO – Campanha do técnico Charles Guerreiro à frente do Paragominas F.C, dignifica um trabalho humilde e capacitado. Jacaré do Norte é o único já garantido no G4 do 2º turno. Aplausos!

NEGATIVO – Zagueiro Raul (Paysandu) tinha amarelo, cometeu pênalti, falta é marcada e sai empate da Tuna. Árbitro Wasley do Couto ignora a regra e não expulsa jogador bicolor: reciclagem nele!

Lá e Cá

Clube social e esportivo de Belém passa por sérios problemas de caixa. Não recolhe INSS e FGTS dos funcionários há dois anos.

Depois da liberação que deu o que falar de Eduardo Ramos, o “Maestro” está de volta ao time; FPF mudou tudo, fez sorteio e campeonato pode acabar da justiça: amanhã, S. Francisco x Cametá, Santa Cruz x Paysandu (Mangueirão); 5ª feira, Paragominas x Tuna e Remo x Águia

Saiu tabela da Série B e Paysandu jogará em Paragominas contra ASA (25.5) e América-RN (1.6). Diante do Palmeiras atuará dia 17.8, em SP e, 12.11, no Mangueirão.

Denúncias de que compras de ingressos do RE x FLA na internet não finalizam. Aqui nada dá certo! Menos mal que vendas presenciais no Baenão e FPF já começaram; Ramon no DM azulino. Que mico esse!

Amigo e ex-jogador do Elo Marítimo, Marinho, festejará seus 63 anos dia 6.4, no Mosqueiro, com churrasco e feijoada, 12 h. Antes um jogo de veteranos entre Flamengo de Genipaúba e Conceição, no campo deste.

Atletas do Paysandu para tentativa do bi da Copa Norte de Basquetebol Adulto: Dennys, Felipe, Renan, Ânderson, Bruno, Gustavo, Rafael, Leonam, Gabriel, Marcelo, Mizael, André, argentinos Steban e Patrício Cadillac.

Remo não perdia três seguidas de Campeonato Paraense desde 1992 (21 anos), quando tomou quatro vezes de 1×0 e o Paysandu foi campeão.

Val Barreto (Remo) nas páginas da revista Placar; superintendente Sérgio Papelim, ex-Remo, deixando o América-RN de volta ao Luverdense-MT. Confirma que americanos aguardam Zé Antonio (do Leão) para Série B.

Radialista Hailton Silva tem dado a dica para acabar com a “zica” do Remo. Pagar funcionários e pessoal da base até amanhã. Quem avisa amigo é! Jogadores azulinos deixaram aeroporto (volta de Santarém) pelos fundos!

Branco, Mauro e Nata de volta à relação do Leão para o jogo do tudo ou nada de amanhã contra o Águia. Diego Capela começará como titular. Jonathan e Henrique fora pelo 3º cartão;

Ratinho (Santa Cruz-Cuiarana) de novo candidato a gol Placa 13 do Troféu Camisa 13; Secretaria de Obras de Castanhal confirma reforma no gramado, alambrado e iluminação do Modelão por três meses.

Dos quatro eletrizantes jogos da última rodada classificatória do returno, Remo x Águia (Baenão) considerado de alto risco. Todo cuidado é pouco!

ADUFPa, com apoio da SEEL esteve no Circuito de Atletismo de Manaus-AM. Rosivaldo Andrade ganhou ouro nos 5.000m, 800m e prata nos 1.500m; José Carlos Assis ouro no lançamento de dardo e de disco; Ivaldo Spinosa bronze nos 1.000m, 400m e 200m. Técnica Sandra Malcher.

Porto meteu 10×3 no Naval e ganhou 1º turno de novos do Grêmio Português; no Bancrévea, novos, Noroeste 7×7 Juventus e, másteres, Noroeste 4×3 Juventus. Dia 7.4, Bola de Areia x TIB (másteres) e Bola de Areia x Barcelona (novos).

Resultados: TSC 1×1 Barcelona, Portuguesa 8×2 Utinga, Racing 2×3 Figueirense, Comercial 3×1 Leãozinho, Bola Presa 2×1 Vila Nova, América PV 3×1 Mengove, Pavão 1×2 Sukatinha, Cruzeiro Curió 3×1 Livergol, Só Amigos 3×2 Andiroba, Cana Pura 4×3 Cobreloa, Benfica Real 3×3 Canudense e Raulmatismo 3×0 Inter City.

HOMENAGEM – Sandro Gomes de Barros, o Sandro, ex-zagueiro do Remo nos anos 80, com mais destaque na base. Tem comércio da venda de óleo diesel e lubrificantes.

26 de março de 2013 at 1:44 pm 1 comentário

CHUMBO-GROSSO – Paulo Fernando – 25.03.13

– VERGONHA – Sinceramente o que vem acontecendo no Remo é vergonhoso, Diretoria sem atitude e sem moral alguma nos bastidores, jogadores sem compromisso com causa azulina, o técnico Remista mais parece cego perdido em tiroteio, alguns metidos a craques dentro do elenco que falam muito mais que dentro de campo não rendem absolutamente nada, ACORDA LEÃO ENQUANTO HÁ TEMPO,……………………

– ESTA FALTANDO SERIEDADE E RESPEITO – Com estas palavras o técnico Lecheva resumiu o empate do ultimo sábado em 2 x 2 entre Tuna e Paysandu, ainda bem que o técnico Bicolor é consciente e admite que seus comandados não levaram a serio a partida contra elite do norte o que é profundamente lamentável, pois agora o Paysandu chega pressionado a ultima rodada do segundo correndo risco até de ficar de fora do G4, PROFISSIONALISMO É BOM E A FIEL AGRADECE,………………………..

– AGUARDEM E CONFIRAM – Recebi uma informação que a qualquer momento o ex-presidente Bicolor vai abrir o bocão no caso Yago Pikachu, tudo por que o L.O.P não esta gostando da forma como as coisas estão sendo divulgadas na imprensa por alguns membros da diretoria alvi-celeste, aguardem pois a metralhadora esta pronta para girar, LA VEM O MAMÁ,……….

– MARIDO TRAIDO – Ontem após mais um vexame de sua equipe no campeonato quando perdeu para uma equipe que vinha 10 jogos sem vitorias, o técnico Flávio Araújo resolveu abrir o BOCÃO e falar sobre o vazamento de informações sobre a escalação da sua equipe, isso é só para que o torcedor azulino veja como esta o Remo, eles não conseguem se entender nem na hora de manter em sigilo a escalação do time, MEU DEUS,……………………..

– NOTA ZERO – Sou um dos membros da imprensa esportiva paraense que mais defende a arbitragem local, mais os fatos ocorridos nas duas ultimas rodadas do campeonato são profundamente lamentáveis dar condições de jogo em Paragominas na quinta e em Marabá ontem é brincadeira, eu sei também que um PAU MANDADO do MUN-HÁ fica com um celular falando o que o arbitro tem que fazer, tudo por conta de migalhas e economia barata, mais fica aqui um recado a comissão de arbitragem, FALTOU PULSO,………………………

– QUARTA QUENTE – Esta quarta-feira que vem promete ser daquelas de tirar o fôlego do torcedor paraense, todos os jogos da ultima rodada do Parazão vão começar no mesmo horário, pelo menos é isso que esta previsto na tabela, com isso ter equipes rebaixadas, outras classificadas e algumas só voltando no ano que vem, será uma noite daquelas confira os jogos e haja coração,………………………….

Rodada 7
São Francisco x Cametá
27/03/2013
QUA
20:30
Colosso do Tapajós (Santarém)

Remo x Águia
27/03/2013
QUA
20:30
Baenão

Santa Cruz de Cuiarana x Paysandu
27/03/2013
QUA
20:30
Parque do Bacurau (Cametá)

Paragominas x Tuna
27/03/2013
QUA
20:30
Arena Verde (Paragominas)

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

25 de março de 2013 at 1:56 pm 2 comentários

Posts antigos Posts mais recentes


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.