Archive for maio, 2013

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 23.05.13

POSITIVO – Parceria PARATUR-FPF vai destinar a jogadores e integrantes de arbitragem que visitarem o Pará nas Séries do Brasileiro deste ano Kit completo promocional. Valeu!

NEGATIVO – Águia terá de jogar na Curuzu, aqui em Belém, contra o CRB-AL (Série C), dia 2.6. E o novo estádio marabaense, nada. É duro!

Lá e Cá

Jogador que continua no Remo confidenciou: “contratação de Clebson desencadeou ruptura no grupo”; vice – jurídico azulino Sérgio Reis renunciou.

Na eleição da Assembleia Paraense (20.6) os irmãos Maurício Figueiredo (Bororó) e Wilson Figueiredo serão concorrentes.

Chefe do DM do Paysandu, Rogério Frahia, informa que está tudo bem no setor. Contratempo com o “Zé das Medalhas” superado e ele não integra o departamento; Papão fora da Copa BR, pois deu Naviraiense no STJD.

Funcionários do Paysandu passam a receber em rede bancária através de conta-salário. Marcelo Nicácio mais próximo da Curuzu; Vânderson detido por não pagar pensão alimentícia; Capanema liberado no STJD.

Começará amanhã a 35ª edição da Série B, a 8ª de pontos corridos. Apenas Paysandu, Goiás, Paraná e Coritiba foram campeões duas vezes.

Acordo Paysandu – Paragominas permitirá que o PFC seja reforçado de jogadores bicolores disponíveis. Fabrício (ex- Tuna) no Jacaré.

Sub 20 do Remo continua dando show e agora vitima foi a Tuna (2×0). Destacam-se Ian, Gabriel, Nadson e Guilherme com passagem no time de principal. Aí está o futuro do Leão!
Renúncia do Secretário da SEEL terá publicação, hoje, no Diário Oficial. Vitor Miranda vem aí como anunciei antes do GP de Atletismo.

São Raimundo, em 2014, poderá jogar só em Belém (obras no Barbalhão); Charles Guerreiro no Remo é questão de honra. No PFC sua permanência é dada como fava contada.

Sábado: Cruzeiro Curió x Flamenguinho, Portuguesa x Palermo, América PV x Boaventura, Bola Presa x Tabajara e Faz Raiva x Canarinho; dias 30 e 31.5, peneirada no Sport de Recife (avaliador Jorge Maradona), no COPM.

HOMENAGEM – André Raimundo Moreira, o André, ex- ala do futsal do Remo, Paysandu e Seleção Paraense nos anos 80. É autônomo.

23 de maio de 2013 at 4:27 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 17.05.13

– EVITAR UM VEXAME – Depois de ter decepcionado a fiel torcida diante do Naviraiense, os jogadores do Paysandu querem conquistar o titulo no domingo com uma grande vitoria diante P.F.C, qua…lquer outro resultado que não seja uma vitoria, colocará água no chopp dos bicolores,…………………………….

– TEM QUE ACABAR A FRESCURA – No Paysandu tem os amigos do presidente, os amigos do Lecheva e os amigos do Diretor, o Papão é grande e não pode continuar com esta FRESCURA, na curuzu tem diretores de futebol, um endinheirado mais que não fala quase nada, e o outro LISO mais que se comporta que nem um PAVÃO, ai é duro, ACORDA PAPÃO A SÉRIE B ESTÁ NA PORTA,……………………………

– CALDO É UM POETA – O Remo tem um dirigente que calado é um POETA, ele só abre a boca para falar BESTEIRA, primeiro ele brigou com arbitragem, depois brigou com seus jogadores e agora o POETA tentando encontrar algo ou alguém para justificar suas LAMBANÇAS, se voltou contra imprensa, POETA PEDE PARA IR NO BANHEIRO E FICA POR LÁ MESMO, A TORCIDA DO REMO NÃO TE AGUENTA MAIS,…………………………………..

– VÁ COM DEUS – Ontem o futebol do Pará agradeceu a saída do ASPONES NUMERO 1 do MUN-HÁ lá na F.P.F, e já vai tarde pois não é de hoje que quase todos os anos o campeonato Paraense acaba com confusões devido ao regulamento, troca de datas então vamos torcer para que agora entre alguém lá que saiba pelo menos fazer conta ou formular uma tabela descente, VAI COM DEUS, AGORA SÓ FALTA MUN-HÁ SE MANCAR E TAMBÉM PEDIR PARA SAIR………………

– TEM APELIDO DE ARTILHEIRO – Depois de anunciar os zagueiros Fábio Sanches e Jean; o lateral-esquerdo Janilson, o volante Zé Antônio e o goleiro Marcelo, a diretoria do Paysandu contratou o seu matador para a Série B. Trata-se do atacante Careca, de 23 anos, recentemente campeão Sul Mato-Grossense pelo Cene, Careca chega com status de artilheiro do Brasil, ao lado do também atacante Giancarlo, do Vitória, ambos possuem 19 gols, o jogador recebeu propostas do América (MG), Sport Recife (PE) e Atlético (PR), Leomir Silva Teles, o Careca, começou no futebol no próprio estado de origem, o Mato Grosso do Sul. Do modesto Águia Negra passou pelo Corinthians (SP), São Caetano, Nacional (SP), Rondonópolis (SP) e outros times do interior paulista, até se firmar, nas duas últimas temporada, no Cene, TAVA PRECISANDO,……………………..

– O QUE RESTOU – Do elenco que decepcionou a imensa torcida azulina vão se reapresentar 21 jogadores que voltarão a pisar no gramado do Baenão depois de quase 15 dias. Entre os nomes que chamam atenção, estão o do goleiro Fabiano, que foi um dos melhores atletas do time no campeonato, além dos atacantes Branco e Leandro Cearense; o meio-campista Diego Capela e os laterais-esquerdo Alex Ruan e Berg, DIRIGENTES ANTAS ONDE ESTÁ O C.T DO CLUBE, VAMOS VALORIZAR A BASE, ……………………………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

17 de maio de 2013 at 5:32 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 17.05.13

Como driblar o risco da crise

Passadas as primeiras horas do “Naviraiaço” na Curuzu, com os naturais destemperos que uma derrota vexatória provoca, sinais de bom senso foram emitidos da diretoria do Paysandu e fazem crer que o projeto formulado para a Série B continuará a ser executado normalmente, sem mudanças de rota. Ao reagir com tranquilidade, sem arroubos demagógicos como no passado, a direção do clube contornou o risco de turbulências internas, próprias de clubes de massa.

Qualquer possibilidade de crise foi serenada a partir do silêncio dos dirigentes. Essa não-reação acalmou espíritos e desestimulou corneteiros. Venho fazendo seguidas referências a gestos e providências da atual diretoria do Paysandu. Entendo como educativas algumas posições e critérios adotados no clube, com boas chances de se espraiar pelo futebol profissional meia-boca que se pratica aqui.

A tentação de arranjar culpados é um dos piores vícios do futebol no Brasil. No Pará, não é diferente. Anteontem, depois da derrota para o Naviraiense, o primeiro nome a ser apedrejado por parte da torcida no estádio e depois nas redes sociais foi o do técnico Lecheva.

Alvo natural, o técnico manteve o tom contido, só escorregando um pouco ao reclamar das condições do gramado – desculpa de 11 entre 10 técnicos que perdem sob chuva. Ainda assim, fez uma avaliação correta da desastrosa jornada bicolor. Apontou, corretamente, as falhas de finalização como ponto determinante da derrota.

Faltou, porém, admitir – como o meia Eduardo Ramos – que o time foi afobado e imaturo ao se lançar ao ataque como se não houvesse amanhã. Havia. Bastava o empate para garantir a classificação. Portanto, pressa era algo que só cabia no time adversário, que precisava vencer por dois gols de diferença. Pois o Paysandu meteu os pés pelas mãos, saiu de sua zona de conforto e permitiu que o Naviraiense alcançasse seu objetivo.

Lecheva, como comandante da nau, tinha o dever de acalmar a equipe, evitando precipitações desnecessárias num confronto que desde o início mostrou-se perigoso. A má atuação de Vânderson, muito citada pelos torcedores, também é algo que pode se colocar parcialmente na conta do treinador.

Billy, pela juventude e fôlego, deveria ser um dos volantes em campo, mas acabou entrando no lugar de Djalma. Em defesa do técnico, porém, há o fato de que uma partida decisiva pede jogadores experientes e Vânderson é um dos mais rodados do elenco. Foi também um dos destaques do acesso à Série B, marcando até gol no jogo contra o Macaé. Como barrar um herói?

Com exceção desses pontos citados, Lecheva não pode ser responsabilizado pelo insucesso. Seus atacantes, Rafael Oliveira principalmente, abusaram de perder gols. Significa que o meio-de-campo, mesmo em noite pouco inspirada do maestro Ramos, produziu jogadas em quantidade suficiente para produzir gols.

A má atuação dos laterais Rodrigo Alvim e Pikachu e a insegurança do goleiro Zé Carlos, exposta dramaticamente nos gols do Naviraiense, principalmente o primeiro, também não podem ser usadas contra o técnico. Na Curuzu, as opções para as laterais são precárias e o antigo goleiro titular, Paulo Rafael, saiu por falhas nos clássicos das semifinais do returno.

Pela atitude madura da diretoria, o Paysandu está conseguindo sair mais ou menos inteiro do desastre na Copa do Brasil. Contabilizam-se prejuízos, mas a vida continua e não há tempo para lamúrias. Domingo, o time precisa confirmar o título estadual para entrar fortalecido na Série B.

Direto do Facebook:

“A verdade de tudo isso meu caro Gerson Nogueira, é que o Paysandu está carente de um bom lateral esquerdo, pois o Rodrigo Alvim não tem a mínima condição técnica e física de disputar uma Copa do Brasil ou Série B. O Esdras não consegue acertar um passe de 3 metros. E ontem, nosso querido Lecheva inventou, tirando o Djalma para colocar o Billy. Bem, agora é juntar os cacos, reunir o elenco, o Vandick dar aquela escrotiada e se preparar para outra batalha no domingo. E jogar como se precisasse de uma vitória!”

De Bruno Figueiredo, torcedor abespinhado com o vexame do Papão.

Remistas dispostos a lutar

Setores de oposição do Remo, reunidos ontem, alinhavaram uma série de procedimentos em torno do objetivo de lutar pela “retomada do clube”. Promovido pela Associação dos Sócios do Remo à frente, diversos azulinos participaram do encontro.

O objetivo é acumular forças para defender as eleições diretas no clube. Não existem pré-candidatos, mas pessoas interessadas em ajudar a tirar a agremiação do marasmo administrativo atual. Não é muito, mas já significa um caminho.

Ilegal, imoral ou engorda

Profissional que deixa cargo estratégico na Federação Paraense de Futebol deveria passar por quarentena antes de assumir funções em clube de futebol. Atitude não é ilegal, mas está longe de ser moralmente aceitável. Por essas e outras é que o futebol passou a ser visto, quase sempre, com desconfiança pelo populacho.

17 de maio de 2013 at 5:26 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 17.05.13

POSITIVO – Tupinambá, Issa, Pereirão e Gilmar, diretores náuticos do Remo revitalizando a sede, ampliando restaurante e adquirindo 3 barcos da argentina Tigre (dois Double e um Oito) que chegarão fim do mês.

NEGATIVO – Essa eliminação na Copa do Brasil para o modesto Naviraiense-MS serviu para se observar quanto tempo perdido no Paysandu e sem montagem de um time competitivo para Série B.

Lá e Cá

Dupla RE-PA já caiu em casa para Uberlândia, Londrina, Mogi, Bragantino-SP, Central-PE, Vila Aurora-MT, Palmas, Rio Branco-AC, Salgueiro e Naviraiense em competições da CBF. Prejuízo do Papão de 1,4 milhões.

Imaginei que o executivo bicolor Oscar Yamato tivesse acesso e relacionamento nos grandes clubes do futebol brasileiro. Contata reforços apenas nos pequenos e alguns medianos. Complicado!

Torcedor bicolor tem 15 dias para buscar camisa autografada (0138); Remo anunciará técnico para Torneio Pará-RJ segunda-feira; Paulo Romano deixa FPF para se defender de rasteiras. Tem convite do PSC.
Festa de premiação do Troféu Camisa 13 (melhores do Parazão), Ano 21, terça-feira próximo no Salão Karajás do Hilton Hotel. À frente Zaire Filho.

Técnico Walter Lima deixou claro que sua missão no Remo é coordenar mirins, Sub 13, 15, 17 e 20. Time profissional não é o seu objetivo.
Flamengo reclamando da distância, nível técnico e cota do Torneio Pará-RJ para valorizar sua participação. Mesmo assim vem!

ASA-AL, adversário do Paysandu dia 24.5, sexta, em Paragominas, na abertura da Série B vai ser o confrontador do Flamengo na sequência da Copa do Brasil.

Meia Djalma, do Paysandu, meu entrevistado Bola Pra Frente de domingo. No Bola Na Torre (RBA HDTV e Rádio Clube) estarei ao lado de Guilherme Guerreiro, Giuseppe Tomazo e Gérson Nogueira.

Depois da confirmação do representante da RO pela Federação local, na Série D, Náutico-RR, com ajuda de empresários já contratou até atacante espanhol Caio Garcia. Vão morrendo as esperanças do Remo.

Queda de público do 1º para o 2º turno do Parazão foi 48% e de renda 58%. Aguardemos a final de domingo (Paysandu x PFC) com preço popular de arquibancada (10 reais). Ano passado, Remo 2×2 Cametá, 29.188 pag.

Amanhã: Real Tapanã x Só Parceiros e Portuguesa x Fla-Jurunense.

HOMENAGEM – Mauro Cezar Nazário, o Mauro Cezar, ex-goleiro de futsal do Santa Lúcia (Castanhal) e futebol do Bragantino. Tornou-se preparador de goleiros ainda no Bragantino, Castanhal, Águia, São Raimundo, Imperatriz, Cametá, Independente, Paysandu, Trem-AP e, agora, PFC.

17 de maio de 2013 at 5:21 pm 1 comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 16.05.13

– QUE PAPELÃO PAPÃO – O Papão jogava somente por um empate, já que tinha vencido por 1 a 0 a primeira partida em Naviraí, mas não conseguiu segurar o resultado e está fora da Copa do Brasil…, o primeiro gol do Naviraiense-MS foi marcado aos 37 minutos da etapa final. Após um rebote da zaga bicolor, Pique chutou forte da entrada da área para marcar, com o placar, o jogo estava indo para os pênaltis, mas o Papão cedeu um contra-ataque para o Jacaeré do Cone Sul aos 48 minutos, que não desperdiçou: Adriano Chuva chutou de fora da área para fazer o segundo gol e decretar a eliminação do Bicola, A SOBERBA E A FALTA DE HUMILDADE JÁ DEU VÁRIOS EXEMPLOS DE QUE DEUS CASTIGA E BOLA PUNE,………………..

– QUEM VAI PAGAR O PREJUÍZO – A torcida do Paysandu, como há muito tempo não fazia, lotou as arquibancadas da Curuzu. Com 11.316 pagantes, a renda do jogo chegou a R$ 240.050,00, a derrota fez com que o Bicola perdesse R$ 400 mil, dinheiro que o Naviraiense-MS irá receber para disputar a terceira fase da Copa do Brasil, quando enfrentará o Atlético-PR, além destes R$ 400 mil reais de prejuízo, tem a renda do contra o atlético/PR que com certeza ultrapassaria hum milhão de reais, ou seja, é muita irresponsabilidade e falta de comprometimento para com o Clube, se fosse diretor de futebol do Paysandu multava todo elenco em 20% dos seus salários pelos prejuízos causados ao clube, ESTÃO RASGANDO DINHEIRO,……..

– A UMA LUZ NO FIM DO TUNEL – Após a eliminação no Campeonato Paraense, o elenco Azulino se reapresenta amanhã sob o comando do técnico interino Edmilson Melo, funcionário que sempre atuou com os jogadores da base do Leão, os atletas que ficaram para defender o Remo no torneio entre paraenses e cariocas, chamam a atenção devido a especulação de que estariam com um lugar garantido em times que têm um calendário definido para o resto da temporada. É o caso do goleiro Fabiano, que rumores diziam despertar interesse pelo maior rival, Paysandu, os atacantes Leandro Cearense, Branco, o meio-campista Diego Capela e os laterais Berg e Alex Ruan, é bom lembrar que os azulinos ainda continuam de olhos bem abertos em qualquer desistência dentro do grupo do representante do Pará, FÉ NAÇÃO AZULINA,………………..

– BOA SORTE – O atacante que brilhou com a camisa da Tuna no Parazão 2013, é o mais novo reforço de uma equipe do interior Paranaense, Lucas Gomes da Silva, de 22 anos, foi anunciado como uma das novas contratações do Londrina para a Série D 2013, o jogador fez parte do elenco do Bragantino/PA que disputou a Segunda Divisão do Campeonato Paraense no ano de 2011. O atleta chegou a Tuna Luso, depois de atuar no Castanhal, onde participou da primeira fase do Estadual em 2012, enquanto os dirigentes ANTAS daqui insistem em buscar BONDES DE FORA QUE SÓ VEM ROUBAR AQUI NO PARÁ,………………………..

– MINHA OPINIÃO – Quantas vezes já falei aqui, no Rádio e na Televisão que o Paysandu precisa contratar um goleiro de verdade, não tenho nada PESSOAL contra ninguém, mais junta todos que tem lá sujando o grandioso uniforme Bicolor e não dá um GOLEIRO que preste, é impressionante como aqui em Belém os caras dormem no ponto,a curuzu não é instituição de CARIDADE, tem que mandar uns TRÊS MÃO DE PAU que tem lá sujando o uniforme e contratar GOLEIROS DE VERDADE, CHEGA DE FRANGUEIROS, TO AVISANDO DE NOVO AQUI,………………………………………….

– VAI ENCONTRAR DIFICULDADES – O jogador Jonathan um dos poucos que salvaram na desastrosa campanha Remista no Parazão, vai ter seu contrato encerrado com o clube no final de Julho, os dirigentes do Leão querem renovar o contrato com o jogador mais as coisas não serão tão fácil como imaginam os azulinos, já o Águia de Marabá admite interesse no atleta e está em conversações com os dirigentes do clube remista, tudo vai depender do calendário azulino para o segundo semestre, se o clube vai disputar ou não a Série D do Campeonato Brasileiro, SÓ O TEMPO VAI DIZER,…………………..

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIVer mais

16 de maio de 2013 at 6:01 pm 1 comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 16.05.13

Uma noite negra na Curuzu

Roger, goleiro do Naviraiense, andou fazendo pequenos milagres, defendendo bola com os olhos, mas isso não explica tudo o que aconteceu com o Paysandu ontem à noite, na Curuzu. Acima de tudo, o time foi pouco solidário, no sentido de saber passar a bola na hora certa e aproveitar as muitas oportunidades oferecidas. Além disso, os bicolores se precipitaram na maior parte dos lances, ao contrário do visitante, que foi mais audacioso e preciso nas finalizações.

Apesar de bastante modificado em relação ao time que perdeu para o Paysandu em Naviraí, a equipe sul-matogrossense se posicionou muito bem no jogo da volta, com disposição impressionante para sair da defesa para o ataque.

Ousado e preocupado em atacar, o Naviraí permitiu várias chances ao Paissandu, mas é inegável que construiu muitas situações de perigo no começo da partida. Em poucos minutos, desfez a imagem de time fraco pintada por aqui depois da vitória bicolor no jogo de ida. Voltou a ser a intrépida equipe que arrancou a classificação diante da Portuguesa de Desportos, em São Paulo.

Como resultado dessas forças expostas em campo, a partida foi movimentada e rica em oportunidades, com aproximadamente cinco chances claras de gol para cada lado.

Depois do intervalo, o Paysandu voltou com toda força, pronto a liquidar a fatura e afastar a ameaça de zebra. Foi ao ataque, imprensou o adversário e continuou perdendo gols. A torcida empurrava o time, como é próprio de jogos no caldeirão da Curuzu, fazendo com que alguns cuidados fossem abandonados.

Por volta dos 30 minutos, faltou maturidade e frieza ao Paissandu. Ao invés de buscar controlar o jogo e segurar o placar de 0 a 0, continuava desesperado em busca do gol. A partida entrou então naquela faixa perigosa, onde o gol podia sair para qualquer um dos times. E saiu. Para o Naviraiense, aos 37 minutos, através de Pequi.
Atordoado, Lecheva botou o time para perseguir o empate e fugir da decisão por pênaltis. Não aconteceu nem uma coisa, nem outra. Com o setor defensivo desarvorado e os homens de meio lançando-se no apoio ao ataque, o Paissandu acabou surpreendido no minuto final, levando o segundo gol, com Adriano Chuva. Prêmio para a humildade e o arrojo do Naviraiense. Duro castigo para a auto-suficiência dos donos da casa.
Quando acontecem resultados surpreendentes como o de ontem surgem as lembranças de decepções recentes. Desta vez, mesmo tendo um time tecnicamente superior, faltou ao Paysandu a noção exata de entrega a uma decisão. A Copa do Brasil tem por característica permitir resultados surpreendentes, às vezes sem lógica ou explicação. Aconteceu de novo.

Final com preços rebaixados

Depois da frustrante eliminação na Copa do Brasil, que custou ao Paissandu cerca de R$ 1 milhão (R$ 400 mil pela gratificação na próxima fase da competição e R$ 600 mil no confronto com o Atlético-PR), a diretoria agiu rápido e baixou o preço do ingresso (arquibancada a R$ 10,00) para a decisão do campeonato, domingo, no estádio Jornalista Edgar Proença.
Foi a solução mais sensata, levando em conta o abatimento natural que a queda diante do Naviraiense vai provocar sobre a torcida bicolor, afastando-a da partida final do campeonato. Até mesmo a grande vantagem estabelecida pelo Paissandu no primeiro jogo contribui para deixar o torcedor longe do Mangueirão.

Boca grande atrapalha o Leão

Um dos técnicos disputantes das finais do Campeonato Paraense está apalavrado com o Remo para assumir o projeto de reconstrução do time. Caso a sonhada vaga à Série D seja obtida, o que é cada vez mais improvável, o treinador já assumirá a nau azulina na segunda-feira, a tempo de preparar o time para a competição e para o torneio Pará-Rio.
Depois da reação dos clubes e da federação de Rondônia, garantindo que a vaga à Série D não será concedida ao Remo, gente da alta cúpula avalia que a língua solta de certo dirigente pode ter sido o estopim do posicionamento dos rondonienses.
O fato é que o cartola que não resistiu à tentação de aparecer e concedeu entrevista garantindo que a vaga estava 90% assegurada. Tal incontinência verbal pode vir a custar também a vaga roraimense.

Data propícia para vexames

A data de 15 de maio está definitivamente incorporada à história do futebol paraense. Foi neste dia, há 10 anos, que o Paissandu perdeu para o Boca Juniors no Mangueirão, por 4 a 2, sendo eliminado da Taça Libertadores. Coincidência ou não, também em partida de volta, o Papão voltou a ser eliminado ontem, desta vez para o modesto Naviraiense, na Copa do Brasil. De quebra, o velho Boca também aprontou das suas, empatando (1 a 1) e alijando o Corinthians da Libertadores.

16 de maio de 2013 at 5:55 pm 1 comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 16.05.13

POSITIVO – Diretor técnico da FPF, Paulo Romano, deu excelente sugestão para nome troféu do Torneio Pará-RJ: Charles Guerreiro. Ele jogou no Paysandu, Flamengo, Vasco e Remo, os quatro participantes.

NEGATIVO – Tiraram Cristóvão para “Cristo” da derrota do PFC ao Paysandu. Desrespeito com zagueiro tão regular e que vem no Jacaré desde as fases anteriores. Reflexão!

Lá e Cá

Marcelo Nicácio (Vitória-BA), falado no Paysandu, entrou também nas cogitações do Fortaleza; em MS, Careca (CENE) informou que acertou com o Paysandu; Lucas, ex- Tuna, já no Londrina – PR.

Revitalização da Curuzu se deve ao excelente trabalho do diretor de obras a patrimônio Leonardo Maia e o gerente de logística do estádio, Paulo Brito.

Críticas ácidas do maestro Eduardo Ramos sobre o gramado da Curuzu incomodaram. Acham que ele deveria ser mais ponderado; jogo de estreia do Papão (ASA), na Série B, antecipado para 24.5, 21:50 h, com TV.

Diretoria do Remo pensando para técnico em Artur Oliveira, Agnaldo Seu Boneco, Charles Guerreiro ou um de fora. Cinco jogadores do futebol regional serão contratados, inclusive Mael e Ratinho (retornando).

Time base para o Torneio Pará-RJ: Fabiano, Endy, Carlinhos Rech, Henrique e Alex Juan; Mael, Jonathan, Ratinho e Capela; Leandro Cearense e Branco. Este último sondado pelo Guarany de Sobral-CE.

Alexandre, meio campo e Edicleber, volante, do Sub 20 do Remo que já começam a chamar atenção. Grandes e novas promessas!

Time do Paragominas ensaiado por Charles Guerreiro para domingo: Mike Douglas, Magno, San, Rubran e Lourinho, Dudu, Paulo de Tárcio, Marquinhos e Eduardo, Aleílson e Adriano Miranda.

Gesiel Pasiani é o novo preparador físico do Águia de Marabá. Mais dois amistosos programados, de novo com a Seleção de Parauapebas e Imperatriz-MA, ambos no Rosenão (Parauapebas).

Joelson Cardoso apitará, domingo, segunda decisão seguida do Parazão; não só Altamira, mas Barcarena quer profissionalizar time para Seletivo e Parazão.

Porto bi campeão do Torneio de Voleibol do Grêmio Português; sábado: Mapuera x Bagaço, América PV x Ferrugem Drinks, Faz Raiva x Verdão, Livergol x Quebra Coco, Independente x Santa Lúcia, Amigão x Boca Boa e Figueira x Real Enéas.

HOMENAGEM – Salatiel Ruffeil Amoras, o Tiel, ex- lateral do Remo desde juvenil, aspirante ao time de cima nos anos 70. É comerciante no bairro da Cidade Velha.

16 de maio de 2013 at 5:47 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 15.05.13

– JÁ VAI COMEÇAR ERRADO OUTRA VEZ – Nem bem acabaram de consagrar deixando o clube sem divisão novamente, AS ANTAS que hoje INFELIZMENTE dirigem o Clube do Remo já vão começar a fazer besteira o elenco vai se reapresentar na sexta-feira, Ei ANTAS ME DIGAM UMA COISA, ONDE ESTA O TREINADOR, PELO AMOR DE DEUS PARASITAS LARGUEM O REMO,……….

– É JOGAR SÉRIO E ATROPELAR – O Paysandu tem que entrar com a mesma seriedade dos últimos jogos, se for assim vai chegar ao seu objetivo sem muita dificuldade, cabe ao técnico Lecheva deixa isso bem claro antes do jogo na preleção, fica dica, SERIEDADE PAYSANDU,……………………….

– PAGANDO PELOS ERROS QUE COMETEU – Dos trinta e três atletas que compunham o elenco do Remo neste Parazão, oito tiveram o contrato rescindido e não vão participar do torneio de junho. Depois de receber o mês de abril, Ramón, Walber, Zé Antônio, Rodrigo Guerra, Thiago Galhardo, Val Barreto, Clebson e Paulista já acertaram com o Clube de Periçá, são os DUBLES de dirigentes do Remo pagando pela sua incompetência e cegueira a frente do Clube, ANTAS TENHAM MAIS CRITÉRIOS NA HORA DE CONTRATAR, QUERIA VER SE FOSSE COM O DINHEIRO DE VOCÊS, SE VOCÊS FARIAM ISSO,………………..

– CAIU DO CÉU PARA AS ANTAS – Recebendo uma cota de R$320 mil do canal de televisão patrocinador, os azulinos que estão até o momento sem calendário definido para o segundo semestre comemoram á notícia da realização do torneio que envolve Flamengo, Vasco e Paysandu, entre os dias 13 e 15 de junho, no acordo assinado pelos clubes paraenses, as agremiações recebem R$160 mil pela assinatura do contrato e mais R$160 mil na véspera do primeiro jogo. Quatro placas de publicidade no local da partida também serão direitos fornecidos para eles e que serão vendidas por R$ 20 mil cada. Totalizando uma renda de R$ 400 mil, para quem pensa pequeno este Torneio é uma Glória, POBRE NAÇÃO AZULINA,…………………………………….

– A FIEL ESTÁ LIGADA – A Confederação Brasileira de Futebol comunicou mudança de datas, referente às cinco primeiras rodadas das Séries A e B, do Campeonato Brasileiro, devido à proximidade com o calendário da Copa das Confederações. Com as alterações das datas entre a 1ª e a 6ª rodada, a estréia do Papão, marcada antes para o dia 25 de maio, em Paragominas, contra o Asa (AL), foi antecipada para o dia 24, às 21h50, na segunda rodada, o Paysandu jogará em Fortaleza, contra o Ceará, no dia 28. Já no dia 31 de maio, enfrenta o América (RN), novamente em Paragominas, e no dia 4 de junho fará sua estréia em Belém, diante do Paraná, no Mangueirão. No dia 7 de junho, o Papão viaja até Goiânia, onde encara o Atlético (GO), e, por fim, no dia 11, enfrenta o chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, E ANOTAR E NÃO PERDER NADA,………………………………..

– DEMOCRACIA? ONDE, QUANDO, QUEM VIU ! – Se já não fosse suficiente proibir bebida alcoólica dentro do estádio, agora a Polícia Militar se supera e proíbe também os bares ao redor do estádio de vender as bebidas, meus amigos onde chegamos é uma vergonha e um atentado a DEMOCRACIA neste País, onde fica os direitos do cidadão, isso é imperdoável fica aqui o meu protesto em nome do torcedor, e também uma perguntinha de quem foi esta IDÉIA DE GIRICO, COISAS DE BELÉM DO PARÁ, É TRISTE NÃO TER UMA POLÍCIA QUE SE GARANTA NAS PARADAS,…………………….

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

15 de maio de 2013 at 4:45 pm 1 comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 15.05.13

Os dados já estão rolando

Felipão é cabra teimoso, turrão, mas de burro não tem nada. Sua opção por uma seleção mais “nacionalista” do que todas as últimas que disputaram competições oficiais é a prova de que está buscando a plena identificação do time com a torcida. Fez isso com sucesso em Portugal em 2005 e 2006, fazendo o país abraçar a seleção como nunca havia ocorrido antes.

O problema do retorno de Felipão à Seleção são as dificuldades naturais de uma época particularmente pobre em talentos, talvez a pior desde a Copa de 1978. Vai arcar com as vaias e críticas pelos jogos ruins (como em Belo Horizonte, recentemente), mas qualquer outro técnico enfrentaria os mesmos problemas para armar hoje um bom time nacional. Desconfio apenas que Felipão está tornando tudo mais difícil ainda.

Apesar da grande repercussão, sua lista para a Copa das Confederações chamou atenção muito mais pelas ausências do que pelos nomes lembrados. Deixar de fora nomes como Ronaldinho Gaúcho e Kaká, apesar do currículo de ambos, não chega a ser pecado tão terrível assim. Duro mesmo foi ver a barração de Ramires, um dos grandes volantes do futebol mundial, que certamente iria somar muito ao lado de Paulinho, Hernanes e Oscar.

Gaúcho, que teria sido excluído por suposto atraso na apresentação em BH, rendeu pouco no amistoso com o Chile e este tenha sido o fator determinante para a decisão do treinador. Aliás, na Seleção, o meia atleticano poucas vezes arrebentou de fato. Quanto a Kaká, vem mal das pernas desde 2010 e jamais conseguiu se impor como titular no Real Madri. A experiência de ambos talvez seja útil ao escrete, mas tecnicamente não há grande perda com suas ausências.

Quanto ao meio-de-campo, setor que é hoje o calcanhar-de-aquiles do time, soa esquisita a opção por Fernando, que é bom jogador, mas está muito abaixo do nível de Ramires. Com o volante do Chelsea ao lado do corintiano Paulinho, Felipão teria uma dupla em condições de abastecer o ataque e ajudar na armação. Rápida e eficiente, bem ao estilo dos grandes clubes europeus.

Em entrevista recente, o técnico debochou dessa preocupação, afirmando que só jornalistas gostam de volantes ofensivos. Dias depois, o mundo viu, assombrado, os confrontos entre alemães e espanhóis pela Liga dos Campeões. Alguns dos craques de Bayern, Borussia, Barcelona e Real estarão no Brasil no ano que vem jogando o Mundial e – coincidência ou não – atuam justamente como volantes modernos, capazes de lançar e fazer gols.

Já há algum tempo Felipão mostra-se antiquado em relação ao futebol praticado hoje no mundo. Seus próprios insucessos recentes no exterior confirmam esse descompasso. Continua refém da ideia de um time com posicionamentos marcados, quase estanques, dividido entre defesa e ataque. Cultiva o gosto por bolas aéreas, o que não seria nenhum problema se o time tivesse mais alternativas de chegada à área adversária.

A incrível presença de Hulk na seleção, desde a era Mano Menezes, é algo que só encontra explicação nesse pendor dos técnicos gaúchos por avantes forçudos, que levam a bola na marra e às vezes encontram o rumo do gol. Não satisfeito em levar apenas Hulk, Felipão chamou também Leandro Damião, que é apenas um pouco menos trombador.

Um de meus pesadelos recorrentes sobre a Copa no Brasil é ver na final uma Seleção desesperada por empatar e Felipão ao lado do campo mandando Hulk, Damião, Felipe Luís e todos os brucutus possíveis para o jogo do abafa. Rezo para que a realidade seja menos cruel.

Tempos modernos na Curuzu

A torcida se agita, inquieta e ávida por notícias. Quer saber das contratações, como nos velhos tempos. A diferença é que hoje o Paissandu é dirigido por gente que pensa profissionalmente.

Não há aquela preocupação demagógica com o oba-oba, a superexposição, os exageros midiáticos, tão ao gosto de gestões recentes. Os reforços chegam e são anunciados discretamente, sem a presença de dirigentes para capitalizar holofotes.

Depois de muito tempo, jogadores chegam sem a pompa que o provincianismo costuma dar a esses eventos rotineiros. Imagine se uma empresa interrompe seu funcionamento normal para estender tapetes para um novo funcionário?

No futebol moderno, com a exceção reservada aos jogadores de fato excepcionais, o procedimento deve ser o mais simples possível. O Paissandu está implantando esta nova cultura, superando problemas que hábitos enraizados deixaram pelo caminho.

Ainda se ouve, aqui e ali, gente – inclusive da própria imprensa – reclamando da “falta de novidades” sobre reforços. Quando você ouvir um comentário desse tipo, acredite: é sinal evidente de que as mudanças estão funcionando. Ainda bem.

Direto do Twitter:

“Fica tranquilo, Bruno, a poesia do futebol está no frango, como dizia tio Nelson Rodrigues”.

De Xico Sá, consolando o goleiro palmeirense, que engoliu galináceo monumental do Tijuana.

15 de maio de 2013 at 4:22 pm Deixe um comentário

Bola Pra Frente – Claudio Guimarães – 15.05.13

POSITIVO – Sub 15 de Futsal do Remo estreará dia 19.5, contra União Rincão-RS, no Brasileiro da Divisão Especial, em Recife-PE; trabalhos no DM do Paysandu sendo mostrados no Congresso Brasileiro de Medicina do Esporte e Exercício, em Salvador, até 18.5. Flávio Freire lá.

NEGATIVO – PM está interferindo tanto no nosso futebol, que como diz o comentarista Ruy Guimarães, qualquer dia escalará Remo e Paysandu.

Lá e Cá

Leão e Papão estão levando de goleada do Paragominas em placas publicitárias estáticas nos seus estádios. PFC tem 50 unidades na Arena Verde, faturando em torno de 250 mil.

ICASA-CE (Série B) contratou ex-goleiro bicolor João Ricardo e está em entendimentos com os ex- técnico azulino Flávio Araújo. Este poderá estar de novo no caminho do Paysandu.

Na 2ª Etapa do Campeonato Paraense de Kart, João Felipe Martins venceu entre Novatos B, nos Novatos A deu Vicente Pedrosa e, entre os Graduados ganhou Rafael Lopes. Osvaldo Ferreira lidera nos Graduados.

Essa de proibir bebida alcoólica, inclusive nos bares nas cercanias dos estádios é fácil executar. Quero ver é acabar a ação dos cambistas e falsificadores de ingressos!

Equipe Ronaldo Passarinho foi campeã do Torneio Cidade de Belém da APBM, ficando como vice Rui Noronha, 3ª Galega e 4ª Augusto Teixeira. Cestinha Alexandre Negão (RP), ganhando troféu Paulo Magalhães.

Seleção Paraense de Judô viajará sexta feira ao Brasileiro Sub 18, em Simões Filho-BA, dias 18 e 19.5. Nossas esperanças estão em Louise Santos (16 anos), menos de 44 kg, e Thellys Valcácio (17 anos), 73 kg.

Guarani de Divinópolis-MG, o primeiro a confirmar desistência da Série D. Se o Remo conseguir vaga na Região Norte estará no grupo do Paragominas, seu algoz no Parazão. Possível ajuste de contas!

Torneio Pará-RJ (precisa de um nome e taça) inteiramente confirmado para 13 e 15 de junho, em duas rodadas duplas, reunindo Remo, Paysandu, Vasco e Flamengo. 320 mil para remistas e bicolores (cada).

Paysandu faturou menos que o Paragominas nas cotas líquidas dos jogos da Taça Estado do Pará. Melhor foi o Remo; oito rescindiram com o Leão (Paulista, Val Barreto, Ramon, Guerra, Zé Antonio, Válber, Clebson e Galhardo). Método preocupa antigos integrantes do DJ.

Resultado: Bola Presa 5×3 River Plate Marambaia; sábado, Bola Presa x Valência, Racing x Sport Cana e Cruzeiro Curió x Quinze de Agosto.

HOMENAGEM – Raimundo Nonato Ataíde Moreira, o Ataíde, ex-meia direita do Rodoviário (amador) e Clube Julio Cezar nos anos 60. É aposentado do INSS.

15 de maio de 2013 at 4:20 pm Deixe um comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.