Archive for dezembro, 2014

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 07.12.14

BOLA NA TORRE

Deste Domingão logo após o “Pânico na Band”, na RBATV –

Canal 13. O Parazão e a Decisão da Primeira Fase entre

Pauauapebas e tapajós e as Novidades do Paysandu e ainda

Eleições do Remo para 2015. Guerreirão no comando estarei

ao lado de Gerson Nogueira e do Companheiro Carlos

Castilho.

BASQUETE…

Amanhã no Ginásio Moura Carvalho teremos o encerramento

do Primeiro Turno do campeonato Adulto de Basquete.

No primeiro jogo Cabano e NBP e finalmente depois de

cinco anos frente a frente Remo e Paysandu. Parabéns a

Federação Paraense e principalmente aos Grupos Horizonte

e Clean Gestão Ambiental pelo apoio. Valeu Guy e Peixoto e

Marcelo Souza. Quem gosta vai…

QUEM SERÁ?

Presidente Zeca Pirão candidato a reeleição trabalha visando

a próxima temporada sem saber se seguirá no cargo, pois tem

Pedro Minowa como forte concorrente. Só não pode esquecer

o Futebol de base do leão, neste caso se vencer a Eleição no

próximo dia 13, nomes como os de Fabio Cebolão e Paulo

Araújo deverão permanecer na base em 2015. Os ex-atletas e

com história no baenão Dico e Dutra que foram convidados e

aceitaram, serão supervisor e coordenador respectivamente.

Bela sacada…

FUTEBOL “YAMADA”…

Uma manhã festiva no Complexo Três Corações encerrou a

31a Edição do Campeonato de Futebol do Grupo Yamada. O

Yamada Castanheira foi o campeão da Série A com o placar

de 1 X 0 Yamada Vigia. Na Série B Yamada Salinas 5×2

Yamada refrigeração – Yamada Salinas Campeão

Sênior Yamada Comercial 3X2 Yamada Frota – Yamada

Comercial Campeão Feminino Três corações 5X3 Atacadão

Yamada – Três Corações Campeão Mirim Três Corações 1X1

Yamada Pátio – Três Corações Campeão nos pênaltis 5X4.

No REXPA deu Remo pelo 10o ano consecutivo 10X7.

Estiveram presentes no REXPA os ex-jogadores Edil e Zé

Augusto. Foi uma grande festa…

MAZOLA…

Apesar de ter declarado “Amor” ao Paysandu o lado financeiro

acabou falando mais alto. Fora da realidade bicolor o custo

anual chegaria a 1 milhão e 500 mil.

Anúncios

7 de dezembro de 2014 at 4:56 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 05.12.14

POSITIVO – Novo grupo do Conselho Deliberativo e Assembléia Geral já na
4a geração no Paysandu. Tem integrante cujo bisavô foi conselheiro.
NEGATIVO – Sobre o RE x PA Sub 17 desta manhã no Mangueirão, como
haverá policiamento rigoroso e custo para isso o ingresso valerá 10 reais.
Só que venda nos estacionamentos. Ainda bem que não é nos sanitários!
Lá e Cá

Fábio Bentes diretor de Marketing do Remo o meu entrevistado Bola Pra
Frente de domingo. No Bola na Torre (RBA TV e Rádio Clube), Guilherme
Guerreiro, Giuseppe Tomaso, Gérson Nogueira e Carlos Castilho.
No Parazão, Paysandu é o Lobo, Remo – Leão, S. Francisco – Leão
Santareno, Castanhal – Japim, Paragominas – Jacaré, Gavião – Índio,
Cametá – Mapará, Independente – Galo, Tapajós – Boto, Parauapebas –
Gigante do Ferro ou do Aço.
Atraso do Remo nos acordos no TRT alcançando 720 mil até 17.7. Luta vai ser grande para não ter cotas e patrocínios bloquedos; Pedro Minowa,
candidato na chapa 2 receberá honraria de Cidadão de Ananindeua.

Mazolla Jr iria custar 1,5 milhão ao Paysandu na temporada 2015. Fora
dos padrões; ídolo no Papão nas conquistas estaduais de 1980-81, Chico
Spina já está em Belém para festas dos ex-atletas amanhã na Curuzu.

Augusto Recife, de acordo novo, não só dá segurança para o Bicolor na
próxima temporada como tem perfil de futuro técnico dentro de alguns
anos. A conferir!

Diretoria, CT e jogadores do Tapajós fizeram até retiro espritirual esta
semana. Atendendo pedido do técnico Fran Costa todos os 23 jogadores
do grupo viajarão hoje para Parauapebas.

Jogadores de contrato até 2015 com o Remo: Levy, Jadilson, Fabiano,
Alex Ruan e Leandro Cearense (termina em janeiro e renovando). Já
compromisso de Rony alcança 2015.

Técnico Mathues Lima comandando Sub 17 do Remo no clássico desta
manhã contra o Paysandu, enquanto seu pai Walter Lima estará à frente
do Sub 20 reforçado, à noite, em Altamira, também frente aos bicolores.

Botafogo e Prefeitura do RJ reativando o Engenhão, de modo que o
Paysandu já atuará lá na Serie B. Único paraense a jogar naquele local, o
São Raimundo, na derrota de 3×2 para o Fogão (Copa BR 2010).

HOMENAGEM – Henrique Nunes, o Henrique ou Henricão, um dos mais
valentes zagueiros do Paysandu do final dos anos 90 e início de 2000. Teve
passagem no São Paulo (base). Trabalha com transporte alternativo.

5 de dezembro de 2014 at 12:03 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 03.12.14

POSITIVO – “A Voz Que Estremece e Enaltece o Leão” será o tema da

Escola de Samba Embaixadores Azulinos (Grupo A) para o carnaval 2015

homenageando merecidamete o repórter Paulo Caxiado (Rádio Clube).

NEGATIVO – Setor de registro da FPF fecha na sexta e, da CBF, dia 20.12,

retornando às atividades só em janeiro. Clube quer quiser antecipar

contratação e tratar de legalização logo vai ter de esperar.

Lá e Cá

Em SC virou moda o bordão: “quer subir chama o Sacy”. É que o paraense

Wellington Sacy subiu para Série A com Corinthians, Figueirense, Atlético-
PR e Joinvile. E ainda ganhou Série B no Coringão e JEC.

Já houve consenso como noticiei no meu twitter desde semana passada:

Ricardo Gluck Paul será preidente do CD do Paysandu e Tony Couceiro

vice. Eleição hoje com chapa única; RE x PA misto sexta em Altamira.

Soube que Thiago Passos e Emerson Dias estão dois potes de mágoas com

Zeca Pirão e Magnata; quanto ao Baenão complementação da reforma

precisará de R$ 1.800.000,00.

Chapa 2 do Remo fez nova palestra ontem na UNIMED-Estação sobre seus

33 projetos; se Maurício Bororó repetir no CD do Remo a votação da 1a

eleição será o presidente. E o cargo da vice da FPF?

Sem proposta para venda, Pikachu tem tudo para continuar no Paysandu;

Mazolla Jr já dado como certo; lateral esquerdo Marlon será bicolor em

2015. Especulados: Saulo (goleiro), Elanardo, Keno e Rogerinho.

Ontem FPF festejou 45 anos. Coronel Nunes é o 7o presidente. Outros,

Rodopiano Barbalho, Helcio Mayrinck de Carvalho, José Bahia, Juvêncio

Dias, Nelson Silva e Euclides Freitas Filho. Nunes já fora presidente antes.

Doriva, técnico campeão paulista deste ano peo Ituano e que não deu

certo no Atlético-PR no começo do Brasileiro da Série A, sonho de

consumo do grupo de Zeca Pirão para o Remo.

Fernando José Rodrigues, ex- árbitro e diretor tecnico da FPF eleito vice-
presidente da ANAF – Associação Nacional de Árbitros de Futebol; faleceu

ex- árbitro João Vieira Filho.

Jornalista Ismael Machado lançando seu 4o livro, “Golpe, Contragolpes e

Guerrilhas: Pará e a Ditadura Militar”, no IAP, 11.12, 19 h.

Das 27 Federações, 16 compareceram na destituição da diretoria da CBFS.

Só MT queria continuação. Junta Governativa tem Osmar Matos-RR, Paulo

José da Silva-PA e Pedro Alencar Filho-TO. Até a proxima eleição.

HOMENAGEM – Walter Teixeira Maués, o Walter, ex- goleiro da Tuna do

juvenil ao principal e do Combatentes nos anos 50. É empresário do ramo

de navegação.

3 de dezembro de 2014 at 9:33 am Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 02.12.14

POSITIVO – Com a destituição de toda a diretoria da CBFS, FEFUSPA (Paulo

José) distinguida juntamente com presidentes das Federações de RO e TO

para formar a Junta Governativa que tratará de eleição do novo comando.

NEGATIVO – Sandclei Monte, presidente do Tapajós protestando com o

fato do Modelão estar lotado no último domingo e na hora do borderô do

jogo foi demonstrado prejuízo. Cabe explicação do Japim!

Lá e Cá

Ex- atacante Edil continua contablizando gols também nos jogos festivos

que participa e já está com 994. Perto de comemorar o milésimo!

Volante Jonathan mais perto de renvar com o Remo quer acertar ida para

o Paysandu; meio campo azulinho sonhado para 2015: Capanema, Zé

Antonio, Jonathan e Eduardo Ramos.

Engenheiro Júlio Martins (70), advogado André Cavalcante (79) e bancário

Evaldo Silva (34 e presidente do Bancrévea) bons nomes concorrendo ao

Conselho Deliberativo do Remo.

RE x PA Sub 17 será sexta, de manhã, no Mangueirão; Abaetetuba depois

de 30 anos decidindo intermunicipal sábado, também no Mangueirão,

diante de Benvides e SEEL cobrando 3 mil. Pena que eleição já passou!

Ontem houve apenas audiência de instrução no TRT 8a Região no caso

Zé Soares x Remo. Sem acordo a setença será prolatada no início de

fevereiro; Pirão em SP e anunciará gerente 5a. Hoje vai ao Corinthians.

Além de Jonathan, Ilailson, Leandro Cearense e Paty na meta do grupo

de Pirão, se ganhar a eleição, para continuar no Remo; sendo alinhavada

parceria com a BWA para conclusão da reforma do Baenão.

Mazola Jr comandou em 2014 o Paysandu em 56 jogos, 30 vitórias, 17

empates e 9 derrotas. Bom aproveitamento de 64%. Quer jogos da Serie B

no Mangueirão e diretoria opta por alguns na Curuzu. Voltará!

Orlando Souza (orlandojoaquim56@hotmail.com) preocupado que Ceará

e Fortaleza não tiveram sucesso com folhas de um milhão e o Paysandu

fala em 400 mil. Claro que não será só isso, mas também depende de

sorte e saber usar os recursos.

No Bancrévea, dia 7.12, decisão de novos entre Astro x Bola de Areia;

dia 8.12, Noroeste e Bola de Areia ou Juventus pelo título dos másteres;

14.12, decisão super-másteres, Galo Velho x Astro ou Faz Que Chuta.

HOMENAGEM – Fábio Ricardo Nascimento, o Fenômeno, ex-lateral

esquerdo da base ao principal do futebol e ex-ala do futsal do Remo nos

anos 80. É empresário do ramo de gráfica.

2 de dezembro de 2014 at 12:03 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 01.12.14

Papão com a mira certa

A informação sobre os novos contratados do Papão, embora careça de confirmação oficial, indica que seus dirigentes estão com boa mira para solucionar problemas crônicos da equipe. Cabe observar que a reformulação está apenas começando e outros nomes deverão ser buscados para encarar a Série B, competição mais importante da agenda do clube em 2015.

Acima de tudo, merece destaque a agilidade em garantir a contratação de dois goleiros experientes e em boa forma. Posição das mais aflitivas do elenco, o gol terá com Genivaldo e Saulo duas opções bastante confiáveis.

Para o lado esquerdo da defesa, a vinda de Diego (ex-Macaé) é um alento. Ao longo da temporada, o Papão teve em Aírton uma peça claudicante, pouco confiável. Caso consiga trazer Diego, o time ganha um lateral de qualidade, ofensivo ao extremo e exímio cobrador de faltas. Além dele, a diretoria negocia com Willian Simões, ex-Sampaio Corrêa. Mais marcador do que apoiador, Simões seria um contraponto interessante a Diego.

Já no meio-de-campo, um velho sonho de consumo dos bicolores parece estar finalmente a caminho. Elanardo, que atua como volante e meia-armador, resolveria uma antiga carência da meia cancha. Ainda não é o camisa 10 dos sonhos da galera, com virtudes de organizador, mas pode ajudar bastante a arrumar o setor ali ao lado de Augusto Recife.

Outro meio-campista de recursos é Jonathan, que o Remo não soube valorizar nesta temporada. Volante moderno, ágil e de bom passe, tem virtudes para integrar a nova meiúca do Papão, com a vantagem de adicionar juventude a um setor já carregado de jogadores experientes. Com ele, mais Pikachu, Djalma e Bruno Veiga, o time ganhará muito em velocidade.

Para o ataque, o nome em vista é o de João Carlos, que enfrentou o Papão na final da Série C defendendo o Macaé. Apresentou-se razoavelmente no primeiro jogo, realizado em Macaé, e foi decisivo no confronto em Belém, quando marcou duas vezes. É preciso considerar, porém, que naquela partida o Papão estava desfalcado de dois zagueiros titulares.

João Carlos mostra força e muita facilidade para o cabeceio, mas é essencialmente um jogador de área. Na Série C, por necessidade, o Papão abriu mão do atacante fixo, passando a explorar o jogo pelos lados, com Veiga e Ruan. Para compor elenco, porém, João Carlos é boa alternativa.

O clube segue prospectando nomes e priorizando a procura por zagueiros, pois certamente perderá Lombardi, que deve optar pelo São Bernardo para disputar o Campeonato Paulista. Sobre Alemão, especulado para a defesa, tenho poucas referências, por isso prefiro não analisar.

Nada disso, porém, terá valido muito a pena se não tiver passado pelo crivo do técnico Mazola Junior. Aliás, pouco se terá avançado se o próprio técnico não confirmar a permanência na Curuzu.

Queda não é fim, pode ser recomeço

Doeu menos porque a queda tinha acontecido há alguns meses, talvez até já no comecinho do Campeonato Brasileiro. Quando deixou de pagar os salários dos jogadores, por permitir que a receita fosse bloqueada judicialmente (caso inédito na história dos grandes clubes nacionais), a diretoria fez uma aposta inequívoca na irresponsabilidade.

Protagonista da mais desastrosa das gestões da história do clube, o presidente Maurício Assumpção daria o golpe definitivo rumo ao rebaixamento ao demitir quatro titulares logo depois da Copa do Mundo. A medida, extemporânea e injustificada, deixou o time sem opções para enfrentar os embates finais da competição.

Apesar de seguidas chances para permanecer na Série A, diante de adversários igualmente desqualificados, o Botafogo não tinha força de ataque e nem consistência defensiva. Estava à deriva e passou a acumular derrotas por puro vacilo, erros primários de marcação e cochilos dos beques.

Não havia como fechar a equação com fatores tão negativos. A queda veio e parece confirmar o plano maquiavélico de seu idealizador. Parece óbvio que o presidente pretendia mesmo deixar o clube na Segunda Divisão, com a visão tosca de deixar a terra arrasada para atrapalhar os passos do sucessor.

A única boa notícia da semana é, não por coincidência, o fim dos desmandos de Assumpção. O novo presidente, Carlos Eduardo, tem agora a missão e o desafio de soerguer o Botafogo. Um clube que é ao mesmo tempo agremiação e legenda do futebol mundial não pode permanecer no limbo. A Estrela Solitária precisa voltar a brilhar.

Direto do Facebook

“Foi-se o tempo em que cair para se segundona era a desgraça fatal. Serve de recomeço e de chamamento de atenção para o futuro. O querido Botafogo caiu, não aprendeu a lição, e precisou retornar. Espero que agora, sob nova direção, o clube seja verdadeiramente respeitado por sua história, seus ídolos e torcida.”

De Iva Muniz, sobre a desdita botafoguense.

Vícios na base empobrecem o futebol

Na pausa entre duas partidas de pôquer, Ronaldo Fenômeno rompeu o silêncio em longa entrevista à Folha de S. Paulo. Indicou a entressafra de talentos como o grande problema da Seleção Brasileira atual. Observou que jogadores como Ronaldinho Gaúcho e Robinho não conseguiram fazer a transição entre a geração anterior, campeã mundial em 2002, e a atual.

Daí as dificuldades que Dunga, segundo ele, vai ter para comandar a recuperação da imagem do futebol brasileiro, principalmente depois do fracasso na Copa do Mundo e dos 7 a 1 para a Alemanha.

Ronaldo tem boa dose de razão, pois a safra recente do nosso futebol não inspira entusiasmos maiores, mas é verdade também que a essência do jogo precisa ser reformulada na formação dos atletas brasileiros. Enquanto este problema de origem não for atacado, craques como o próprio Fenômeno ficarão cada vez mais raros.

1 de dezembro de 2014 at 1:20 pm Deixe um comentário

Posts mais recentes


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.