Archive for maio, 2016

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 11.05.16

POSITIVO – Eis que na 3ª tentativa o Paysandu trouxe para o futebol do Pará o título da Copa Verde e vaga na Copa Sul-Americana. Segundo título importante do técnico Dado Cavalcanti e do clube em 72 horas. Pena a perda da invencibilidade!

NEGATIVO – Não terminou bem a relação do São Fracisco com Paysandu e FPF em função ao borderô de sábado passado. Lamentável!

Lá e Cá

André Baia, da base do Remo e Diego Bessa, na verdade diretor de estádio, procuraram-me para esclarecer que até tentaram ajudar jogador Lailson sobre os documentos, mas ainda sem sucesso.

É que a entrega foi feita na gestão anterior de Pedro Monowa e a divisão era comanda por Fabio Cebolão. Seria bom Cebolão se juntar para solucionar a pendência. No aguardo!

Augusto Recife foi o mais votado na Seleção do Troféu Camisa 13 (RBA HD TV) de 2016, com 5.395 indicações e craque o goleiro Emerson, também do Paysandu. Do interior só o lateral esquerdo Edinaldo (Águia).

Ezequias, Leandrinho e Alexandre, do Independente, reforçando o Águia para Série D (começará dia 12.6). Está de volta Rayro e chegando do sul Marconi.

Paraense Giovanni Augusto (Corinthians) o mais indicado na 1ª rodada do Cartola FC do campeonato Brasileiro, ultrapassando 600 mil citações.

A vida é assim: árbitro Marcos Antonio da Silva Mendonça (Marcão), que teve atuações destacadas no Parazão recém-encerrado vítima de AVC. Na torcida pela sua recuperação.

Árbitro de Ceará x Paysandu, sábado, Emerson Luiz Sobral-PE-CBF1, o mesmo do 1º jogo bicolor de 2015 na derrota de 1×0 para o Botafogo, no finalzinho, no Mangeirão e teve gol anulado de Leandro Cearense (legal).

Patrick, atacante pelas beiradas, mais uma indicação de Marcelo Veiga e deverá se constituir na 21ª contratação do Remo do ano, a 8ª para Série C.

Prefeitura alega que curta temporada do Remo em Bragança empacou por novas exigências dos esmissários do clube que não puderam ser atendidas. Leão procura adversário para amistoso domingo no Magueirão, mas liberação do estádio está complicada.

Federação de Cicllismo anunciando para domingo, de 8h ao meio dia, no Portal da Amazônia, a X Copa Metropolitana. Contatos paciclismo@gmail.com

HOMENAGEM – Manoel da Fonseca Sarmento, o Reta, ex-lateral esquerdo campeão pelo Progresso de São Caetano de Odivelas nos anos 60 e várias vezes na Seleção do município. Aposentado do INSS e mora lá mesmo.

11 de maio de 2016 at 7:00 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 11.05.16

Campeão com méritos

A decisão da terceira edição da Copa Verde finalmente fez pender a balança para as cores do Pará. Depois de bater na trave duas vezes, em 2014 e 2015, o futebol papachibé chegou ao título através do Papão, ontem à noite, em Brasília. Os bicolores não realizaram um grande jogo, mas asseguraram o resultado que convinha, a partir da vantagem (2 a 0) imposta no primeiro confronto em Belém.
O confronto foi mais difícil do que se previa. Muito mais pelas hesitações do Papão em buscar o gol – e um surpreendente pânico que se abateu no segundo tempo – do que propriamente por méritos do Gama.
Tudo o que se falava sobre a campanha meritória dos bicolores na competição, ultrapassando adversários com relativa facilidade, não se confirmou na partida realizada no estádio Bezerrão.
E as coisas começaram bem favoráveis ao time paraense. Mais encorpado taticamente e com o lado emocional em ordem, o Papão pisou em campo na condição de franco favorito à conquista da Copa Verde. Bastava fazer um jogo de espera, explorando os espaços concedidos pelo Gama.
Nem foi preciso esperar tanto por isso. Logo aos dois minutos, Raí deu ao Papão a excepcional vantagem de 3 a 0 no placar agregado e deixou o limitadíssimo Gama com a hercúlea obrigação de fazer quatro gols para reverter a situação.
A partir daí, o Papão se sentiu à vontade para ditar o ritmo da partida, jogando em cima dos muitos erros do Gama, que optou por um 3-5-2 mal ensaiado e não conseguia agredir a zaga paraense. A equipe de Dado Cavalcanti só saía quando a situação não representava risco e controlava bem as tentativas do adversário.
A correta expulsão do jogador Raoni aos 25 minutos tornou o jogo ainda mais tranquilo. Sem qualquer pressa, o Papão se dedicava a tocar a bola para os lados e a concentrar as ações no meio de campo, visivelmente desinteressado quanto à dilatação do marcador.
Com isso, o primeiro tempo foi ficando enfadonho e arrastado. Quase deu sono, até mesmo nos bicolores mais entusiasmados diante da iminência de mais uma conquista importante.
Ocorre que final de competição não pode ser medida pela exuberância técnica ou pelo equilíbrio entre os times. Vale mesmo a emoção colocada a serviço de um objetivo; vale a entrega de cada jogador em busca do resultado almejado. O Papão jogava com esse sentimento, mas faltava um quê de volúpia pelo gol, a fim de ampliar o placar e liquidar definitivamente com as possibilidades do time candango.
Como se quisesse dar à final um gostinho mais emocionante, o Papão se esmerou em erros no segundo tempo, aceitando a pressão desordenada do Gama e correndo riscos desnecessários. Ao tentar escapadas em contra-ataque, faltava sempre caprichar no último passe e Leandro Cearense deixou passar pelo menos duas belas chances de anotar o segundo gol.
A entrada de Rodrigo Andrade no lugar de Raí e atuações fracas de Celsinho, Cearense e Rafael Luz também comprometeram as articulações do time. Isso levou Dado a sacrificar o setor de criação depois da expulsão de Capanema, substituindo Luz por Paulinho. Diga-se, sem qualquer melhoria de rendimento.
Quando o jogo parecia mais morno, o Gama partiu para tentar uma reação. É verdade que já vinha pressionando muito, mas sem objetividade. Mas, depois da exclusão de Capanema, o time cresceu e, aos 28 minutos, Rafael Grampola empatou. Curiosamente, um minuto antes, Cearense perdeu o gol mais feito da noite, chutando para fora.
Três minutos depois, o árbitro enxergou pênalti em jogada limpa de Ronieri. Grampola foi lá e desempatou, botando fogo na decisão. O Gama precisava de mais dois gols para ser campeão e se lançou à frente com fúria e desespero.
Por cansaço e má pontaria dos atacantes brasilienses, o placar ficou mesmo em 2 a 1. A zaga bicolor ainda bateu cabeça nos instantes finais, mas não havia mais tempo para nenhuma surpresa.
Com méritos (pela campanha), o Papão levantou a taça e encheu de alegria metade da população paraense pela taça e também pela vaga conquistada na Copa Sul-Americana de 2017. Mas, tirando o lado da euforia, a atuação do time deixou a desejar e motiva preocupações para a disputa da Série B.

Dado garante dois títulos em três dias

Dado Cavalcanti, tão torpedeado há um ano, depois de perder a decisão do Estadual e ser eliminado da Copa Verde para o rival, tem seus méritos plenamente reconhecidos agora com o título do torneio interestadual somente três dias depois de levantar o caneco do Parazão.
Aos 34 anos, o técnico afasta as cobranças por títulos, ostentando um cartel respeitável nesta primeira temporada à frente do Papão. Em 79 jogos, foram 40 vitórias, 19 empates e 20 derrotas. Sob seu comando, o time marcou 125 vezes.

Briga de gangues atrapalha festa bicolor

Showzinho dantesco de gangues uniformizadas brigando ao final da partida no campo do Bezerrão só não foi mais grave porque a polícia agiu rápido. Houve risco de repetição das cenas bárbaras da decisão do campeonato alagoano, domingo, em Maceió.
Terrível mesmo foi o comentário do narrador dizendo que a briga só não virou tragédia porque as “torcidas são aliadas”. Ora, ora, desde quando desordeiros de arquibancada têm aliados?

11 de maio de 2016 at 6:53 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 10.05.16

POSITIVO – Depois da Copa dos Campeões em 2002 que deu vaga à bela participação na Libertadores de 2003, Paysandu tentará hoje sua segunda mais importante conquista, a Copa Verde, para chegar à Sul-Americana.

NEGATIVO – Famíliares do meia Lailson, que esteve no Sub 17 do Remo e sem oportunidade se transferiu para a Desportiva, reclamando que os diretores azulinos André Baia e Diego Bessa retiveram documentos do menor e agora falam ter pedido. Isso é gravíssimo!

Lá e Cá

Maior campeão de estaduais do Brasil é o ABC-RN (time do ex-remista Alex Ruan) com 53 conquistas, seguido de Paysandu e Bahia (46).

Interioranos pelo menos faturaram com sobras o concurso Musa do Parazão, do Diário do Pará: vencedora foi Débora Dinally, do Paragominas e vice, Karen Suellen, do Tapajós. Belíssimas!

Daqui a pouco no programa Camisa 13, da RBA HD TV (6:30h), Zaire Filho e Mariana Malato anunciarão a Seleção do Parazão de 2016.

Coronel Nunes justificou-me sua ausência da decisão do Parazão em razão de ter viajado sábado à noite para o México a fim de representar CBF em reunião da FIFA.

Pugilista paraense Renatinho perdeu por pontos cinturão da WBF para Michel Monthmora e sua comissão técnica (inconformada) pediu revanche, que deverá acontecer em 3 meses na Martnica ou Paris.

Gama e Paysandu farão hoje 7º jogo da história, duas vitórias e 6 gols de cada. Técnico Dado Cavalcanti repetirá time campeão do Parazão e estará à prova invencibilidade de 25 jogos, 16 vitórias (7 seguidas) e 9 empates.

Na era do técnico Marcelo Veiga, Remo já liberou Marco Goiano, Whelton, Igor João (interessa ao Águia para Série D), Rodrigo Castanhal, Lucas Mateus, Michel, Artur e Potita.

Em compensação recebeu Lucas Garcia, Fabiano, Brinner, Magno, Michel Schmoller, Fernandinho e agora o meia atacante Alan Dias, 27 anos, 1,85m e que já trouxe a familia.

Bragança tem plenas condições de abrigar o Remo por 4 dias, com excelentes hotéis, três maravilhosos restantes próximos do mais adequado deles, 2 academias completas e dois estádios muito bons, o Diogão e do Paroquial.

Federação Paraense de Cicilismo confirmando para domingo, de 8h ao meio dia, no Portal da Amazônia, a X Copa Metropolitana. Contatos paciclismo@gmail.com

HOMENAGEM – João Carlos Manescki, o Manescki, ex-armador campeão de basquetebol pelo Remo (5 títulos), Paysandu (4 conquistas) e Seleção Paraense (70-80). Supervisor de logística do BASA.

10 de maio de 2016 at 6:50 pm Deixe um comentário

PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 09.05.16

PAPÃO É O REI DO PARAZÃO

Depois de ganhar o 1º turno, vencendo a semifinal e a final nos pênaltis, o Paysandu fez um péssimo 2º turno ficando de fora da decisão, num incômodo 4º lugar, tal e qual seu principal rival. Porém, com o título do 1º turno, o Papão garantiu vaga na decisão e seu adversário veio de Santarém, numa final inédita. Alguns bicolores achavam que era parada ganha e de goleada, mas o Leão Santareno vendeu caro a derrota por 2×1 na final, dando mais preciosismo no título de nº 46 do Papão. Como o regulamento apontava um jogo único, quem vencesse no tempo normal levaria o título e o Paysandu soube aproveitar as chances que teve para vencer, levantando um título que estava ausente da Curuzú. A grande vantagem do time bicolor foi ter aberto a contagem logo no início de partida, jogando com mais tranquilidade, sabendo controlar a vontade do São Francisco que sempre levava perigo ao gol bicolor, tanto que acabou empatando, ressurgindo na partida. A chance maior do time santareno estava nos pés de Mocajuba, num tiro logo de fora que Emerson tirou com os olhos. Seria a chance do empate, que não veio.

ALTA TEMPERATURA

Entendo que o título está bem entregue e olha que amanhã poderá chegar o caneco da Copa Verde. De parabéns o técnico Dado Cavalcanti e sua comissão técnica, aos jogadores que deram o suor dentro de campo e principalmente a torcida Avalanche Bicolor que prestigiou o time durante todo o campeonato e ainda poderá vibrar muito depois do jogo de amanhã em Brasília.

BAIXA TEMPERATURA

Vi várias comemorações pelo Brasil afora dos títulos estaduais e não consigo entender como muitas pessoas “furam” no Mangueirão para comemorar no gramado com a equipe vencedora. É uma desorganização imensa, atrapalhando a festa dos jogadores e comissão técnica, às vezes tirando o espaço de quem merece fazer a festa. Tinha mais gente dentro de campo do que fora, desculpem o exagero e isso não acontece em outros Estados do Brasil. Algo terá que ser feito daqui pra frente.

NO TERMÔMETRO

O Papão, com o título conquistado, chegou aos 46 estaduais, perdendo apenas para o ABC de Natal. O Remo ficou marcando passo com seus 44 e terá o ano de 2017 para diminuir a diferença. /// Aliás, a diretoria do Paysandu tinha tanta certeza que o título viria que mandou fazer uma camisa especial com o número 46 nas costas, ou seja, não gastou dinheiro à toa. /// Foram duas decisões em Belém, se contarmos o 1º jogo do Papão na Copa Verde, e as arrecadações aumentaram, apesar da queda do Grama para o São Francisco. /// Por falar em São Francisco, o técnico Walter Lima mereceu o título de melhor técnico do Parazão, premiação dos confrades da Cultura. Não pude votar, mesmo sendo convidado, por não ter recebido o papel da votação no e-mail, mas concordei com a escolha, apenas do Dado ter ficado bem pertinho. /// E o Remo está a menos de 20 dias do jogo de estréia na Série C contra o Cuiabá lá fora e ainda não definiu uma onzena titular. Jogadores continuam sendo contratados e outros demitidos e a torcida continua esperando bons valores dentro de campo. /// E amanhã será o dia “D” para o Paysandu conquistar mais um Troféu Nacional, no caso a Copa Verde, que já escapou duas vezes aqui do Pará. Em 2014 o Paysandu foi vice do BRASILIA-DF e em 2015 o Remo, depois de fazer 4×1 em casa, dançou feio em Cuiabá-MT por 5×1. Chegou a hora de o título ficar por aqui, para a alegria do torcedor bicolor. /// Amanhã bem cedo, às seis e meia da manhã no Camisa 13, o resultado final do Troféu Camisa 13, ano 24. A festa de premiação está marcada para o dia 19, uma quinta-feira. Esperamos que todos os agraciados de amanhã se façam presentes na entrega dos troféus. /// Uma boa semana a todos e viva Jesus!
E-mails: rporto@supridados.com.br

9 de maio de 2016 at 4:53 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 05.05.16

POSITIVO – Trabalho de Dado Cavalcanti este ano no Paysandu, diferente de boa parte de 2015, merecedor dos dois títulos invictos que se avizinham para o Paysandu: Parazão e Copa Verde.

NEGATIVO – Questiúnculas sobre acesso de sócio torcedor do Paysandu e preço de ingresso para sábado poderiam ter sido evitadas com uso do bom senso. Terminou em 30 e 50 reais e bicolores bancarão seus ST.

Lá e Cá

Correção: palestra do medalhista olímpico Tande na Faci será dia 11 e não 13 deste mês como saiu ontem. Sucesso!

China no comando técnico do reestruturado Pinheirense para o Estadual de Futebol Feminino com todo apoio do presidente Renato Pena.Remanescentes de 2015 apenas Pingo, Suelen e Milena.

Curiosidade do Operario-PR que vai pegar o Paysandu na Copa BR: foi Campeão Paranaense em 2015 e este ano caiu para 2ª. Divisão. Na competição nacional eliminou o Criciúma que foi campeão dela em 1991.

Rafael Luz sonhando com o bi da Copa Verde pelo Papão, ele que ano passado se consagrou no Cuiabá; Gama demitiu técnico Artur Bernardes para motivar plantel na terça. Auxiliar Reinaldo Gueldini comandará time.

Público pagante de Paysandu 2×0 Gama (24.160) o melhor do ano no Pará. Recorde da Copa Verde ainda é do Remo 4×1 Cuiabá, jogo de ida da decisão do ano passado (34.780).

Foi adqurida a área do novo CT do Paysandu em Águalas Lindas-Ananindeua. Em beve o anúncio solene e oficial; Papão viajará para Brasília na segunda bem cedinho.

Jogo do Remo na estréia da Série C, em Cuiabá (Arena Pantanal) confirmado pela CBF para 21.5, 19h (TV Aberta). Azulinos fechando com meia atacante Alan Dias depois de perder Jean Carlo para o Vila Nova-GO.

Lucas Garcia-Michel Smoller o ferrolho de volantes sonhando no Leão Azul e que vai se materializando; aplausos para o trabalho de André Malcher, Diego Bessa e Renato Medeiros na revitalizaão do Baenão; porcelanato do mural de torcedores remistas ilustres começará a ser colocado hoje.

São Framcisco chegando hoje ao meio dia para treinar à tarde e amanhã no CT da Desportiva. Atacantes Balotelli e Eliélton com media de 2 gols cada nos treinos da semana.

FPF tem idéia de colocar em sorteio hoje para decisão do Parazão 3 trios comandados pelo Dewson Freitas, Joelson Cardoso e Gustavo Melo.

HOMENAGEM – Otaviano Lacerda Pereira, o Tavinho, ex- lateral do futsal da Tuna (2 títulos), Subsar e Santa Cruz da Pedreira nos anos 60-70. Trabalha numa emptresa funerária em Belém.

5 de maio de 2016 at 5:53 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 03.05.16

POSITIVO – Paysandu tem oportunidade hoje de se igualar à invencibilidade do Vasco que não joga no meio da semana. Papão com 14 vitórias, 9 empates, 74 % de aproveitamento. E são 5 vitórias seguidas.

NEGATIVO – Impressionante como ainda tem gente dentro do clube remando contra a diretoria do Leão Azul. É duro!

Lá e Cá

Gualberto-Lombardi na zaga, Capanema, Recife, Celsinho e Raí no meio-campo, L. Cearense-Fabinho Alves no ataque. Dado vai montando o Paysandu ideal e novas contratações começam a empolgar o torcedor.

Depois de Rafael Costa, Domingues, Jonathan, Alexandro e Ruan (chegará amanhã), especula-se também a volta de Rafael Moura, o He-Man; hoje Mosaico do Lobo no Manguerão; Dado tem treinando penalidades.

Gama treinou no estádio da Tuna, veio sem o volante titular Tiago Gaúcho e seu artilheiro Rafael Grampola tem 10 gols na temporada, 4 na Copa Verde, onde elimiou Interporto, Vila Nova e Aparecidense. Invicto fora.

Paysandu e Gama se enfrentaram em três oportunidades, duas vitórias do time do DF (6 gols) e uma do Lobo (4 tentos).

Repetem-se as críticas dos narradores de TV (não só de rádio) à numeração imperceptível da camisa listrada do Paysandu. Agora foi do Antero Filho, da Sport TV. Até quando?

Remo mandará ainda este mês comissão de dirigentes ao Flamengo para conhecer Departamento de Futebol e Área Administrativa. Virão jgadores do Rubro-Negro para o Leão Azul.

Zagueiro Brinner, meia atacante Magno e atacante Fernando Jr já no Baenão. Volante Michel Smoller retornando amanhã. Na reapresentação de hoje só jogadores que vão contnuar na temporada.

Nos Jogos Internos do Sistema de Ensino Sophos (2.000 alunos) o tema tem sido Olimpíada deste ano no RJ; 4ª edição do RFC (11 lutas), dia 13.5 no NEL, terá como destaque a luta de médios entre o paraense Bredson Ribeiro e Yuri Fraga. Informações 91-982190420.

Fisioterapeuta paraense Flávia de Souza Faria de novo convocada pela CBAt e estará no Campeonato Mundial de Marcha Atlética, em Roma-Itália, dias 7 e 8 desde mês, cuidando dos atletas da Delegação Brasileira.

Arbitragem (local) da decisão do Parazão entre Paysandu e S. Francisco será sorteada na quinta. Lobo atrás de duas taças num espaço de 72h.

HOMENAGEM – José Otávio da Silva Cardoso, o Mão-de-Pedra, ex-tricampeao paraense de boxe meio-médio ligeiro pela Academia Estrela do Norte e ex-vice Brasileiro (anos 90). Agente de portaria de condomínio

3 de maio de 2016 at 6:56 pm Deixe um comentário

PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 02.05.16

PAPÃO SEGUE NA COPA DO BRASIL

Depois de conseguir uma boa vitória no meio de semana em Tucuruí, quase evitando o jogo de volta, o Paysandu ratificou sua classificação para a próxima fase da Copa do Brasil, vencendo em casa o Independente por 2×0, garantindo sua participação na próxima fase diante do Operário de Ponta Grossa-PR. Além de passar à próxima fase o Paysandu ainda faturou uma grana melhorada. O primeiro tempo de sábado foi equilibrado, com ambos os times partindo pra cima, mas o Papão se sobrepôs ao Galo no segundo período, chegando aos 2×0, gols de Celsinho – pênalti – e Raphael Luz, prosseguindo na competição. Agora, pela Copa do Brasil, o Paysandu voltará à campo somente dia 17 de maio em Ponta Grossa – Estádio Germano Krugger – e o jogo de volta acontecerá somente dia 06 de julho em Belém, podendo ser na Curuzú ou Mangueirão. Pelo andar na carruagem, é bem capaz do Papão chegar à terceira fase da Copa do Brasil. Se houve cansaço do time por jogar mais uma partida, o Papão pelo menos faturou um trocado a mais com o jogo de volta.

ALTA TEMPERATURA

Mal descansou de uma competição, o Papão agora troca o “chip” e já segue para o início de mais uma decisão. Amanhã, no Mangueirão, receberá o GAMA-DF, para o jogo de ida da decisão da Copa Verde. O detalhe que chama a atenção, é que, pela terceira vez consecutiva, a Copa Verde será decidida fora de Belém, com a CBF ignorando a melhor campanha e realizando sorteio. O Mangueirão amanhã deverá ficar pequeno para receber a Avalanche Bicolor. E é bom que o Papão vença e bem, para evitar surpresas no jogo de volta.

BAIXA TEMPERATURA

Enquanto isso, o maior rival do bicolor, o Leão Azul, só voltará à campo em aproximadamente 20 dias para começar sua caminha na Série C, última oportunidade para ganhar alguma coisa em 2016. A estréia será diante do Cuiabá-MT lá fora. Como o Baenão continuará fechado possivelmente até agosto, o Remo deverá continuar usando o Mangueirão para mandar seus jogos em casa. Lastimável.

NO TERMÔMETRO

Ainda falando do Baenão, segundo informações que recebemos, as obras estão caminhando à passos largos para o torcedor remista voltar à sua casa. Zeca Pirão derrubou parte do Estádio e não reconstruiu como prometeu e desde 1º de maio de 2014 o Leão não manda jogos no Evandro Almeida. /// Me falaram que o Dado Cavalcanti está se preparando “cirurgicamente” para detonar o GAMA-DF em casa, construindo um grande resultado na partida de ida. Bom não esquecer o maior rival no ano passado, que goleou em casa e foi derrotado por placar maior pelo Cuiabá na volta. Ganhar bem em casa fará bem, mas ser campeão lá dentro do Bezerrão será melhor ainda. /// Aliás, o GAMA está se cuidando e treinou ontem às nove da manhã, ficando de pegar o vôo para Belém à noite para já acordar na capital paraense. Os caras não virão pra cá para se fechar não. /// E a maratona de jogos do Papão em maio, dando trabalho para Dado Cavalcanti: amanhã contra o GAMA-DF, oito e meia da noite no Mangueirão; sábado, dia 07, contra o São Francisco decidindo o Parazão em jogo que pode ir aos pênaltis; dia 10, na outra terça, contra o GAMA no jogo de volta pela Copa Verde decidindo o título; dia 14, sábado, abrindo a Série B diante do Ceará no Presidente Vargas em Fortaleza; dia 17, terça, diante do Operário-PR, na partida de ida pela Copa do Brasil; dia 21, sábado, contra o Oeste-SP pela Série B; dia 24, terça, contra o Tupi de Juiz de Fora-MG pela mesma competição; dia 28, sábado contra o Luverdense-MT em casa e dia 31, terça, fechando mês de maio em Pelotas contra o Brasil-RS. Haja elenco e vitamina! /// E o AUDAX-SP saiu na frente e cedeu o empate para o Santos e agora a decisão vai para a Vila Belmiro; já o Vasco despachou o Botafogo no primeiro jogo e jogará pelo empate no outro domingo. /// Uma boa semana a todos e viva Jesus!
E-mails: rporto@supridados.com.br

2 de maio de 2016 at 5:57 pm Deixe um comentário

Posts mais recentes


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.