Coluna do Gerson Nogueira – 26.08.15

26 de agosto de 2015 at 1:07 pm Deixe um comentário

Novo desafio para o Papão

Depois de fazer um gol fora de casa no primeiro jogo, ao Papão cabe vencer o Fluminense hoje à noite para seguir na Copa do Brasil, situando-se entre os oito melhores do país na competição. Jornada dificílima por todas as razões técnicas conhecidas e, mais ainda, pelo fato de o time carioca ter vindo a Belém com um time quase todo formado por reservas.
Explicando melhor: as regras não escritas do futebol mostram que todo time badalado que escala reservas costuma ter um aproveitamento acima da média. E é fácil entender os motivos. Os caras que ficam na suplência vivem à espera de oportunidades – sempre raras – de mostrar seu valor.
Num clube que tem folha salarial na faixa de R$ 20 milhões e estrelas do porte de Ronaldinho Gaúcho e Fred dá para imaginar a gana com que reservas se lançam ao jogo quando têm a chance de mostrar suas qualidades.
No jogo de ida, semana passada, uma das principais figuras em campo foi justamente um reserva, o goleiro Júlio César. Ele é apenas o terceiro goleiro na hierarquia da posição nas Laranjeiras. Nem torcedores mais fanáticos do Flu lembravam dele. Agarrou muito, fazendo com que ninguém sentisse falta do titular Diego Cavalieri.
Por tudo isso, o Papão precisa se cercar de cuidados para não ser envolvido pelo jogo de velocidade da garotada que o Fluminense vai utilizar. Um dos caminhos a serem seguidos pelo técnico Dado Cavalcanti deve ser o de estabelecer média pressão na saída de jogo dos tricolores.
No Maracanã, essa estratégia funcionou em certos momentos da partida, quando Aylon e Leandro Cearense conseguiram encaixar boa marcação nos volantes do Flu, principalmente Jean. No Mangueirão, a tática deve ser explorada com mais intensidade. Não há meio mais fácil de enervar e desestabilizar um time visitante do que fechar suas saídas de bola.
Contra o América-MG, há duas semanas, o Papão agiu assim e matou no nascedouro todos os planos de vitória de Givanildo Oliveira e seus comandados. Naquela noite, Dado Cavalcanti lançou mão pela primeira vez de três atacantes – Misael, Cearense e Welinton Jr.
Como o Papão voltou a usar contra Fluminense e Botafogo a formação que conquistou o maior número de pontos na Série B, é quase certo que Dado mantenha a escalação com Capanema, Recife e Jonathan, o que permitirá exercer pressão sobre os volantes do Flu adiantando o primeiro combate, função que pode ser exercida por Jonathan, com a ajuda dos atacantes Cearense e Aylon.
O fato é que as perspectivas são bastante positivas para o Papão. O time atravessa momento de alto astral, quase em estado de graça depois da categórica vitória sobre o Botafogo no último domingo, e jogando com aplicação e objetividade como não fazia desde o começo da Série B.
Além da força de conjunto, não se pode esquecer o tremendo trunfo representado pelo talento de Pikachu para decidir jogos. Em grande fase, não por coincidência atuando de novo ao lado de Jonathan, Pikachu terá a missão de furar o bloqueio defensivo dos visitantes. Mesmo sendo cada vez mais vigiado pelos marcadores, o ala já mostrou ser imune a pressões, costumando brilhar em momentos decisivos. Hoje tem nova oportunidade de mostrar essas qualidades para todo o Brasil.

Gestão azulina dá exemplo de transparência

Em comunicado público, liberado ontem, o Remo presta contas do dinheiro recebido pela venda de Warian Santos, o Ameixa, ao Corinthians em transação efetivada no dia 31 de julho deste ano. O clube formador recebeu R$ 340 mil, quantia usada para pagar a folha do elenco referente a maio, salários de funcionários, parcela de acordo com o jogador George Lucas, devolução de empréstimos, repasse a base e ao próprio Ameixa, além de honorários dos advogados André Meira e Oswaldo Sestário.
Um procedimento exemplar, que permite acreditar em gestão mais transparente no clube. Segundo os dirigentes, a prestação pública de contas passará a ser uma prática rotineira. A conferir.

Direto do blog

“Saindo diretamente aqui do Pará eu acho difícil o Pikachu conseguir a convocação, ou, em conseguindo, lograr se firmar no escrete. Menos pelo futebol, pois isso ele tem de sobra, superando, inclusive, a maioria dos concorrentes. Sem contar que aparenta ter sobriedade suficiente para suportar as ‘pressões’ que normalmente levam ao deslumbramento e daí ao fracasso. Na realidade, segundo meu ponto de vista, nas atuais circunstâncias do futebol brasileiro, para ter a convocação como certa e depois conseguir se firmar, é preciso ter toda uma retaguarda mercadológica, uma estrutura capaz e direcionada para vender o produto Pikachu para o exterior, tendo a Seleção como trampolim. E isso, quero crer, é algo que é multifacilitado a partir dos clubes de Rio, S. Paulo, Minas, Rio Grande do Sul. Mas, quem sabe, com esta onda de pretensa higienização do futebol brasileiro, de CPI de CBF, de Bom Senso etc., não prevaleça como pré requisito apenas o futebol, o talento, o futebol carismático e irreverente do Pikachu e ele não consiga queimar esta etapa e ir daqui direto pra Seleção. Oxalá!”.

Antonio Oliveira, com os pés no chão quanto à possibilidade de convocação de Pikachu para a Seleção

A eterna ciranda financeira do futebol

O Manchester United decidiu abrir o cofre e aumentou a oferta por Neymar. Botou na mesa R$ 1,3 bilhão, mas o Barcelona faz pouco caso. É claro que as somas que movimentam o mercado boleiro na Europa estão diretamente atreladas à capacidade de faturamento e à liquidez dos clubes, mas não dá para ignorar o lado insano desses valores. Ninguém vale tudo isso, nem mesmo o infernal Messi.

Entry filed under: Uncategorized.

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 26.8.15 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 27.8.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: