Archive for outubro, 2013

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 25.10.13

– É HORA DE MUDAR O FOCO – Com eliminação da equipe sub-20 da Copa do Brasil, agora e hora da diretoria Remista começar a formar uma equipe boa e competitiva a altura das tradições da camisa azulina, os dirigentes sabem que tem mais o direito de errar chega de trazer para Belém jogadores que estão parados há meses ou então em fim de carreira, o torcedor azulino vai exigir e quer uma resposta da atual gestão do clube, chega de trazerem jogadores piores do que os nossos aqui do Pará, quem não lembra de Galhardo e Ramon, que juntos custavam aos cofres azulinos R$ 49.000,00 reais por mês, CHEGOU A HORA DA VERDADE O TORCEDOR EXIGE UM TIME COMPETITIVO, CHEGA DE JOGADOR MEIA BOCA,…………………………………………

– AGORA É HORA DE SUPERAÇÃO – Quem estiver tremendo ou com medo lá pelas bandas da curuzu é melhor nem viajar, ontem surgiu uma noticia que alguns jogadores estariam sendo ameaçados por integrantes de torcidas organizadas, varias vezes já fali aqui, na tv e no rádio quem tem medo pressão que vá jogar no IBIS-PE, lá ninguém cobra ninguém, aqui é Paysandu e couro come, por isso volto a afirmar quem estiver tremendo, PEDI PARA SAIR,…………………………………………………………

– LEÃO SUSTOU LEILÃO – O leilão estava marcado para às 11h na sede do Tribunal Regional do Trabalho, mais o departamento jurídico, que representa toda o clube na questão, conseguiu a tempo resolver o caso pedindo a sustação do mesmo.

– ACREDITANDO EM PAPAI NOEL – O presidente do Paysandu Vandick Lima, afirma que acredita que o clube não será punido, embora, segundo informações de bastidores, a diretoria já esteja até atrás de um outro estádio mandaria o (s) jogo (s), em caso de punição. “O departamento jurídico reuniu provas que devem ser consideradas num julgamento do STJD. Estamos confiantes que não haverá punição, então nem procuramos estádios para jogar”, afirmou Vandick, o julgamento da súmula pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda não tem data para acontecer, como mandante, o Paysandu ainda tem três jogos nesta Série B, contra três equipes paulistas: Oeste, Palmeiras e Bragantino, É REZAR E ESPERAR UM MILAGRE,………………..

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, AQUI O COURO COME DOA A QUEM DOER, ATÉ AMANHÃ, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

25 de outubro de 2013 at 4:49 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 25.10.13

Walter, um boleiro brasileiro

Melhor jogador do Campeonato Brasileiro, Walter é também o mais surpreendente atleta em atividade no país. Inteiramente fora dos padrões da boa forma física, consagra-se como goleador do Goiás na competição e responsável direto pelo ótimo posicionamento da equipe. Coleciona elogios com a mesma facilidade com que desperta dúvidas quanto à condição atlética.

Comparado a outros atacantes igualmente conhecidos pela briga com a balança, como Adriano e Ronaldo, o que mais se ouve a respeito de Walter é a pergunta: será que ele seria um jogador mais completo se estivesse no peso ideal? No Internacional, no Porto e no Cruzeiro a questão era recorrente e o constrangimento gerado pelas cobranças ajudou a afugentá-lo desses clubes. Azar o deles.

No Goiás, para onde só se transferiu quando se desencantou com o Cruzeiro, recebeu o apoio, a compreensão e os cuidados para poder jogar em alto nível. E aproveitou para responder aos questionamentos sobre seu peso. Não negou fogo. Artilheiro e campeão na Série B 2012, artilheiro e campeão estadual de 2013, novamente goleador na Copa do Brasil e na Série A.

Aposta de risco do técnico Enderson Moreira, que construiu o atual time do Goiás, Walter chegou desvalorizado e de crista baixa. Aprendeu a entender como funciona o clube, menos povoado de xiitas como Inter e Cruzeiro, mas só engrenou porque teve a total confiança do treinador.

Não que isso tivesse lhe sido negado antes. O uruguaio Fossati, que o dirigiu no Colorado em 2009, até hoje não economiza elogios ao atacante. Vê em Walter um legítimo boleiro de rua, forjado nos mesmos rincões populares que legaram ao mundo craques como Ronaldo e Romário. Sob sua orientação, o indomável atacante viveu até um bom momento no Inter, mas foi punido por gestos obscenos num jogo disputado em Buenos Aires e caiu em desgraça no clube.

As origens de Walter talvez expliquem sua longa peleja para se manter em forma. Por onde passou foi vigiado de perto por nutricionistas e preparadores físicos, mas jamais conseguiu perder a silhueta parruda, que os colorados comparavam de imediato com o velho ídolo Claudiomiro.

Pernambucano de nascimento, torcedor do Sport desde pequenininho, o jogador enfrentou dramas familiares na infância, estudou pouco e cresceu convivendo com a pindaíba financeira. Teve a bem-aventurança de se descobrir bom de bola e de bola ele de fato entende muito.

Como tantos outros craques brasileiros de história humilde, ele se especializou em fundamentos que distinguem os bons dos apenas razoáveis. Chuta muitíssimo bem, sabe passar, protege bem a bola como pivô e tem perfeita adequação de seu porte à velocidade que o jogo exige.

Nas numerosas reportagens que a TV e os jornais começaram a produzir sobre ele, salta aos olhos a simplicidade e certa ingenuidade que lembra o jeitão de Garrincha. Como o eterno Alegria do Povo, Walter parece desconfortável diante da necessidade de emitir opiniões, mas é preciso e certeiro quando descreve seu ofício.

Há quem fale em oportunidade na Seleção Brasileira. Há quem não arrisque previsões ante o histórico de desacertos. Há quem simplesmente aprecie seus gols e lances de grande futebolista. Estou nesse último time.

Surge uma terceira via à FPF

O engenheiro civil e desportista Ulisses Sereni encabeça a chapa “Futebol de Primeira”, inscrita para disputar as eleições da Federação Paraense de Futebol. Apoiado por gente jovem e cheia de ideias, Sereni nutre a esperança de que ligas e clubes assimilam suas intenções. Seus candidatos a vice-presidentes são Dan Levy e Ricardo Gluck Paul. Das chapas lançadas até agora é a que mais demonstra disposição de romper com as práticas arcaicas que têm atrapalhado o futebol paraense nos últimos anos.

Os vices partilham com Ulisses o sentimento de que o futebol paraense exige mudanças urgentes e se propõem a fazer uma administração com transparência, gestão participativa e profissionalismo. Após o lançamento da chapa, ontem à noite, Ulisses vai sair em busca de novos parceiros e colaboradores para fortalecer sua campanha. Visitas a vários municípios já estão programadas.

As principais propostas da chapa: mudar o estatuto da FPF; instituir o cargo de embaixador da FPF na capital e no interior; e promover junto à CBF a volta da Copa Norte, com vaga na Sul-Americana.

25 de outubro de 2013 at 4:42 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 25.10.13

POSITIVO – Orçamento 2013 da base do Criciúma alcança 20 milhões, trabalham 26 profissionais e há parceria com o Ministério do Esporte. Clube é ficha limpa e tem gestão profissional no setor amador. Dá inveja!

NEGATIVO – Pinheirense comprovou irregularidade de jogadoras do Viana-MA e Tiradentes-PI no Brasileiro Feminino, denunciou via FPF para CBF e STJD. Contudo, soube que nada saiu daqui. Tudo engavetado!

Lá e Cá

Goleiro Matheus, do Paysandu, meu entrevistado Bola Pra Frente de domingo. No Bola na Torre (RBA HDTV e Rádio Clube) o convidado é o comentarista João Cunha.

Leãozinho faturou 800 mil na Copa BR Sub 20 e nenhum centavo destinado para começar o CT; Paysandu recebeu quase 500 mil dos direitos de Ganso e desviou do CT para contratações pífias. Até quando?

Só os estádios Maximino Porpino (Castanhal) e Zinho Oliveira (Marabá) têm laudos aprovados e 1ª fase do Parazão começará dia 3.11. Aliás, Tuna estreará contra o Time-Negra e não tem um só jogador de contrato feito.

Goleiro bicolor Zé Carlos passa por reforço muscular e bola só dentro de 40 dias. Ele mesmo optou por tratamento clínico, desistindo da cirurgia. Papão x América-MG, 20 h de Belém e contra o Joinville, 18:30 h.

Sub 20 remistas Andrey, Igor João, Rodrigo, Ian, Alex Juan, Rodrigão, Edicleber e Jayme requisitados por Charles Guerreiro para o profissional. Estranha-se preterição ao goleiro Jader e do excelente volante Nadson.

Campeonato de Futsal de Ponta de Pedras começará dia 31.10, com jogos Real Campinho x Combatentes, Telepará x República e Tsunami x Brasiliense. Campeão estará no estadual da FEFUSPA de 2014.

Daniela Tanaka, bi- campeã do Mundial World Karatê Union WKU acaba de conquistar dois ouros e um bronze no KATA, em Crete, na Grécia.

Domingo o 1º Festival de Futebol, organização pelo Sênior do Sacramenta, tendo à frente Sílvio Cruz, com 16 equipes e a partir de 10 h; Castanhal amanhã em Ipixuna e domingo em São Caetano de Odivelas. Landu lá.

IV Copa da Juventude do Grêmio Português marca para esta noite Porto x Belenenses, Sporting x Acadêmica e Benfica x Beira Mar. Amanhã, amistosos, América PV x River Plate e Academia 40 x Seleção de Colares.

Academia do técnico Edmir vai a Colares com Clivaldo, Ivaldo, Miguel, Libório e Marquinho, Danilo, Careca, Jr Mesquita e Mazinho, Heider e Daniel Lavareda.

HOMENAGEM – Amadeu Gibernon Santos, o Amadeu, ex- fundista do Imperial, campeão das Forças Armadas (85), 3º na Corrida do Trabalhador (2006) e brilhou da Maratona Internacional de SP (2007). É da RR da FAB.

25 de outubro de 2013 at 4:40 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 24.10.13

Muito além das expectativas

Uma decisão digna de gente grande. Marcação duríssima, luta em todos os lados do campo, choque e correria. Sangue, suor e lágrimas. Os jogadores, tanto de Remo quanto Criciúma, comportaram-se como guerreiros. Diante de uma multidão nas arquibancadas do Mangueirão, a decisão das quartas-de-final da Copa do Brasil Sub-20 deixou a torcida azulina dividida entre a frustração pelo que podia ter sido e o reconhecimento pela excepcional campanha de seus meninos.

Prevaleceu, ao final da partida, o sentimento de satisfação e orgulho pelo esforço e a categoria do time. Emocionados aplausos saudaram a saída da equipe rumo aos vestiários. Cabe dizer que, em sã consciência, ninguém esperava que o Remo chegasse tão longe. Depois de eliminar os favoritos Vitória e Flamengo, sucumbiu diante do menos cotado Criciúma. O futebol-força dos catarinenses levou a melhor, com méritos e boa dose de catimba.

Os garotos foram incansáveis e aguerridos, mas sentiram o peso de uma decisão perante quase 30 mil torcedores. Coisa inteiramente normal. Até profissionais sofrem o efeito dessa pressão, portanto não há como condenar uma equipe tão jovem.

Mais taludo, o Criciúma soube amplificar suas virtudes – marcação, combate direto e porte físico. Defendeu-se bem das primeiras investidas do Leãozinho e, aos poucos, foi se equilibrando em campo. Recolhia-se, rebatia bolas e saía rápido para o ataque. Teve poucas oportunidades, pois o Remo retinha mais a bola.

Como visitante pragmático, o Criciúma aproveitou a única chance surgida no primeiro tempo. Em falta cobrada da intermediária, aos 27 minutos, Jader rebateu mal e permitiu o primeiro gol. Do entusiasmo inicial, o Remo mergulhou num período de abatimento, que só estancou quando Alex Ruan e Rodrigo arriscaram chutes da entrada da área, levantando a torcida.

O time sentia falta, porém, aquela faísca de explosão e velocidade que garantiu ao Remo triunfos irretocáveis diante do Vitória e do Flamengo. Guilherme embolava com Sílvio pela direita, saindo do duelo com os altos zagueiros do Criciúma. Beto tropeçava e não reeditava o estilo brigador de outras jornadas. No meio-de-campo, Raí errava muitos passes e Rodrigo parecia travado, sem arriscar jogadas individuais e lançamentos.

A defesa tinha pouco trabalho, mas também se confundia com a rapidez de Marcelinho e Bruno nos contra-ataques. Nas saídas, o Remo tinha a bola, mas exagerava na ansiedade. Aos 43, Sílvio foi lançado nas costas da zaga e ficou em posição privilegiada para finalizar, mas hesitou por um segundo e acabou desarmado.

Jaime e Rodrigão entraram no segundo tempo, mas ajudaram pouco. Jaime mantinha-se longe da área e exagerava nas tentativas individuais. Rodrigão foi para o confronto com os beques, mas sem levar vantagem. Aliás, o Remo insistiu inutilmente em bolas aéreas contra uma zaga treinada para isso. As tabelinhas e infiltrações sumiram do repertório nos 45 minutos finais.

Quando o Remo mais insistia com cruzamentos, veio o lance individual que liquidou a fatura. Uma arrancada pelo meio da área resultou no pênalti que deu ao Criciúma a vantagem definitiva. A partir daí, o nervosismo se apoderou de vez do Leãozinho, que não teve mais cabeça para empreender uma reação.

O saldo, porém, é altamente positivo. Além dos lucros financeiros auferidos, o Remo sai da Copa BR com pelo menos seis jogadores (Guilherme, Rodrigo, Alex, Ian, Edcléber e Nadson) em condições de aproveitamento entre os profissionais. E com a lição preciosa de que, com um mínimo de estrutura, é possível ir longe. A garotada deu conta do recado.

Sobre o massacre

Como fui ao Mangueirão, não acompanhei a tragédia do Maracanã, mas o placar retrata uma noite absolutamente negra do Botafogo, coincidindo com um daqueles jogos em que tudo dá certo para o outro lado. Méritos do Flamengo, que desde a efetivação de Jaime tornou-se um time de verdade, mesmo desprovido de maiores atributos de talento. Em compensação, tem alma e gana de vencer. Isto quase sempre faz a diferença num jogo decisivo.

O Botafogo paga o preço do tradicional desmanche de todo ano em meio ao Brasileiro. Os garotos promovidos da base têm sido importantes, mas o time se ressente de peças de reposição, principalmente quando é obrigado a se dividir entre duas competições importantes. Como diria o grande alvinegro João Saldanha, vida que segue.

24 de outubro de 2013 at 2:55 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 24.10.13

POSITIVO – Medalha de prata de Paulo Furtado no VI NN de Atletismo Mirim (São Luis-MA) consolida Ulianópolis como o maior formador de atletas desse esporte no Estado. Ele é irmão do campeão Edilson Meireles.

NEGATIVO – Reduzido contingente da PM não tem permitido segurança nas cercanias dos estádios, terminando com o óbito do jovem bicolor Lucas Castro, na terça, por assalto (Mangueirão). Não se sabe de ontem!

Lá e Cá

Paysandu ganhou as duas que jogou no Mangueirão. Que falta para Pikachu virar de vez atacante, tal o jejum dos homens de frente? Tuna fez equilibrado 1º tempo, mas tomou de 5×1 o CO-SP, no Brasileiro Feminino.

Grêmio Português lidera Campeonato Paraense de Boliche de Tercetos, graças ao revezamento dos atletas Mateus, Rogério e Rogerinho Rosa, além de Mauro Voss. Domingo a etapa de quartetos.

Paraense Dewson Freitas apitando, domingo, Luverdense x Caxias, jogo que poderá levar o time de Lucas de Rio Verde à Série B de 2013.

No Remo velho alambrado do Baenão foi ao chão para dar lugar aos tempos de modernidade . Com ajuda do Simbazinho, jogadores profissionais e funcionários azulinos receberão salários hoje.

América-MG x Paysandu só na terça. Times se enfrentaram 9 vezes, 7 vitórias do Coelho (20 gols), 2 do Lobo (11 tentos). Papão vai voltar ao Estádio Independência (agora Arena) 23 anos depois.

Eduardo Ramos (recuperado) vai atuar pelo Papão em BH. Dirceu e Gaibu prováveis substitutos de Raul e Pablo. Chancedegol ainda aponta 80,2% de possibilidade da queda bicolor.

VI Jogos Intercolegiais de Bragança, apoio da Prefeitura, de 5 a 8.11, reunindo 37 escolas em 8 categorias e 10 modalidades esportivas. Tema: “O Esporte Escolar Brinda os 400 Anos”.

Hoje, no “Vale a Pena Ver de Novo” de Basquete da APBM, no Ginásio Altino Pimenta, 20 h, Bené Santana (líder) x Raimundo Barata e Raul Aguilera x Paulo Thomaz.

Sacramentado para eleições da FPF: Remo apoiará o Coronel Nunes, Tuna o ex-presidente bicolor LOP e o Paysandu ficará com Ulisses Sereni, que lançará chapa hoje, 19:30 h, no Búfalo Grill da Estação das Docas.

Sábado: Racing x Real Castanheira, Faz Raiva x Total 14, Cruzeiro Curió x Comercial CN, Vila Teta x Real Lumiere, Mapuera x Real Maguari e PEC x Atlético-CN.

HOMENAGEM – Lauro da Silva Vieira, o Vermelinho, mestre em capoeira e ex- atleta da Gama Filho-RJ, Academia Santa Rosa-RJ e Fundação Curro Velho de Belém-PA. É instrutor de autoescola nesta Capital.

24 de outubro de 2013 at 2:51 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 23.10.13

– É DIA DE COLOSSO DO BENGUI LOTADO – Hoje é dia do fenômeno azul tomar conta do estádio olímpico do Pará, só para vocês terem uma ideia, só no dia de ontem já haviam sido vendidos mais de 20 mil ingressos antecipados, falando do jogo o Remo se classifica se vencer por um gol de vantagem, desde que não sofra dois ou mais gols, o Leãozinho vai completo para a partida. Alex Ruan, que cumpriu suspensão no primeiro jogo, está novamente à disposição de Walter Lima. O lateral direito Andrei, que chegou a Belém reclamando de dores, também treinou normalmente, o técnico Walter Lima deve escalar o mesmo time que venceu o Flamengo por 3×0 na fase anterior. “Nossa tática não depende do adversário, ela está aí para usarmos o que o elenco tem a oferecer de melhor, que é a intensa movimentação e presença no ataque. Mas um avanço organizado, cobrindo as subidas dos laterais”, declarou o comandante remista no microfone campão da CLUBE 690AM,………………………………..

– SUPERAÇÃO – Depois da tregedia vivida diante do Avai-SC quando perdeu jogando dentro da curuzu, ontem os bicolores conseguiram um grande resultado diante do ABC-RN, tudo bem que a vitória por 1 a 0 não garantiu os planos do time nesta Série B, mas serviu como uma grande resposta do time às pressões dos últimos dias. Devendo na técnica, porém sobrando na raça, o Paysandu no segundo tempo mostrou uma dedicação e entrega que o torcedor não vinha vendo nos últimos jogos e se credenciou a brigar pela permanência na Série B. “O técnico foi bem claro com a gente – deem tudo de si em cada jogada. Uma defesa minha, uma bola que a zaga afastasse era muito importante, porque poderia decidir a partida e só a vitória interessava”, definiu o goleiro Matheus, o meia Alex Gaibu era um dos mais emocionados ao final do jogo. Ele que quase foi dispensado do clube há 15 dias, mas ontem substituiu bem o meia Eduardo Ramos e agradeceu ao torcedor e ao técnico pelo apoio. “Sei que não fiz tecnicamente minha melhor partida pelo clube, mas não faltou doação em campo. Só quero agora agradecer a Deus pela vitória e ao técnico pela confiança”, reconheceu, Herói da partida, Yago Pikachu afirmou ficar feliz de ter tido a frieza de marcar o gol da vitória. “Não tivemos o Careca ou o Nicácio para fazer o gol, mas felizmente estivemos lá para resolver”, brincou o lateral. “Sabíamos que não poderíamos mais deixar o resultado sair das nossas mãos e que cada bola era a bola do jogo”, AGORA É ACREDITAR ATÉ O FINAL E FUGIR DO FANTASMA DO REBAIXAMENTO,……………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, DOA A QUEM DOER, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

23 de outubro de 2013 at 6:11 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 23.10.13

O pulso ainda pulsa

E Pikachu salvou o Paissandu outra vez. Com frieza e categoria, aproveitou um descuido dos zagueiros e entrou na área como se fosse um atacante para mandar a bola para as redes. Fez o que os homens de ataque desaprenderam, limitando-se a disputar bolas pelo alto e a correr sem destino. Pikachu é, desde as primeiras rodadas, o talento solitário da equipe neste campeonato. Sua solidão ajuda a explicar parte da decepcionante campanha que o Papão faz. Um técnico mais safo já teria fixado o jogador como atacante de verdade.

Foi uma partida difícil, suada e sofrida, mas a vitória sobre o ABC dá novo alento na luta contra o rebaixamento. Com boa atuação no primeiro tempo, criou boas oportunidades e marcou seu gol logo aos 24 minutos. Mesmo com atacantes inoperantes e tendo perdido o meia Eduardo Ramos por contusão aos 12 minutos, o Paissandu manteve-se tecnicamente sempre superior ao adversário.

De preocupante, a queda vertiginosa de rendimento no segundo tempo, panorama mais ou menos recorrente na trajetória do Papão na Série B. A combinação de condicionamento físico pífio com deficiência técnica tem sido danosa para o time ao longo de toda a competição, respondendo por grande parte dos insucessos colhidos até aqui.

Ontem, por sorte, a debilidade evidenciada na segunda metade da partida não impediu a vitória, como já aconteceu tantas outras vezes. É verdade que o torcedor (mais de 7 mil pagantes) ficou de coração na mão, assustado com o crescimento do ABC no jogo.

Curiosamente, o Paissandu foi ofensivo e levou muito perigo no primeiro tempo mesmo tendo Marcelo Nicácio e Careca em jornada infeliz. Atrapalhavam-se nas jogadas, adiantavam a bola quando tinham campo a percorrer e o pior dos pecados era quando embolavam pelo meio, apesar de o segundo ter orientação para cair pelos lados.

Vagner Benazzi, que se mostrou empolgado com a atuação raçuda que sustentou o 1 a 0 na etapa derradeira, deixou a dupla de atacantes tempo demais em campo. Enquanto isso, do outro lado, Roberto Fernandes lançou Alvinho no lugar de Eric Flores, que era peça nula. Com isso, o ABC saiu do imobilismo e tornou-se mais aceso e objetivo no ataque, desfrutando de várias oportunidades.

Na fase final da partida, o goleiro Mateus apareceu bem, evitando pelo menos dois gols certos. O ABC jogava em velocidade, tocava rápido e fustigava o setor defensivo paraense. Mesmo com liberdade para o contra-ataque, o Paissandu aceitou a pressão dos visitantes porque não tinha peças que explorassem os espaços oferecidos.

Aleílson entrou, mas pouco acrescentou. É verdade que, àquela altura, o Paissandu se empenhava mais em defender-se das estocadas do audacioso alvinegro potiguar. Acontece que o meio-de-campo, motor da criatividade e organização de um time, simplesmente desapareceu na etapa final. Vânderson transformou-se em mais um zagueiro e acabaram as preciosas jogadas pelas laterais, até mesmo com Pikachu.

A verdade é que a capacidade de superação vista ontem demonstra que o time não perdeu a vontade, nem a gana. O que não há é fôlego, pois falta melhor condicionamento, item básico num esporte que exige tanto esforço atlético. De qualquer maneira, o importante foi vencer e manter a chama acesa.

Leãozinho terá apoio de peso

Sob o desafio das chacotas dos jogadores do Criciúma tanto lá em Santa Catarina quanto na chegada a Belém, o Remo terá combustível extra para o confronto desta noite, no estádio Jornalista Edgar Proença. Vai contar com o grito de guerra de 30 mil azulinos. Não é pouca coisa.

Mais importante ainda é o fato de que os garotos dirigidos por Walter Lima têm consciência de seu potencial técnico, sabem que podem vencer jogando bem. O Leãozinho tem um time titular azeitado, mas dispõe também de reservas no mesmo nível para quase todas as posições.

A grande atuação na partida de ida garante a necessária tranquilidade para buscar a reversão do placar favorável ao Criciúma. Dos adversários enfrentados até agora o time catarinense é um dos mais fortes, mas não chega a ser superior ao Vitória. Esse detalhe não deve ter escapado a Waltinho e seus comandados.

O perigo está na força de marcação do visitante, que compensa a lentidão com um bloqueio muito forte no meio-de-campo. Superar isso será o desafio para a habilidade e rapidez dos meninos do Leão.

23 de outubro de 2013 at 6:09 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 22.10.13

Sete times e quatro destinos

São 24 pontos em disputa até o fim do Campeonato Brasileiro da Série B. Ao Paissandu só resta conquistar pelo menos 16 ou 17 pontos para escapar ao rebaixamento. As projeções mais seguras indicam que, pelo equilíbrio reinante na briga contra a degola, só quem alcançar mais de 45 pontos pode se salvar.

O Papão (29 pontos) briga diretamente com América-RN (36), Oeste (36), ABC (35), Atlético-GO (30), São Caetano (30) e ASA (26). O lado ruim da história é que até o ASA, lanterna da competição e dado praticamente como fora de combate, de repente voltou a vencer e agora já tem chances reais de salvação, o que só acirra ainda mais a batalha.

Nessa peleja, o Papão tem contra si os números de uma campanha desastrosa. Ostenta o pior desempenho em vitórias (7) e o segundo pior saldo negativo de gols (-15), abaixo apenas para o ASA, que tem -29. São esses obstáculos que se colocam entre o Paissandu e a sonhada permanência na Série B.

Contra o surpreendente ABC, o adversário de hoje, o Papão faz outro jogo de seis pontos. Caso vença, coloca-se à frente de Atlético-GO e São Caetano na tabela e breca a ascensão do alvinegro potiguar. Em resumo, volta para a briga.

Em caso de novo insucesso, que seria o terceiro consecutivo, a situação ficará ainda mais desfavorável, até mesmo do ponto de vista emocional. Ao Paissandu, abalado com o ocorrido na sexta-feira passada, só a vitória terá o condão de aplacar dúvidas e desconfianças geradas na torcida.

Pela movimentação do fim de semana, o técnico Vagner Benazzi tem algumas dúvidas importantes. A principal delas concentra-se na lateral-esquerda. Max, Alex Gaibú e Pablo disputam o lugar. Dos três, Gaibú foi o que melhor se saiu quando escalado na posição. Pablo também teve bom desempenho. Max é uma incógnita.

Outro ponto duvidoso no time é o meio-de-campo, onde Diego Barbosa treinou como titular ao lado de Eduardo Ramos. A opção por ele é daquelas coisas que desafiam a lógica e só podem ser atribuídas à teimosia que todo treinador gosta de alimentar.

Pelo menos no ataque, é pouco provável que o lento Dênis seja escalado. A dupla preferida de Benazzi nos treinamentos foi Marcelo Nicácio-Careca. Continuo surpreso com a barração de Héliton até nos treinos. Rápido e driblador, o ponta seria boa alternativa para atuar nos lados do campo. Quando foi escalado pela esquerda, tendo Pikachu aberto pela direita, o Paissandu sempre obteve resultados interessantes.

O Mangueirão, com gramado de qualidade e menor pressão sobre os jogadores, pode facilitar as coisas para o Papão. Se o time reeditar o bom toque de bola do começo do jogo contra o Avaí tem possibilidades reais de superar o ABC. Mas, caso se revele uma equipe tensa, como aquela que desabou no segundo tempo de sexta, perde para qualquer adversário. Não há meio termo.

Perigos representados pelo Tigre

Sem empolgações desnecessárias, o Remo se prepara para um confronto duríssimo contra a marcação do Criciúma, amanhã, no Mangueirão. Ao Leãozinho basta uma vitória simples para passar à semifinal da Copa do Brasil sub-20, mas Walter Lima e seus jogadores sabem que o Cruzeiro também precisa de uma vitória em casa, mas acabou surpreendido pelo Tigre em pleno Mineirão.

Waltinho tem insistido muito nos treinos com a necessidade de caprichar no passe e jogar em velocidade. São as únicas fórmulas capazes de anular a forte marcação. O Remo tem jogadores habilidosos (Rodrigo, Guilherme, Sílvio, Alex), mas nem sempre brilha pela qualidade do passe, fundamento valioso em qualquer circunstância. É hora de acertar o pé.

Direto do blog

“Assistindo ao Programa Bola na Torre deste domingo vi o seu comentário sobre o ocorrido no jogo Paissandu e Avai e aproveito para parabenizar pela coragem de falar abertamente sobre esses marginais uniformizados que aterrorizam os estádios de futebol. Independente de torcer pelo clube A ou B, temos que acabar com essa pouca vergonha. Se antes eu já gostava da sua coluna no jornal, hoje passo a gostar mais ainda, pois poucos tem a coragem de falar em canal de TV aberta como você falou. Parabéns”.

De Paulo Roberto Rocha, sobre os incidentes que interromperam o jogo Paissandu x Avaí, na Curuzu.

22 de outubro de 2013 at 3:12 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 22.10.13

– ATÉ SOCO ROLOU – Um andorinha me contou que até soco rolou no vestiário do Paysandu após a derrota para Avaí-SC, na ultima sexta-feira, os jogadores Marcelo Nicácio e Iarley teriam chegado as vias de fato após o jogo contra o time de Florianópolis, e isso seria um dos fatores que teria causado a saída do jogador da curuzu, ESTE É O PAYSANDU DOS DIAS DE HOJE,………………………………………….

– SÓ EM BELÉM DO PARÁ – Um episódio chamou a atenção de quem foi ao estádio vovô da cidade, um dos proprietários de um dos camarotes da curuzu foi surpreendido com a presença de várias LOIRAS, o proprietário brigando pelos seus direitos não contou história e mandou as PAQUITAS rasgarem do seu espaço, para surpresa de todos as moças do AXÉ BLONDE eram esposas de alguns jogadores do Paysandu, a turma do deixa disso chegou e mudou as moças de local, Ô PARÁ PAI D’ÉGUA,……………………………………

– INADMISSÍVEL LISOS SE MANQUEM – Ontem alguns jogadores do sub 20 Remista procuraram o colunista para denunciar que estão com dois meses de salários atrasados, sinceramente como pode isso está acontecendo em uma hora que quem está colando dinheiro no clube é justamente a molecada, LISOS ABANDONEM O NOSSO FUTEBOL,…………………………………………

– VERGONHA – O fut-sal azulino pode não viajar para Bragança para jogar contra o Bragantino, e isso pode acontecer por falta de transporte para a delegação do CLUBE DO REMO, Que vergonha como pode o descaso com esporte amador do clube, os jogadores estão pedindo a ajuda da grande torcida azulina, eles precisam de R$ 800,00 reais para pagar o transporte, amigos vamos dar esta força para os atletas da bola pesada, QUE ADMINISTRAÇÃO É ESTA,…………………………..

– CARA DE PAU – Ontem o presidente do Paysandu na maior cara de pau e sem nenhuma humildade e até com ar de rompância como se ele nada tivesse haver com atual situação que se encontra o Paysandu na série B, o mesmo afirmou que se ele for o problema do clube que sem discussão ele deixa o Papão, VANDICK EU ACHO QUE A CULPA DO PAYSANDU ESTÁ NESTA SITUAÇÃO É MINHA E DA TORCIDA, VOCÊ REALMENTE NÃO TEM NADA HAVER COM ISSO, EI VANDICK PERA LÁ TE MANCA BAIXA TUA BOLA E ASSUME TUAS LAMBANÇAS,……………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, DOA A QUEM DOER, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

22 de outubro de 2013 at 3:09 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 22.10.13

POSITIVO: Quatro judocas do Pará ajudaram na boa campanha do Brasil no Sul-Americano Sub 13 e Sub 15, em Santiago do Chile: Elder Melo, Rodrigo Leibold, Leandro Baena e Ana Beatriz Pinto. Valeu!

NEGATIVO – Não apenas o Tiradentes-PI teve jogadoras irregulares contra times do Pará no Brasileiro de Futebol Feminino, mas o Viana-MA (oito). Jogo Viana x Pinheirense mudado para São Luiz com “General” na estrada.

Lá e Cá

ABC não terá hoje contra o Paysandu, Flávio Boaventura, Edson, Pingo, Giovanni Augusto, Somália e Guto. Papão não poderá nem empatar, 18:30 h, no Mangueirão. Torcedor de verdade tem de estar lá!

Árbitro de logo mais Felipe Gomes da Silva-RJ esteve à frente este ano de 7 partidas da Série A, 6 da B e 2 da C. Dirigiu Guaratinguetá 1×1 Paysandu; DJ do Paysandu tenciona retardar ao máximo julgamento do caso Curuzu.

Paysandu e ABC já se enfrentaram 13 vezes, 5 triunfos potiguares (18 gols), 4 bicolores (15 gols) e 4 empates; Cássio a novidade nos relacionados do Papão, enquanto Marcelo será o goleiro reserva.

Reflexos da má campanha bicolor: vereador Vandick (presidente) não será candidato em 2014, abrindo chances para outro ex- ídolo bicolor, o Zé Augusto à AL. Vandick fala atém em deixar o clube se fora melhor solução.

PM proibiu camisas, faixas e bandeiras da organizadas bicolores no Mangueirão; Estádio Barbalhão (Santarém) liberado para o campeonato.

De 30.10 a 3.11, em Belém, Semifinal-2 do 80º Campeonato Brasileiro de Xadrez, no Gold Mar Hotel, valendo 3 vagas à final.

Fisioterapeuta paraense Flávia de Souza Faria retornando da Resistência-Chaco, na Argentina, onde esteve na equipe médica da Seleção Brasileira no Sul-Americano de Atletismo.

Em boa hora diretoria do Remo manteve em 15 e 30 reais ingressos do jogo contra o Criciúma, na Copa BR Sub 20, mesmo na quarta-feira, dia do jogo. Baenão liberado para treino do Tigrinho (Criciúma).

Belém sediará até 26.10 o “Santos Brasil Tennis Cup”, adulto, categoria Aventure, na Assembleia Paraense, valendo pontuação para ranking da ATP.

Resultados: Vila Teta 4×2 Grêmio, PEC 3×3 Barca Boa, Cruzeiro Curió 5×4 Espoca Chope e Mapuera 9×1 Cruz Azul; no Bancrévea, classificados Astro, B. de Areia, Noroeste e Pororoca (novos), Astro e B. de Areia (máster).

HOMENAGEM – Emílio Sérgio Amaral do Nascimento, o Capitão Caverna, jipeiro, ex-campeão de Trilhas do Marajó e 3º no Rallye daquela Ilha. Fundador do Jeep Clube do Pará e é mecânico.

22 de outubro de 2013 at 12:24 pm Deixe um comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.