Coluna do Gerson Nogueira – 14.12.15

14 de dezembro de 2015 at 2:47 pm Deixe um comentário

Melhores & piores do ano

Organizar listas de final de ano é sempre uma tarefa instigante, pois permite exercitar memória, fazer comparações e testar a capacidade de reter informação. Há quem leve tão a sério essa história de listas que estende o hobby a outros temas, como cinema, livros e música, como aquele personagem famoso de Nick Hornby em “Alta Fidelidade”.
O futebol do Pará viveu um ano cheio, com os clubes disputando diversas competições. Minha seleção de melhores é centrada no desempenho de times e jogadores no Campeonato Estadual, na Copa Verde, na Copa do Brasil e nos Campeonatos Brasileiros (séries B, C e D).
A dos piores do ano não é propriamente uma seleção no sentido clássico. Elegi cinco “destaques” sem a preocupação de formar um time completo. No meu top 5, estão nomes óbvios como Souza, Flávio Caça-Rato, Carlos Alberto, Leandro Santos e Everaldo.
Por justiça, mais gente poderia estrelar o escrete dos pernas-de-pau da temporada, mas aí a lista se perderia por excesso de nomes.
Souza encabeça o pelotão pelo muito que deixou de fazer com a camisa do Papão. Cercado de expectativas e na condição de contratação mais dispendiosa do clube na temporada, passou quatro longos meses sem dizer a que veio.
Marcou um gol apenas com a camisa bicolor, assim mesmo na goleada de 9 a 1 sobre o São Francisco pelo Campeonato Paraense. Para dar uma ideia da garapa que foi o jogo, até Ricardo Capanema balançou as redes.
Depois disso, Souza só chegou perto do gol novamente contra o CRB, mas a arbitragem anulou a jogada, prejudicando o Papão e tirando do atacante seu único tento na Série B. Não por acaso, tendo Souza como titular na reta final do primeiro turno, o Papão viveu uma de suas piores fases na competição.
Flávio Caça-Rato foi outro engodo, embora ficando menos tempo em Belém. Jogou como titular, sob o comando de Zé Teodoro, mas não emplacou e saiu sem deixar saudades. Carlos Alberto, Leandro Santos e Everaldo completam o quinteto, embora sem provocar as mesmas decepções que os dois primeiros da lista.
Carlos Alberto jogou bem apenas contra o ABC pela Copa do Brasil e teve um lampejo diante do Paraná pela Série B. Leandro Santos foi trazido para o Remo como grande aposta para o setor de marcação e levou um passeio do ataque do Náutico na Série D. Everaldo foi o chamado gol contra, literalmente. Marcou sua passagem pelo Papão atentando contra as próprias redes em confronto com o Criciúma.
Já a seleção dos melhores vem na configuração clássica:
Emerson (PSC); Pikachu (PSC), Henrique (Remo), Gualberto (PSC) e João Lucas (PSC); Dadá (CR), Capanema (PSC), Eduardo Ramos (CR) e Flamel (Águia); Leandro Cearense (PSC) e Roni (CR). Técnico: Cacaio (CR). Revelação: Ameixa (CR). Destaques: Pikachu e Eduardo Ramos.
Alguns outros jogadores também tiveram momentos especiais na temporada, mas sem a regularidade da onzena titular aqui escalada.
Sobre o técnico da temporada, minha opção é por Cacaio pelo verdadeiro milagre que operou ao comando do Remo, vencendo o Parazão, decidindo a Copa Verde e garantindo o acesso à Série C. Seus resultados foram expressivos, levando em conta as delicadas condições em que assumiu o elenco azulino. Ameixa é a revelação pela belíssima participação no Parazão e na Copa Verde. E Pikachu e Ramos foram indiscutivelmente os melhores da temporada.

Blog fecha a temporada com 6 milhões de acesso

Pela intensa participação de comentaristas e baluartes, o blog campeão (www.blogdogersonnogueira.wordpress.com) alcançou no sábado à noite a marca de 6 milhões de acessos após cinco anos e meses no ar. O número revela a força da paixão que envolve o futebol no Pará, embora o espaço também seja dedicado a outros temas, como jornalismo, política, atualidades, cinema, HQ e rock.
Mais do que qualquer premiação, a satisfação está no exercício diário de alimentar um blog e interagir com leitores e torcedores. O futuro da mídia está desenhado nesta relação nem sempre pacífica, mas sempre saudavelmente crítica, entre o jornalista e o grande público. É o que fazemos há mais de cinco anos, ininterruptamente.
Obrigado, mais uma vez, a todos que participam desse projeto em contínua construção.

Sobre a despedida de um mito

Nunca fui fã de Rogério Ceni. Arrogante na maior parte das entrevistas da fase áurea de sua carreira e pouco dado a admitir suas próprias falhas, o ídolo do São Paulo sempre transmitiu uma excessiva preocupação com a imagem, quase beirando a soberba.
Pela incrível habilidade para cobrar faltas e pênaltis, brilhou mais como chutador do que como goleiro. Vem daí provavelmente sua dificuldade em abrir espaço na Seleção Brasileira.
Apesar disso, nunca deixei de reconhecer seus grandes méritos. Em campo, foi responsável por inúmeras vitórias tricolores. O título mundial de clubes sobre o Liverpool deveu-se 90% a suas incríveis defesas. Aquela foi, seguramente, sua mais brilhante atuação debaixo dos três paus. Como líder, ninguém pode lhe negar a importância dentro do São Paulo, servindo de exemplo para inúmeros jovens atletas.
Décimo artilheiro na história são-paulina e com uma extensa lista de conquistas pelo clube, Rogério ganhou na última sexta-feira uma festa emocionante, como poucas vezes se viu na história moderna do futebol no Brasil.
Mais de 60 mil torcedores se reuniram para cultuar, homenagear e agradecer por tudo que fez com a camisa 01 do São Paulo. Junto de antigos e novos companheiros, Rogério teve direito a uma celebração rara entre nós: a gratidão em forma de aplausos da multidão.
Não há preço para isso.
Para um atleta que sempre se pautou pelo cuidado extremo em planejar a carreira, ele sai pronto para assumir funções executivas ou mesmo de comando técnico. Acima de tudo, sai preparado para exercer dignamente a aposentadoria dos gramados, aquele período tão temido por todo boleiro.

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Coluna do Gerson Nogueira – 13.12.15 BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 15.12.15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: