Coluna do Gerson Nogueira – 07.08.15

7 de agosto de 2015 at 12:33 pm Deixe um comentário

A um passo do G4

Tem o Papão hoje à noite, em Lucas do Rio Verde, nova chance de retornar ao grupo de acesso da Série B. Terá pela frente o Luverdense, equipe arrumada mas que não cumpre grande papel no campeonato. Acontece que a Segundona é sujeita a altos e baixos, surpresas sem conta, a partir de seu grande equilíbrio. Equipes posicionadas na parte inferior da tabela conseguem engrossar com os que lideram a classificação.
Cabe, portanto, ao técnico Dado Cavalcanti todo cuidado nesta visita ao interior do Mato Grosso. Em primeiro lugar, mais do que superar os donos da casa, o Papão precisará vencer sua instabilidade atual. Nas três últimas rodadas, a equipe oscilou muito de rendimento. Saiu para enfrentar o CRB e foi fragorosamente derrotada, sofrendo um revés inesperado em tarde de atuação apagada, tanto coletivamente quando no plano individual.
Na jornada seguinte, com um desenho tático diferente, passou bem pelo América-MG, um dos candidatos ao acesso. Atacou com três homens (Misael, Leandro Cearense e Welinton Jr.), que também participavam do bloqueio à saída de bola dos americanos. O expediente funcionou, fazendo com que o time de Givanildo Oliveira não tivesse meios de reagir.
Quando todo mundo imaginava uma nova grande exibição contra o Mogi Mirim, na sexta-feira da semana passada, veio a frustração. Apesar de escalado do mesmo jeito, o time não reeditou a movimentação que surpreendeu o América. O empate em 1 a 1 deteve a recuperação na tabela e inquietou a torcida.
Contra o Luverdense, que vem de um empate satisfatório diante do Botafogo no Rio, a estratégia de Dado parece não ter sofrido mudanças, embora possa alterar nomes na escalação. O fato é que as últimas rodadas do turno exigem mais arrojo na tentativa de obter pontos fora de casa. Numa competição marcada por resultados caseiros, ganha destaque e se sobressai o time que se impõe como visitante.
Com um ponto a menos que o Bahia, primeira equipe dentro do G4, o Papão terá que reeditar as boas jornadas iniciais, quando saiu vitorioso duas vezes jogando fora de seus domínios. Para isso, será preciso também apresentar um posicionamento mais compacto entre os setores, sem bruscas quedas de rendimento ao longo da partida.
Com zaga eficiente, principalmente quando conta com a dupla Gualberto e Tiago Martins, o sistema defensivo se completa com os volantes Ricardo Capanema e Fahel. O primeiro tem sido o mais regular jogador do elenco, acumulando atuações impecáveis e se tornando uma espécie de termômetro da equipe.
Pelo lado direito, persiste a dúvida quanto ao papel de Pikachu e arrisco dizer que o campeonato vai terminar sem que se saiba exatamente onde o jogador deve ser posicionado. Vai sempre bem quando se sente liberto de compromissos com a marcação, mas não corresponde quando é obrigado a acompanhar os atacantes adversários. Contra o Mogi foi facilmente batido no lance do gol dos visitantes.
Dado precisa encontrar uma fórmula, talvez utilizando Jonathan como suporte, que possibilite a Pikachu a liberdade necessária para render em alto nível. Em competição tão difícil, o Papão não pode abrir mão de seu maior talento.

Mercado da bola: disparate de cifras

Para assombro planetário, jornais britânicos não cansam de especular que o atacante galês Gareth Bale pode ser negociado pelo Real Madri com o Manchester United pela quantia inacreditável de R$ 580 milhões.
Diante de tamanha insanidade, visto que Bale é não mais que um bom jogador, quase mediano, fico a matutar sobre qual seria o valor de uma transação hoje envolvendo jogadores como Diego Maradona, Ronaldo e Romário no auge da forma física e técnica.
Nem dá para imaginar o valor estratosférico que seria exigido (e pago) por alguns desses super craques.

Noite de glória e fuxico

Transcrevo o texto remetido com exclusividade à coluna pelo meu compadre Waldemar Marinho, padrinho do infante João Gerson, que se encontra a passeio na capital argentina e testemunhou na noite de quarta-feira uma explosão de alegria típica da emoção à flor da pele que caracteriza os hermanos.
“De Buenos Aires, o Correspondente de Guerra para o compadre Gerson Nogueira: River Plate e Marcelo Gallardo. Difícil ignorar um ao falar do outro. A dupla – mesmo sem contar com o treinador, suspenso, na beira do campo – voltou a funcionar, e os Millonarios a reinarem no continente sul-americano. Dezenove anos depois, o clube voltou a conquistar a Copa Libertadores da América; dominar, na verdade, já que a equipe também é a atual campeã da Copa Sul-Americana, título obtido no final do ano passado. Noite de glória para eles e de inferno para nós. Eles chegaram logo depois da meia noite desta quinta-feira, assim que o jogo acabou. Vieram para a Praça do Obelisco na avenida 9 de Julho, considerada a mais larga do mundo. Nosso hotel está localizado bem no meio desse fuxico. O Ministério da Cultura mantém no ar um enorme telão para los hermanos acompanharem essas grandes ocasiões. Vibrantes, fanáticos, enlouquecidos, não nos deixaram dormir a noite inteira. Àquela hora da noite, olhamos pela janela e vimos famílias inteiras das imediações caminhando em direção ao monumento. Até crianças. E o mais interessante: cinco e meia da manhã e eles continuavam dançando e gritando palavras de ordem da arquibancada como se ainda estivessem vendo o jogo. É certo que fazia dezenove anos que não conquistavam esse título, mas precisavam fazer todo esse barulho? Detalhe: tudo isso por debaixo de muita chuva e frio e sem uma só ocorrência policial. No final, já com o dia amanhecendo, roucos de tanto gritar, eles finalmente foram embora. E eu fiquei com uma desagradável sensação: brasileiros, me desculpem, mas atualmente, aqui é o país do futebol. Nunca vi tanto fanatismo. Adelante, Brasil!”.

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 07.8.15 A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 09.08.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: