BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 15.11.15

15 de novembro de 2015 at 3:10 pm Deixe um comentário

Entrevista com o ex-atacante paraense Júnior Amorim, 19 clubes na carreira, um no exterior, dupla RE-PA, 2 vezes no Sport-PE e 3 no CRB-AL.

Começo como jogador de futebol?
Escolinhas RE-PA. Em 1989 meu pai foi trabalhar em Porto Veho-RO e atuei no Ferroviário. Quando tinha 16 anos enfrentei o Vasco, perdemos de 2×1,fiz nosso gol e fui levado pelo supervirsor Isaias Tinoco para o RJ.

Jogou em 19 clubes?
Sim. Ferroviário-RO, Vasco, Excélsior (Bélgica), Sampaio, Ceará, ABC, União São João, Portuguesa, Sport, Fortaleza, Náutico, Santa Cruz, Paysandu, Remo, Ypiranga-PE, CRB, América-RJ, Madureira e CSA.

Sua melhor fase?
Tive boas fases, mas a melhor no CRB, em 2008, quando fui artilheiro (15 gols) e Craque do Ano. Tornei-me o 2º maior artilheiro regateano da história (60 gols) e seu maior goleador em Brasileiros (42 tentos).

Como avalia sua passagem no Paysandu e Remo?
Boas. No Paysandu cheguei após a Libertadores junto com o Aldrovani para substituir Robgol e Iarley. Fomos muito bem. No Remo, Campeão Estadual de 2004.

Melhor companheiro de ataque por onde passou?
Aldrovani, no Paysandu. Deu certo porque viemos juntos do Sport-PE.

Foi artilheiro em quais estaduais?
MA (Sampaio- 14 gols e 8 na Copa Norte), CE (18 pelo Ceará), PE (13 no Santa Cruz), AL (15 pelo CRB) – SP (vice-artilheiro pelo União São João-15).

Espelhava-se em qual atacante?
Romário. Comprei até um CD dele para aprender posicionamento, pois era baixinho e sabia se colocar como ninguém.

Melhores jogadores brasileiros no momento, destaques do futebol paraense e para quem tira o chapéu?
Neymar, Lucas Lima e Ricardo Oliveira. Aqui Pikachu (Paysandu) e Eduardo Ramos (Remo). Dois craques. Tiro chapéu para o Zico.

Que falta para melhorar nosso futebol?
Administração. Muito amadorismo ainda na maioria. Absurdo dupla RE-PA não ter CT. Serve de preparo para si e é fonte de renda. Além do mais sempre há exagero de contratações sem critério algum.

Como avalia dupla RE-PA no Brasileiro deste ano?
Faltou confeitar o bolo. Remo conseguiu Série C, mas tinha de conquistar o título. Tática do último jogo falhou. Já o Paysandu teve toda chance de chegar à elite, faltou time (especialmente um meia), diretoria não foi competente e técnico deixou a desejar.

Que faz agora?
Mora em Icoaraci com minha Renata, sem probemas, estou investindo para ser técnico (fiz 3 estágios com Marcelo Oliveira, Mancini e Muricy) e já tenho cursos da CBF e ABTF.

Entry filed under: Uncategorized.

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 15.11.15 Coluna do Gerson Nogueira – 15.11.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: