PLANETA COPA: Gerson Nogueira – 27.06.14

27 de junho de 2014 at 4:46 pm Deixe um comentário

A severidade da punição repercutiu muito no mundo do futebol, com alguns jogadores admitindo a dificuldade em aceitar uma condenação tão rigorosa e outros reconhecendo a necessidade de punição. Fred chegou a dizer que no calor dos acontecimentos esse tipo de atitude pode acontecer, lamentando que Suárez esteja fora da Copa.

Fica, porém, a tristeza pela ausência de um pronunciamento do próprio jogador. Reconhecer publicamente o erro seria o primeiro passo para que seu gesto fosse abrandado e sua pena pudesse ser revista. A recepção festiva a Suárez ontem em Montevidéu, dando a ele o tratamento de vítima, indica que esse gesto nobre de admitir o erro jamais vai acontecer.

Mudanças devem

dinamizar o jogo

Felipão finalmente deu o passo que se esperava. Entendeu que a meia cancha do escrete ia mal das pernas e que Paulinho era o responsável direto por isso, embora não o único. Como entrou bem na partida contra Camarões, Fernandinho tem a primazia de ocupar aquele espaço na intermediária onde a Seleção mais precisa de dinamismo e rapidez.

Na Copa das Confederações, o jogo intenso que começava no meio-campo acabava se irradiando pelos demais setores do time. Com isso, o Brasil saía forte para o ataque, levando a melhor nas investidas pelas laterais e também nas ações concentradas pelo meio do ataque.

Foi uma campanha irretocável, embora sem deixar saudades a respeito da velha troca de passes, tão cara a quem aprecia o jeito clássico de jogar bola. O Brasil que Felipão formatou para a Copa do Mundo tem muito a ver com aquele do torneio preparatório, mas convive com mudanças de comportamento por parte dos adversários.

Nenhum dos times enfrentados na primeira fase permitiu que os corredores laterais fossem ocupados pelos jogadores brasileiros. Até o México, que não prioriza o jogo pelos lados do campo, dedicou atenção especial a essa área tão explorada pela Seleção.

São evidências de que o Brasil da Copa das Confederações foi cuidadosamente estudado e mapeado pelos oponentes. Ninguém entra desprevenido contra Marcelo e Daniel Alves, alvos principais de marcação e combate. Com os alas vigiados, resta a Felipão preparar melhor seus meio-campistas, que dispõem de mais espaço para manobrar.

Luiz Gustavo faz uma boa Copa, mas Paulinho não reeditou as atuações de um ano atrás. Sua saída vai forçar uma recomposição de papéis do meio para frente. Oscar tende a se aproximar mais de Fernandinho, enquanto Hulk deve ficar próximo a Luiz Gustavo, como complemento e escolta.

A modificação era esperada desde o segundo jogo e Felipão chegou a pensar em escalar Hernanes, mas a boa presença de Fernandinho fez com que alterasse seus planos. Resta agora a questão da lateral direita, onde Maicon também pode ganhar uma chance, substituindo a um cansado e pouco inspirado Daniel Alves.

Apagão germânico diante de Tio Sam

Sob chuva, a Alemanha derrotou os Estados Unidos com um futebol que em nada lembrou aquela dinâmica massacrante empregada contra Portugal na estreia. A força ofensiva do time só se manifestou duas vezes, através de Thomas Muller. No meio-de-campo, o time se embaraçou muito com a marcação apenas razoável dos americanos.

No final da partida, visivelmente desinteressada, a Alemanha permitiu que os Estados Unidos ameaçassem de verdade o gol de Neuer. Em dois momentos, Tio Sam cercou a pequena área e esteve a pique de empatar. Não foi evidência de grande futebol dos americanos, mas deixou claro que a poderosa seleção germânica tem seus momentos de apagão.

CR7 deixa marca, mas decepciona

Cristiano Ronaldo sai devendo muito da Copa que tinha tudo para ser a sua Copa. Fez gol contra Gana e inscreve seu nome na história como único português a marcar seguidamente em três mundiais – 2006, 2010 e agora. Badalado e rico, eleito melhor do mundo pela Fifa, o craque do Real Madri chegou cercado de expectativas e desconfianças. No fim das contas, a pífia campanha lusitana e sua discretíssima performance deram plena razão aos desconfiados.

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 27.06.14 CLUBE NA COPA – Giuseppe Tommaso – 27.06.14

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: