BOLA PRA FRENTE – Claudio Guimarães – 30.4.15

30 de abril de 2015 at 3:39 pm Deixe um comentário

POSITIVO – Roberto Vargas (Conmebol) e Xavi Tordera (FIFA) na medição trimestral das obras do CEJU, legado da Copa (para base e futebol feminino). Tudo pronto em 40 dias. Ótimo!

NEGATIVO – Mesmo bloqueios de rendas do Remo reduzidos para 30% é uma situação sempre preocupante. E isso se deve às más administrações anteriores e ninguém foi denunciado por gestão temerária. É duro!

Lá e Ca

Antigamente dirigentes e executivos dos nossos clubes buscavam reforços nos grandes do futebol brasileiro. Os de hoje só em clubes medianos ou pequenos, pois não têm acesso aos maiorais.

Saudoso e lendário jornalista esportivo Edyr Proença dizia há 30 anos que faltava “curso para presidentes dos nossos clubes”. Continua faltando!

Se o Remo não chegar à Série D o zagueiro Max poderá ficar por aqui mesmo no Brasileiro; quitada folha de março dos jogadores azulinos; dívida trabalhista do Leão quadruplicou de 2010 a 2014.

Morreu técnico Valmir Louruz (71 anos) que dirigiu a Tuna em 1996, Paysandu em 1997 e foi campeão da Copa do Brasil com o Juventude-RS, em 1999.

Deputado Fernando Coimbra (vice da ALEPA) homenageou Rádio Clube pelos seus 87 anos e companheiro Carlos Estácio, 60 anos na emissora.

20 mil ingressos vendidos até 20 h de ontem para Remo x Cuiabá, hoje (CV). Leão tem 5 vitórias, 1 derrota e, o Dourado, 4 vitórias, 2 empates e não perdeu fora de casa. CT cuiabana atendeu com simpatia imprensa.

Toda logística para jogo desta noite montada ontem na FPF. Cuiabá sairá mais cedo do hotel para evitar o problema que teve o Macaé (Série B) para chegar ao estádio.

Billy de volta ao Paysandu. Se tiver apoio e a cabeça funcionar poderá ser um Ameixa (garoto do Remo) mais experiente; Parazão aumentou no 2º turno 42% em média de renda e 17% de público.

Prazo dos contratos e pagamento em dia complicando liberação de jogadores no Paysandu; só Heron Ferreira, em 2004, teve trabalho no Paysandu no Parazão pior que do Dado Cavalcanti: caiu para o Bragantino.

HOMENAGEM – Edivaldo Alves do Carmo, o Edivaldo, ex- zagueiro da base ao profissional do Remo, jogando depois da Tuna nos anos 70. É investigador da Polícia Civil em Belém.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Claudio Guimarães – 29.4.15 Coluna do Gerson Nogueira – 30.04.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: