Coluna do Gerson Nogueira – 25.12.13

25 de dezembro de 2013 at 2:29 pm Deixe um comentário

Grandes não merecem presentes

O Papai Noel, que ainda chega às casas de muitos crédulos neste Natal, teria algumas missões indigestas em relação aos grandes clubes paraenses. Quase nenhum se comportou como mandam as regras de conduta do Bom Velhinho. Mais do que justo, portanto, que fiquem sem presentes na data do nascimento de Cristo.
Tomemos como ponto de partida o Paissandu, campeão paraense de 2013 e representante do Estado na Série B. Depois das facilidades encontradas no certame regional, entrou cercado de expectativas e com investimentos de vulto na competição nacional. A má campanha levou ao rebaixamento e frustrou o torcedor.
O clima de baixo astral que ronda a Curuzu desde o final da Série B acabou por ofuscar os preparativos para o ano importantíssimo que se aproxima. O centenário do clube foi seriamente afetado pela volta à Série C. Nem mesmo os evidentes progressos na gestão servem para aplacar a decepção da Fiel.
Do outro lado, o Remo levou nota vermelha durante toda a temporada, perdendo o título estadual e deixando escapar a vaga à Série D para o emergente Paragominas. De nada adiantou a farra de contratações para disputar o Parazão. O técnico Flávio Araújo teve uma legião de jogadores à disposição, mas o desfecho foi pífio.
Mais constrangedora foi a aloprada tentativa de obter a vaga nos bastidores, com estímulo a clubes de Rondônia e Roraima para desistirem em favor do Remo. Em meio a trapalhadas de toda ordem, o clube foi ao fundo do poço, sujeitando-se a receber críticas e insultos de cartolas sem pedigree.
Como consolo, a mudança no comando administrativo trouxe novo alento e gestos de ousadia, que ajudaram a reduzir o tamanho do prejuízo. As obras de revitalização do estádio Evandro Almeida e a campanha de marketing em torno da Camisa 33 restituíram o orgulho perdido. Apesar disso, o Leão também fecha o ano sem direito à recompensa natalina.
Nem mesmo a Tuna, cujas últimas temporadas não inspiraram muito entusiasmo, consegue escapar à estiagem neste Natal. O time fez campanha horrorosa na seletiva e despencou para a segunda divisão, ficando ausente do Campeonato Estadual.
O Bom Velhinho, por maior que seja sua generosidade, não pode atropelar as regras e meninos mal comportados não se habilitam a receber presentes.

Mais respeito com os boleiros!

Alguém resolveu botar ordem na avacalhação que reina no futebol local. Lá no Ceará. O campeonato estadual acaba de ser suspenso pela Justiça, depois que a federação cometeu o absurdo de encaixar 32 jogos em 19 rodadas, com a incrível previsão de quatro jogos em oito dias! Um verdadeiro estrupício.
O Natal que as pessoas de boa vontade esperam parece não contemplar os jogadores de futebol dos times cearenses, completamente ignorados em seus direitos pelas autoridades da FCF e de seus próprios clubes, que aceitaram a fórmula assassina proposta pela entidade.
Diante do descalabro cearense, cabe lançar os olhos para a cena paraense, que não é menos lesiva aos clubes. O Paissandu, por exemplo, terá que disputar um jogo pela Copa do Brasil na quarta-feira, vem a Belém para cumprir rodada do Parazão na sexta-feira e pode ter que entrar em campo domingo pela semifinal da Copa Verde.
O lado terrível da história é que o próprio presidente Vandick Lima admite que o clube foi prejudicado na tabela do Campeonato Paraense. O detalhe é que a tal tabela foi aprovada pelo Paissandu no conselho técnico que definiu a forma de disputa do Parazão.
Vá entender…

Papão investe na experiência

O zagueiro Leandro Silva, de 34 anos, foi o reforço natalino anunciado pelo Paissandu, ontem. Jogou algumas partidas como titular do Avaí na Série B deste ano e deve ser o homem de referência da zaga no time que o técnico Mazola Junior vai montar para o Parazão, Copa Verde e Copa do Brasil. Charles, do Fortaleza, já está contratado e o clube busca fechar também com Aílson, do Sport-PE, que também tem 34 anos e disputou boa parte da Série B.
Como a defesa é um setor onde a experiência dos jogadores é um item valorizado, as escolhas não podem ser contestadas. Principalmente porque trazem o aval de Mazola.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Bola pra frente – Claudio Guimarães – 25.12.13 Coluna do Gerson Nogueira – 30.12.13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: