Coluna do Gerson Nogueira – 06.03.15

6 de março de 2015 at 3:19 pm Deixe um comentário

Sobre chegadas e partidas

Ronaldo Fenômeno ensaia um retorno aos campos. Confirmou a intenção em entrevista concedida à Maradona, outro useiro e vezeiro em idas e vindas. Como tantos outros jogadores que saíram de cena e cederam à comichão de voltar a correr atrás da pelota, o melhor atacante do mundo na virada do século parece mesmo disposto a reaparecer nos gramados pelo time do qual é sócio na Liga Norte-Americana.
Para os padrões do futebol nos EUA a pretensão de Ronaldo não chega a ser absurda. O nível técnico do campeonato é fraco e permite que veteranos se apresentem sem grandes atropelos. É, por assim dizer, o paraíso da enganação. Kaká já está por lá, Léo Moura está indo.
Mas Ronaldo se engana ao julgar que reaparecer nos States não arranhará sua imagem. Há quatro anos, quando se despediu no Corinthians, seu ritmo já era capenga, situação agravada pelo mau condicionamento atlético. Os aplausos que ganhou no final têm mais a ver com a boa vontade geral pelo muito que fez ao longo da carreira.
Se naquela época já era constrangedor vê-lo em ação contra jogadores mais rápidos, embora menos talentosos, imagine o desconforto que ele causará envergando a camisa da equipe ianque como um peladeiro de fim de semana.
Os fãs que eternizaram na memória suas grandes jogadas pela Seleção Brasileira, Barcelona, Internazionale e Real Madri não merecem tamanha desfeita. Deveria haver um meio de proteger os grandes ídolos do esporte da tentação de estragar o próprio passado.

A melhor estreia possível

E quis o destino – ou as bolinhas viciadas dos sorteios da CBF – que o Botafogo seja o primeiro adversário do Papão na Série B. Não podia haver escolha mais perfeita. O jogo será na véspera do Dia das Mães, banquete para 300 e tantos talheres, elevado à condição de principal atração da rodada de abertura.
Caso o preço dos ingressos seja bem calculado e bem explicado ao torcedor, o Papão pode embolsar até R$ 2 milhões logo na estreia. Ao mesmo tempo, há o lado da exposição positiva. Enfrentar o Botafogo, time mais badalado do campeonato, renderá ao Papão preciosos espaços no noticiário da mídia nacional, condição que pode ser capitalizada para obter patrocínios exclusivos para o jogo.
Do ponto de vista técnico, encarar o Botafogo assim de primeira será bom negócio também, pois os times ainda estarão em fase de ajustes e as chances de sucesso do Papão serão potencialmente maiores. Em caso de vitória, dará ao time paraense entusiasmo (e moral) para entrar na competição como um dos candidatos ao acesso.

Os Flamengos de Moura e Luxemburgo

Uma das virtudes do futebol está no fato de ser sempre uma obra em aberto. Todos têm liberdade para analisar, criticar e fazer juízo de valor sobre jogadores e times. Por isso, raramente enganações prevalecem por muito tempo. É natural que algumas opiniões sejam divergentes sobre determinado atleta, mas no geral o senso comum acaba falando mais alto.
Vanderlei Luxemburgo, na entrevista após o jogo de despedida de Léo Moura no Flamengo, mostrou certa impaciência e disse que o clube não pode ficar eternamente a lamentar o adeus do lateral-direito. À parte o lado descortês da declaração, cabe entender melhor a posição do treinador.
Na penúltima passagem do técnico pelo Flamengo, quando Ronaldinho Gaúcho mandava prender e soltar por lá, alguns jogadores se juntaram ao veterano meia-atacante em campanha interna contra Luxemburgo, que acabaria demitido por força de seus conflitos com o grupo. Léo Moura era um dos melhores amigos de Gaúcho no clube.
Obviamente, o técnico jamais esqueceu a história e olha para a saída de Léo sem qualquer tristeza. Ex-jogador e torcedor rubro-negro, Luxemburgo tem a exata noção do papel do lateral na história do Flamengo, sabendo que ele jamais pode ser comparado a um Leandro, um Jorginho, por exemplo, para ficar somente em dois nomes recentes.
Como muita gente, o técnico deve imaginar que os rapapés e salamaleques são exagerados, embora funcionem como bom evento de marketing. Não está sozinho. Ontem mesmo, Leandro lamentava nunca ter sido lembrado para uma festa de despedida pelo clube. E olha que Leandro, comparado a Moura, merecia uma semana inteira de folguedos e fuzarcas sob o rufar dos tambores e queima de fogos.

A façanha do Galo Elétrico

Para surpresa geral, o Independente disparou categórica goleada sobre o Icasa-CE, quarta-feira à noite, no estádio Navegantão. Com incrível facilidade, o Galo Elétrico de Lecheva envolveu e trucidou o adversário nos 45 minutos finais. A goleada de 5 a 0 praticamente põe o Independente na 2ª fase da Copa do Brasil, o que lhe garantirá dinheiro em caixa e bala na agulha para se reforçar.
Foi o melhor resultado de um clube paraense diante dos nordestinos nos últimos anos, superando até os 4 a 0 que o Papão (do mesmo Lecheva) aplicou no Sport, então sob a direção de Mazola.
O triunfo pode também ter reflexos positivos para o Galo na decisão do returno do Parazão, domingo, contra o Parauapebas, lá mesmo em Tucuruí.

Uma breve faísca de futebol-arte

Andrés D’Alessandro é um dos maiores craques em atividade e deu anteontem mais uma prova insofismável de seu talento. No primeiro gol do Internacional sobre o Emelec, ele apanhou a bola à altura do meio-campo e entre seis jogadores adversários conseguiu descobrir Nilmar deslocando-se pela esquerda.
De cabeça erguida, D’Alessandro mandou um passe perfeito no único espaço possível entre os marcadores diretos do atacante. Nilmar entendeu a senha e recebeu a bola. Na sequência, driblou um zagueiro e bateu na saída do goleiro. Um gol que contém a história da arte aplicada ao jogo.

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 06.03.15 Coluna do Gerson Nogueira – 08.03.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: