Archive for maio, 2014

Coluna do Gerson Nogueira – 31.05.14

Na briga pela liderança

O técnico Mazola Junior, em entrevista ao Cartaz Esportivo da Rádio Clube, ontem à noite, definiu bem o time do Fortaleza, adversário do Paissandu pela Série C, hoje à noite, no estádio Jornalista Edgar Proença. Disse que é um forte concorrente ao acesso, com um ataque forte e que é seguramente o mais difícil oponente a ser batido nesta fase inicial do campeonato.
Acrescento que o Fortaleza se reforçou bastante para a Série C e ostenta o maior orçamento da competição, com folha salarial acima de R$ 600 mil (superando o próprio Papão, cujo elenco custa mensalmente pouco mais de R$ 500 mil).
Trata-se, na verdade, de uma oportunidade preciosa para o Paissandu fechar essa fase pré-Copa liderando seu grupo. Com três pontos a menos que o Fortaleza na classificação, o Papão ultrapassará o tricolor cearense se obtiver uma vitória simples.
Para buscar um triunfo, finalmente diante de seu torcedor, o Papão passou as últimas 48 horas se refazendo do desgaste da batalha pela final do returno do Parazão. Mazola tem a chance de utilizar jogadores que não pode lançar no certame estadual, casos de Reiniê, Ruan e Rafael Tavares.
Na escalação definida ontem, depois do último coletivo, surpreende o aproveitamento de Pikachu como lateral-direito e o aproveitamento de Reiniê como primeiro volante. É possível que, ao longo da partida, Mazola opte pelo esquema de três zagueiros, utilizando Pikachu e Aírton como alas. Quanto ao primeiro, nenhum problema. Já Aírton não mostrou até hoje as características ofensivas que se espera de um ala.
Com isso, Mazola reproduz a formação usada contra o Botafogo-PB, com resultado final abaixo do esperado, embora com forte rendimento ofensivo. Contra o Fortaleza, previsivelmente mais ofensivo que o alvinegro paraibano, a tendência é de um jogo bem mais favorável ao Papão, que adota um sistema de marcação forte e utilização de contra-ataques.

Má campanha derruba Dario

A saída de cena de João Galvão para que Dario Pereyra assumisse o comando técnico do Águia, em março, teve um desfecho mais breve do que o imaginado. Sem tempo para preparar o time, o uruguaio estreou direto na Série C e terminou vitimado pela má campanha. Deixa o Azulão marabaense na vice-lanterna do grupo A com apenas 4 pontos ganhos.
Não é uma situação desesperadora, mas que inspira preocupações. Afinal, a fase posterior à Copa deve apresentar times mais entrosados e reforçados. A diretoria do clube substituiu Dario temporariamente por João Galvão, seu emblemático comandante, recordista em longevidade no comando de um time no Brasil.
A ideia é anunciar um novo técnico na próxima semana. Galvão deverá dirigir a equipe apenas no jogo desta noite contra o Crac (GO), em Catalão. Segundo os dirigentes, Dario caiu em função de ter declarado à Rádio Clube depois da derrota frente ao ASA que os reservas, caso fossem usados na partida, poderiam até piorar o desempenho do time.
O comentário repercutiu mal entre os jogadores, tornando difícil a permanência do uruguaio no comando. Por mais azeda que tenha sido a fala de Dario, a verdade é que a diretoria já pretendia mesmo afastá-lo. Seu trabalho não era bem avaliado em Marabá.

Por onde andará Beth Cheirosinha?

Em 2012, o Remo perdeu o título estadual nos cinco minutos finais do jogo com o Cametá. O trauma dessa derrota levou a um banho de descarrego meses depois pelas mãos de dona Beth Cheirosinha, famosa erveira do Ver-o-Peso. Desde então, ela passou a ser figura obrigatória em todas as disputas que envolvia o time, com defumações e essências especialmente preparadas para afastar olho gordo e urucubaca.
Curiosamente, Cheirosinha andou sumida nos últimos meses. Coincidência ou não, o time voltou a fraquejar em final de jogo, desperdiçando a chance de conquistar o campeonato por antecipação na última quarta-feira.

Anúncios

31 de maio de 2014 at 1:43 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 30.05.14

POSITIVO – Amanhã, Série C, aqui, melhor ataque do Brasil (Paysandu, 78 gols e 2º artilheiro, Lima, 20 gols) contra o 2º melhor ataque (Fortaleza, 77 tentos e maior artilheiro, Robert, 23 tentos). Preço popular e casa cheia!

NEGATIVO – Cambistas deitando e rolando em RE x PA; público foi menor no 2º turno em relação ao 1º em 55%. Quanto à arrecadação queda de 67%; Mazolla Jr falando demais e querendo ensinar o “Pai Nosso”.

Lá e Cá

Roberto Fernandes detonou arbitragem local, Remo mudou e agora quer. Paysandu vai acabar aceitado para decisão; no Leão se fala em suspender campeonato e afastar diretor técnico da FPF Fernando José Rodrigues.

Ex- árbitro Carlos Eugênio Simon enumerou os mais difíceis clássicos brasileiros para apitar: BA x VI, RE x PA, GRE x NAL, FLA x FLU e Corinthians x Palmeiras.

Helinho Paes, presidente do Castanhal o meu entrevistado Bola Pra Frente de domingo. Estarei no Bola na Torre, depois do Pânico (RBA TV e Radio Clube) ao lado do Guerreirão, Tomazão e Gérson Nogueira.

Remo sem oito jogadores na quarta feira vai ter de compor a zaga com Igor João ao lado do Max; no Paysandu a volta de Mateus no lugar de Paulo Rafael e Bruninho ocupará posto de Airton.

Para amanhã diante do Fortaleza, Vânderson que não jogará no 1º RE x PA da Taça Açaí será o substituto de Augusto Recife, ausência que pode ser sentido frente ao Leão Alencarino.

Paysandu e Fortaleza se enfrentaram em 38 jogos, 20 vitórias bicolores (52 gols), 10 cearenses (42 gols) e 10 empates; CRAC-GO e Águia jogo inédito na Série C.

Com Mazolla Jr o Paysandu completou 38 jogos na temporada, 20 vitórias (78 gols), 14 empates, 4 derrotas (tomou 37 tentos). Aproveitamento de 65%.

Dupla RE x PA concordando na rigorosa fiscalização no gramado para os próximos jogos e acesso no banco de reservas apenas a jogadores, CT e nenhum dirigente. Como, aliás, determina a FIFA.

Técnico Roterdan Carniceiro vai comandar no mês de junho o Torneio de Futsal da Academia Bodytech-Nazaré.

HOMENAGEM – Raimundo Nonato Maciel da Silva, o Maciel, ex-lateral direito da Tuna e do Uberabinha do Telégrafo (campeão suburbano) nos anos 60. É engenheiro da COSANPA e presidente do SAAEB.

30 de maio de 2014 at 7:09 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 29.05.14

POSITIVO – Fisioterapeuta do Paysandu, Jr Furtado, convocado pela SONAEF para participar do projeto de capacitação e padronização de fisioterapeutas visando Olimpíada e Paralimpíada RJ 2016. Ótimo!

NEGATIVO – Sub 20 do Remo não pode mais usar o Baenão para Campeonato, pois novo gramado já vai entrar em recuperação; FPF mudou e denunciou técnico do Paysandu ao TJD. Gasolina no na fogueira!

Lá e Cá

Projeto do Águia tem limite de recuperação até sábado contra o CRAC-GO, pois está sendo maturada a manifestação “Volta Galvão”. É o futebol, esporte que só cobra os bons resultados!

Albrás e Hydro Alunorte farão domingo a grande final do Futebol Society de Másteres dos Jogos Regionais do SESI. Vai pegar fogo!

Giovanni Barros, competente médico ortopedista, se afastou do Paysandu por não contornar o clube com suas atividades no Hospital Regional de Breves.

Belém sediará em outubro Congresso Norte-Nordeste de Ortopedia e Traumatologia, promovido pela SEBOT-PA.

Aguardados 500 participantes no HANGAR. Muita gente do esporte local participará!

Interporto, de Porto Nacional-TO, do grupo do Remo na Série D, tem 23 anos de fundado, mascote é o Tigre, utiliza o Estádio General Sampaio (4 mil lugares), uniforme azul e amarelo, 2 títulos estaduais.

Time base: Gilberto, Rafael Lima, Marraquete (ex-Independente), Luciano e Dinei, Matera, Edimar, Ivo e Josué, Fernando e Raylan. Técnico Jonai Lopes.

Pará receberá dia 6.7, 10 h, pela 1ª vez um presidente da FIFA: Joseph Blatter virá com Marin, Ronaldo Fenômeno e Marta (futebol feminino) para inauguração do novo CEJU (legado da Copa).

500 nadadores estão até sábado no Recife no Brasileiro Infantil de Natação. Do Pará 7 atletas, 5 do Remo (destaques Iverson Braga Jr, Luiz Malheiro e Renan Chaves) e 2 da ADESEF (destaque Lucas Gomes).

Figura que o conhece do Paysandu e FPF informou-me que o Coronel Nunes parece calmo, mas é capaz de guardar mágoa num freezer. Nem recebe presidente bicolor Vandick passando a tarefa a Mauricio Bororó.

HOMENAGEM – Artêmio Pedrito Machado, o Artêmio, ex- goleiro nos anos 80 campeão no Santana de Breves, atuando ainda no Juventude. Foi presidente tetra campeão brevense no Santana. Chefe do IBGE de Breves.

29 de maio de 2014 at 3:33 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 28.05.14

POSITIVO – Hoje, o clássico mais jogado no mundo (RE x PA) tem sua partida 726, sendo 256 vitórias azulinas (931 gols), 227 bicolores (899 tentos) e 242 empates (fonte de Ferreira da Costa). Sairá um campeão!

NEGATIVO – Bicolor Jô liberado para hoje e sobrou no TJD para o auditor Marcelo Lavareda que pisou feio na bola; preocupa-me Tapajós de Santarém querer disputar Segundinha mandando jogos em Mãe do Rio.

Lá e Cá

Diretoria e CT de Remo ou Paysandu sabendo que a batata vai arder após o jogo de hoje. Conquista do segundo turno ou título paraense definirá agruras para um lado. É a vida do futebol!

No Paysandu há corrente soprando a brasa em cima do argumento de que não votando na chapa da situação na última eleição da FPF o clube ganhou a ira do presidente Nunes e retaliação. Não acredito!

Time base do River-PI, do grupo do Remo na Série D: Everson, Alex Santos, Bruno Lopes, Gabriel (ex-Leão Azul) e Rian, Tiago Dias, Amarildo, Kássio e Marclei, Marciano (ex- azulino) e Esquerdinha. Técnico Josué Teixeira.

Joelson Cardoso apitará hoje seu 3º RE x PA. Ele cumpriu todas as formalidades legais, inclusive apresentação de diploma de curso superior e ainda este ano entrará na RENAF como integrante do quadro CBF 2.

Ironia do futebol: nos sete RE x PA deste ano o Paysandu ganhou dois e cinco empates. Mas se o Remo ganhar o de hoje, basta esse, será campeão paraense de 2014.

Orelha de Dario Pereyra arde no Águia. Azulão, que caiu no Parazão vê fantasma na possibilidade de acabar na Série D. Clube tem dificuldade para se deslocar a Catalão-GO. Hora de reagir!

Atleta bicolor Dayse Silva ganhou Taça BH de Boliche (duplas) ao lado da mineira Marizete Scheer. Dayse agora vai se preparar visando o Sul-Americano, no Panamá, de 20 a 26.7, quando estará na Seleção Brasileira.

Na 13ª Vara do TRT, volante Jerônimo ganhou 90 mil do Remo, que vai recorrer. Advogados do jogador otimistas. Quanto ao goleiro Lopes acabará tendo de indenizar o Leão Azul.

Academia 40 meteu 8×2 Seleção de Santo Antonio do Tauá; América PV enfrentará sábado o Bola Presa; no Bancrévea, Bola Cheia ganhou Beach Soccer de novos, enquanto Noroeste e Astro decidirão másteres (1 e 8.6).

HOMENAGEM – Evandro Luiz Monte Alegre, o Evandro, ex- volante nos anos 80 da Tuna (2 ocasiões) e campeão da Copa Arizona pela seleção Monte-alegrense. É empresário do ramo da construção civil.

28 de maio de 2014 at 3:46 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 28.05.14

A overdose de clássicos

Paissandu e Remo realizam hoje à noite mais um da infindável série de clássicos desta temporada. Será o décimo, contando com os dois da Copa Verde. Mais Re-Pa do que o interesse (e o bolso) do torcedor pode suportar. Por sorte, este é pra valer, afinal pode decidir o título da temporada. Mas não anula o falto de que presenciamos uma quantidade exagerada de confrontos.

Costumo dizer que a fórmula desenhada pelos dirigentes vai, irracionalmente, matar a galinha dos ovos de ouro a tiros de canhão. Só os muito ingênuos e os coniventes não enxergam o mal que a overdose de clássicos faz ao campeonato e, principalmente, aos dois grandes clubes.

A fonte está secando, e os números do borderô acusam isso. Na quinta-feira passada, por ocasião do primeiro jogo da decisão do returno, as bilheterias do estádio Jornalista Edgar Proença registraram pouco mais de 6 mil pagantes, um dos menores públicos de Re-Pa nos últimos 20 anos.

Sem dúvida, um número ridículo para a grandeza da rivalidade e inteiramente normal para a repetição excessiva de jogos entre os dois clubes. Sob a desculpa de que o clássico virou a salvação da lavoura do Parazão cheio de jogos deficitários e clubes sem torcida, os dirigentes abusam do remédio.

Pelo que se observa, nem passa pela cabeça dos idealizadores da fórmula de disputa que seria bem mais atraente realizar dois clássicos por turno, mais um (se necessário) para decidir o título. A ansiedade e a expectativa acumulada gerariam o clima necessário para que o torcedor lotasse as arquibancadas.

Atualmente, com ingressos inflacionados pelos programas de sócio-torcedor e um Re-Pa a cada 15 dias, fica difícil competir com o conforto do lar ou a tranquilidade do bar mais próximo. Sem esquecer que as transmissões ao vivo também forjam um novo cliente, cada dia mais comodista e distante dos estádios.

Óbvio que não se pode atribuir apenas à TV o esvaziamento do clássico. Ela é a parte mais visível de um balaio de sérios problemas – horário/dia inadequado, transporte caótico, insegurança nas ruas etc. No ritmo de hoje, com gestores preocupados apenas com as arrecadações sem se incomodar com o futuro próximo, o Re-Pa corre o sério risco de ingressar na alentada lista de tradições paraenses que se desmancharam no ar ao longo do tempo, como o carnaval de rua e as quadrilhas juninas.

Ainda há tempo de mudar o rumo da prosa.

Estilos e expectativas diferentes

O jogo de hoje é, em tese, mais propício para o estilo do Paissandu, que se fecha e explora as saídas em contra-ataque. Foi assim que Mazola Júnior conseguiu as duas vitórias sobre o rival nesta temporada.

Ocorre que o futebol tem o péssimo hábito de contrariar as teorias e aí pode residir a chance de o Remo reverter um quadro que lhe é desfavorável.

Como aconteceu na semifinal do returno, diante do Independente, Roberto Fernandes deve escalar um time mais ofensivo do que normalmente utiliza. Além de Leandro Cearense e Roni, Potiguar e Eduardo Ramos jogarão em cima da defesa do Papão, contando com o auxílio dos laterais Levy e Alex Ruan.

É um esquema ousado, sujeito a muitos riscos, mas atacar é o único caminho que resta a quem precisa vencer.

No Papão, cujo esquema cauteloso não impede o funcionamento da artilharia (a segunda do país na temporada), a melhor notícia é a anunciada volta de Vânderson, Bruninho e Zé Antonio. Com eles, Mazola refaz o equilíbrio da meia-cancha e fecha ainda mais sua linha de defesa.

Comendo sardinha e arrotando caviar

O atacante Barcos, que carregou a fama de mercenário ao trocar o Palmeiras pelo Grêmio, conta em entrevista à ESPN que saiu do clube paulista porque estava há quatro meses sem receber salários. A afirmação do artilheiro argentino deixou sem palavras a sempre altiva imprensa esportiva paulista, mas a situação é bem mais comum do que se pensa na vida dos grandes clubes.

Acima de tudo, expõe a má gestão do futebol brasileiro, cujos dirigentes normalmente fingem uma bonança que não existe.

28 de maio de 2014 at 3:43 pm Deixe um comentário

PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 26.05.2014

QUARTA É DIA DE DECISÃO

Depois de amanhã será jogado o oitavo clássico da Amazônia deste ano e que vai decidir o turno ou o campeonato. Sim, porque o Paysandu vai buscar os seus resultados, empate ou vitória, para abiscoitar o 2º turno, prorrogando assim a decisão do Parazão. O Remo, que ainda não soube o que vencer seu maior rival em 2014, precisa somente desta primeira vitória para levantar o título, já que venceu o 1º turno. No clássico de quinta passada, depois de fazer 2×0, o Paysandu acabou cedendo o empate ao Remo, num jogo cercado de reclamações de parte a parte contra a arbitragem. Confesso que vi dois pênaltis, como o árbitro também viu, e um gol do Paysandu anulado, até hoje não sei por que motivo, e pelo menos duas expulsões, uma pra cada lado, que o juiz do jogo deixou por menos. Se o melhor árbitro do Pará, segundo a maioria, foi bem tecnicamente, foi muito complacente no aspecto disciplina e isso manchou sua arbitragem, não que ele nunca mais apite bem na vida, mas porque permitiu na quinta que os jogadores o comandassem. Vamos esperar a arbitragem dessa quarta para ver a diferença.

ALTA TEMPERATURA

Maiúscula a vitória do Real Madri no sábado diante do Atlético da mesma cidade, que se apequenou na partida permitindo o adversário fazer a festa. Como sempre digo aqui, time que se preza não leva gol nos acréscimos e se leva é um castigo merecido para quem não busca a vitória e o título, seja em qualquer lugar do mundo. Vice-campeão significa ser o melhor dos perdedores, que diga o Hélio Castro Neves que perdeu as 500 milhas de Indianápolis ontem na última curva.

BAIXA TEMPERATURA

Esse episódio triste que vasou na internet, na verdade um comentário atribuído ao auditor Marcelo Lavareda do TJD paraense e que foi o relator do “caso Jô”, só mancha a maior corte esportiva do Pará. Segundo quem entende do assunto, ele poderá responder processo na Corregedoria do TJD, desde que, quem se sentiu ofendido por ele faça uma representação. Esses Zap Zap, Facebook e outros componentes dos celulares acabam com a dignidade de qualquer um. Muito cuidado!

NO TERMÔMETRO

E parece que o Águia de Marabá não é mais o mesmo quando joga fora de casa; ontem, mais uma derrota para o Asa de Arapiraca-AL, o que deixou o time paraense numa situação delicada na classificação. /// Enquanto isso o Paysandu deu vexame novamente dentro de casa, deixando de faturar três pontos certos contra o Botafogo-PB. Só no 1º tempo foram três bolas na trave e três gols perdidos. No 2º tempo o gol de Lima deu esperanças de uma boa vitória, mas Paulo Rafael parece que quis imitar o Cassilas e ajudou bastante no gol de empate do time paraibano. /// E as declarações do Mazola depois do primeiro RE x PA da decisão do 2º turno ainda estão rendendo; foram declarações infelizes, apesar de repetitivas, que só fizeram botar mais lenha na fogueira. O presidente das FPF declarou que não se sentiu ofendido, já o presidente do Remo vai buscar na Justiça os seus direitos. /// Quem ouviu o Mazola na quinta passada e também ouviu ontem depois do empate em Castanhal no microfone do Dinho Menezes, sentiu que os nervos estão à flor da pele. /// Mazola declarou que não retira uma só palavra, não achando que desrespeitou o Remo ou a Federação; e terminou botando mais gasolina no fogo quando disse que vai à Justiça contra o Pirão, que o chamou de “mau caráter” e que no final o povo vai ver quem tem a ficha mais suja, ou ele ou os que se sentiram ofendidos. Parece língua de tamanduá! /// Respondendo ao leitor Márcio Nunes de Souza, os direitos de televisionamento do Parazão pertencem à TV Cultura, por isso a RBA não mostra, ok? /// Depois de jogar suas partidas cumprindo um castigo por causa de uns gatos pingados marginais e não torcedores, o Papão receberá sua torcida pela primeira vez na série C contra o Fortaleza antes dos jogos da Copa, no Mangueirão. Espera-se que não dê outro vacilo. /// Quarta a grande decisão para o Remo ou do 2º turno para o Paysandu. Fora as línguas afiadas, espera-se que ganhe o melhor. /// Uma boa semana a todos e viva Jesus!
E-mails: ronaldonaporto@gmail.com

26 de maio de 2014 at 6:31 pm Deixe um comentário

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 25.05.14

BOLA NA TORRE

Deste Domingão logo após o “Pânico na Band”, na RBATV –
Canal 13. Destaque para A Decisão do Returno do Parazão
2014 e Papão e Águia na Série C. Guerreirão no comando
estarei com e os companheiros Gerson Nogueira e Valmir
Rodrigues. Tem Prêmios para a Galera. A Promoção Globo
Esporte Magazine e Bola na Torre vai Sortear mais uma
Camisa Oficial da Seleção Brasileira hoje. Partícipe pelo
Twitter @bolanatorre

TAÇA “FIFA”
O Tour da Taça Da Copa FIFA 2014, passou por 89 países e vai percorrendo as 27 capitais do País da Copa e em Belém na última terça conseguiu levar mais de 15 mil torcedores para vê-la de perto no Espaço São José Liberto um grande presente ao torcedor paraense organizado pela Coca Cola. Ponto marcante presença do Tri Campeão Mundial Roberto Rivelino. Daqui o Tour da Taça seguiu para a cidade de Terezina, passando por Natal, Fortaleza, Recife, Brasilia encerrando o Tour em São Paulo cidade da abertura da Copa no Brasil.

BOXE
Depois de ser Campeão Mundial com Acelino Popó Freitas, o Técnico Ulysses Pereira aposta todas as suas fichas no paraense Isaac Rodrigues que subirá ao Ringue para o confronto contra mexicano Eduardo Tercero, pelo cinturão Latino-americano da World Boxing Federation (WBF). A luta está marcada para a próxima sexta, dia 30 de maio, na Escola de Educação Física, em Belém. O evento tem o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer do Pará, Big Ben e Cerpa. A marreta vai voar do cabo…

99 FM “FESTA DO HEXA”

Foi dada a largada e a 99 FM saiu na frente com a escalação do time do Bar do Hexa, o bar da 99 FM e a Churrascaria Rodeio. Durante os jogos da Copa do Mundo, a rádio 99 vai realizar a promoção Rua do Hexa que vai premiar 30 ouvinte por jogo para assistirem a partida com muito show e tudo por conta da 99 FM. Já está confirmado para o time da 99 FM, a Banda Mizerê para abertura do Bar do Hexa. A banda fará o show no dia 12, após a partida entre Brasil e Croácia e vai agitar os ganhadores da promoção da Rua do Hexa e convidados.

BATE BOLA…

Mais do que um certame de escolha e premiação o Troféu Camisa 13 se transformou nos últimos anos em fórum de debate e discussão para temas do esporte regional. “A Imprensa e o Esporte Paraense” encerrou na última terça feira, 20, a programação de 2014. Os jornalistas Gerson Nogueira, Guilherme Guerreiro e Ivana Oliveira foram os debatedores no auditório da RBATV proporcionando grande interatividade da platéia. Foi Show!!!

25 de maio de 2014 at 2:26 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.