Coluna do Gerson Nogueira – 20.03.16

20 de março de 2016 at 10:26 am Deixe um comentário

Para quebrar o jejum

O Papão, ganhador do primeiro turno, convive com uma situação curiosa no Campeonato Paraense. Está sem vencer há três partidas. No aspecto prático, isso não impediu que o time levantasse a Taça Cidade de Belém, mas o jejum é bastante incômodo, principalmente para os jogadores de ataque, que têm a responsabilidade final pela definição das partidas.

Para o confronto de hoje com o Parauapebas, no estádio Rosenão, a abstinência forçada de vitórias levou o técnico Dado Cavalcanti a cultivar dúvidas no meio-de-campo e no ataque. Pelas últimas apresentações, ninguém pode ser considerado titular na linha de frente.

Leandro Cearense, Betinho, Wanderson e Bruno Veiga têm apresentado rendimento abaixo das expectativas, abusando do desperdício de chances de gol. Pode-se dizer mesmo que o setor é o ponto destoante na vitoriosa campanha do turno.

Ao mesmo tempo, Fabinho Alves tem sido o mais regular dos atacantes, sempre participativo e atento às possibilidades criadas pelos homens de meio-campo. Acrescente-se a isso a notável capacidade de impor um ritmo forte nas jogadas pelas extremas, como há muito não se via no Papão.

Já o meio-campo, cujo filão de criatividade se concentra nos pés de Celsinho, não terá hoje a participação dinâmica e vertical de Rafael Luz, que funciona como opção de manobras em velocidade sobre a área adversária a partir da linha de meia-cancha.

A perda é significativa porque Rafael Luz também aparece bastante nas cobranças de falta de Celsinho. É o homem que sobe para se antecipar aos zagueiros para o cabeceio discreto, a chamada raspadinha, quase sempre fatal neste Parazão.

Na verdade, o próprio Celsinho não repetiu ao longo dos jogos mais recentes a eficiência nas bolas paradas de média distância. Talvez isso se deva à vigilância cada vez maior que as zagas passaram a ter em relação sabendo que é um especialista neste tipo de lance.

A saída precoce (por expulsão) na semifinal contra o Águia e a consequente ausência no Re-Pa decisivo do turno também contribuem para o déficit de rendimento do jogador e repercute na produção geral do time.

Para substituir Luz, Dado fez mistério até ontem, mas é provável que se defina por Paulinho, meia-atacante que treinou na posição durante a semana e que sabe executar as funções que o titular costuma desempenhar.

Não deixa de ser surpreendente que Marcelo Costa, veterano meia contratado para ser o camisa 10 (foi até inscrito com essa numeração), tenha sido deixado de lado. Jogou contra o Remo, mas a participação burocrática – mesmo tendo cobrado a falta que resultou em gol – parece não ter agradado ao técnico.

É este Papão, ainda buscando descobrir seus melhores recursos, que sobe a serra para se defrontar com um adversário fragilizado. O Parauapebas tem campanha pífia até aqui (4 pontos, penúltimo colocado na classificação geral) e abatido pela derrota em casa para o misto do Londrina, no meio da semana, pela Copa do Brasil.

Regra da quarta substituição sob testes

A notícia de que a Fifa pretende fazer na Olimpíada do Rio de Janeiro experiências com a quarta substituição confirma a tendência reformista adotada pela International Board desde a posse de Gianni Infantino na presidência da entidade.

Há duas semanas, o conselho técnico responsável pelas regras do futebol já havia concordado em implantar câmeras para esclarecer dúvidas em lances polêmicos.

Apesar de restrita às prorrogações, a quarta substituição dará aos técnicos mais alternativas táticas durante jogos decisivos, pois permitirá mexidas pontuais nas equipes com a garantia de que ainda haverá uma outra alternativa de mudança no período extra.

É uma medida que, se implantada, contribuirá também para a evolução técnica do jogo, ao mesmo tempo em que atenderá reivindicações de sindicatos de atletas, sempre críticos em relação à sobrecarga extenuante representada por prorrogações.

Além dos Jogos do Rio, a experiência com a quarta substituição está prevista para o Mundial de Clubes deste ano e para o Mundial sub-20.

Ainda é cedo para comemorar

Saudado com entusiasmo pela atual cúpula dirigente da CBF, o recuo da Fifa na cobrança de R$ 6,3 milhões de Marco Polo Del Nero a título de ressarcimento por propinas recebidas deveria ser visto apenas como uma ligeira inflexão no roteiro de caça aos cartolas mais corruptos do planeta.

Em carta divulgada pelo presidente interino, coronel Antonio Carlos Nunes, a Fifa diz que por enquanto não cobrará o valor destinado a Del Nero por entender que não existem provas conclusivas contra ele. Não indicou – e nem precisava – a firme disposição de continuar coletando provas sobre o manda-chuva da CBF.

O ex-presidente Ricardo Teixeira, porém, terá que devolver R$ 13 milhões aos cofres da entidade em função de maracutaias diversas envolvendo contratos de publicidade e de transmissão de jogos. José Maria Marin, que está em prisão domiciliar nos Estados Unidos, terá que se coçar em R$ 431 mil.

A Justiça americana, que auxilia a Fifa no resgate de aproximadamente 50 milhões de dólares, já indiciou 41 cartolas de todos os continentes, mas continua desapontada com a extrema lentidão das autoridades federais brasileiras em fornecer dados e informações sobre as estripulias entre CBF, cartolagem e empresas, incluindo aí a Globo, principal detentora dos direitos de transmissão de torneios oficiais da Fifa.

Bola na Torre

Fernando Henrique, goleiro do Remo, é o convidado do Bola na Torre deste domingo. Guilherme Guerreiro apresenta, com participações de Giuseppe Tommaso e deste escriba de Baião.

O programa começa logo depois do Pânico, na RBATV, por volta de 00h20.

Entry filed under: Uncategorized.

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 20.03.16 Coluna do Gerson Nogueira – 21.03.16

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: