Archive for março, 2014

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 31.03.14

– CRIATIVIDADE ZERO – Remo e Paysandu conseguiram no dia de ontem desagradar a todo mundo que foi ao estadio Olímpico do Pará, é impressionante e como é irritante ver os jogadores da dupla Re x Pa tocando bola para os lados do campo, FALTA QUALIDADE, TORCIDA DE PRIMEIRA E FUTEBOL QUE É BOM NADA,………………..

– ACABOU O TREM DA ALEGRIA – Ontem no vestiário do Remo o técnico Roberto Fernandes colocou o dedo no suspiro, o treinador falou em alto e bom tom, aqui eu só quero dois diretores o resto PODE ABRIR, foi muito engraçado ver um monte de ABESTADOS que não tem nada haver e não mandam P.N dentro do clube, metendo o rabinho entre as pernas e sumindo, EU SÓ ACHO É GRAÇA,……………………..

– O DONO DA ÁREA – A cada dia mais seguro, é impressionante como o zagueiro Charles consegue passar ao torcedor Bicolor uma segurança que há muito tempo não se via na zaga alvi-celeste, o zagueiro tem o bote perfeito tanto por cima quanto por baixo e tem também tempo de bola perfeito, UM VERDADEIRO XERIFE,…………………..

– ALGUÉM TEM QUE FALAR A REALIDADE DOS FATOS – Alguém tem que avisar o técnico do Remo o que está acontecendo na atualidade no Baenão, ontem ele Rasgou elogios ao SEM SANGUE do Eduardo Ramos isso antes da bola rolar, ontem ele deve ter ficado assustado com o que viu em campo e pensado se eu depender E.R 33 vai ficar difícil, QUEM VIVE DE PASSADO É MUSEU, QUEM AVISA AMIGO É,…………….

– ATÉ QUANDO – Ontem fui procurado por vários torcedores me fazendo a mesma denuncia, assaltos, agressões e o que mais chateia é que são sempre os mesmos Vagabundos, Marginais que toda a cidade conhece, as autoridades sabem quem são e ninguém faz nada, até quando esses BANDIDOS TRAVESTIDOS DE TORCEDORES VÃO FICAR ENCHENDO O SACO DO CIDADÃO TRABALHADOR,……………….

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, DOA A QUEM DOER, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

31 de março de 2014 at 8:22 pm Deixe um comentário

PAPO DO 40º – Ronaldo Porto – 31.03.14

MAIS UM RE X PA SEM VITÓRIA

Pela terceira vez seguida os dois maiores adversários do futebol do norte do Brasil fizeram o maior clássico da Amazônia e no final outro empate sem gols. Para o Paysandu o empate foi um bom resultado, pois manteve a liderança do returno e abriu dois pontos sobre o segundo classificado, o Independente, que ficou nos nove pontos; para o Clube do Remo um empate que complica já que o Leão ficou com quatro pontos, fora do G4, porém com um jogo atrasado contra o Independente, que será jogado nesta quarta-feira. É o famoso jogo dos seis pontos, mas mesmo vencendo o Remo ainda não entra no grupo dos classificados, pois o São Francisco também está com sete pontos, porém com duas vitórias. Foi o sexto RE x PA do ano, com vantagem ampla do Paysandu com duas vitórias e quatro empates. O Paysandu está invicto há dezesseis jogos e o Remo não vence há dez mesmo estando invicto nessas dez partidas. Roberto Fernandes fez sua estréia no comando técnico remista, sem tempo hábil para trabalhar, o que vai acontecer a partir de hoje pelas bandas do Baenão.

ALTA TEMPERATURA

A troca do comando técnico do Clube do Remo, pelo menos de momento não surtiu efeito, até porque o Roberto Fernandes não teve tempo para trabalhar. Saiu Nildo Pereira e entrou Agnaldo de Jesus no sub comando, saiu Charles Guerreiro e entrou Agnaldo no primeiro posto e com os últimos resultados o Seu Boneco também sucumbiu, chegando agora o Roberto Fernandes, que não perdeu, mas também não venceu. Os três próximos jogos pelo Parazão vão dizer se as trocas foram boas.

BAIXA TEMPERATURA

Mudaram os Estatutos do Remo, mas as ideias e o respeito às leis não mudaram. Essa Comissão de futebol criada no novo Estatuto na verdade não existe, pois os membros escolhidos pelo CD não pintam nem cheiram; as decisões são tomadas pelo Zeca Pirão e dois diretores como aconteceu na demissão do Charles, do Seu Boneco e na contratação do Roberto Fernandes. Pra que essa lei se ninguém respeita? Fala Pirão!!!

NO TERMÔMETRO

O clássico só valeu os três pontos pela primeira fase do 2º turno, mas a torcida já entendeu que é muita despesa para o bolso e por isso talvez tenha preferido esperar as decisões. Ontem, quase doze mil torcedores, quase dez mil pagantes e mais de dois mil caronas. /// O Paysandu pela segunda vez consecutiva vendeu mais (5.565 contra 4.145 do Remo), uma diferença de 1.420 torcedores pró Papão. /// Mazola Jr. não gostou nadinha do resultado, pois queria a vitória e até buscou isso com as substituições que fez, mas não criticou seu time, pelo contrário, declarou que o Papão até pode jogar mal uma vez, mas que vai trabalhar para consertar isso. /// Disseram que a Ponte Preta estaria interessada no futebol do bom zagueiro Charles, a maior aquisição do Paysandu em 2014; ontem o Dinho Menezes perguntou isso para o maior interessado que disse que não saber de nada e que também seu empresário nem falou nada sobre o assunto. Escondeu o jogo ou inventaram essa história. /// Leandro Carvalho entrou em litígio com o treinador Mazola Jr., demonstrando vontade de sair quando tudo está correndo bem nos meios alvi-celestes. Segundo informações, o LC é meio “zuruó” e estaria passando um mau momento. É esperar p’ra ver. /// Roberto Fernandes no final do RE x PA, elogiou bastante o seu adversário, chegando a dizer que o Papão está preparado até para uma série B, o que eu não concordo. Falando do seu time, o Remo, RF disse que muitas coisas lá dentro terão mudar, usando a expressão “linhas gerais” para definir os compartimentos que precisam de mudanças, ou seja, quase tudo. Mas fez referências ao jogador Athos, querendo saber o que está acontecendo com o atleta, ele que conhece bastante o futebol do meia atacante. /// Enquanto o Remo só tem o Parazão para se preocupar, com 50% já conquistado, o Paysandu começa a pensar no Maranhão pela Copa do Brasil e depois o Brasília, que virou um resultado em cima do Brasiliense, pela Copa Verde. E não demora muito chegará a série C. /// Uma abençoada semana a todos e viva Jesus!
E-mails: rporto@supridados.com.br

31 de março de 2014 at 8:19 pm Deixe um comentário

A Bola no Bola – Giuseppe Tommaso – 30.03.14

BOLA NA TORRE

Deste Domingão logo após o “Pânico na Band”, na RBATV –

Canal 13. Destaque para os Principais lances do RexPa

pela Copa Verde que definirá o finalista da competição e os

jogos do Parazão em sua Terceira Rodada do returno.

O Guerreiro no comando estarei com Valmir Rodrigues e o

convidado especial novo Técnico Azulino Roberto Fernandez.

Tem Prêmios para a Galera. Partícipe pelo Twitter

@bolanatorre

SAMBA “SOLIDÁRIO”

Será promovido neste domingão pela Associação

Carnavalesca Bole Bole, a partir de 4 da tarde, na sede do

Guamá. O Samba Solidário “Amigos do Janjão” vai reunir

a nata do samba paraense, entre eles os Grupos Égua de

Nós, Bola Samba e Trama do Samba. Teremos Participações

Especiais do Rally do Samba, Fernando Gogó de Ouro, Alcyr

Guimarães, Tony Melodia, Bilão, Bosco Guimarães, Paulinho

Mururé entre outros. Alô Janjão conte sempre com o amigo…

ABRACE

Congresso da Associação Brasileira dos Cronistas Esportivos

se encerrando hoje na cidade de João Pessoa na Paraíba

com a participação de 5 Associações Regionais, incluindo a

nossa Aclep. Próximo Congresso da Abrace será em Maceió

de 27 a 29 de Agosto de 2015.

RIVALIDADE…

Tradicional no Clássico entre Remo e Paysandu ganhou

tempero especial no encontro deste domingo no Mangueirão.

O Remo com a estréia de Roberto Fernandez que passou

pelo Papão e não conseguiu bons resultados e as declarações

de Vanderson “desafeto” declarado do novo comandante

azulino. O bicho vai pegar…

CARAVANA…

Bicolor rumo a São Luis para torcedor pelo Papão na Copa

do Brasil na estréia contra o Maranhão. Torcida Independente

sob o comando do Amorim com saída na terça, as 21 horas

e o retorno na quinta as 13 horas, em ônibus Double Deck.

Valor de 270 reais com Hotel incluso. Contatos 8171 6262.

BASQUETE

Amanhã às 20 horas no Ginásio da Sede Campestre da AP

a grande final do Campeonato Adulto Masculino. Play Off

empatado em 2 a 2, em quadra Paysandu e Assembléia

Paraense. Quem vencer Leva o caneco…

30 de março de 2014 at 7:42 pm Deixe um comentário

BOLA PRA FRENTE – Cláudio Guimarães – 28.3.14

POSITIVO – Parazão é Pai D’égua: para disputá-lo se viaja de jato, ônibus, barco e até balsa; auxiliar Luiz Muller, campeão no Remo e artilheiro em 1995 chegou ao Baenão mais referenciado que o novo técnico.

NEGATIVO – Tá na cara que o problema do Remo é a falta de comprometimento da maioria dos jogadores. Hora de sacudir!

Lá e Cá

Técnico Roberto Fernandes, 42 anos, tem no Remo seu 29º clube. Chance de se redimir em Belém, pois no Paysandu perdeu o Parazão de 2011 para o Independente e saiu no meio da Série C por maus resultados.

Novo preparador de goleiros do Remo, Mauro Cesar, começou no Bragantino, esteve no Castanhal, rodou bastante e veio do Paragominas, onde trabalhou com Miki Douglas e Ilailson.

Brasília, adversário do Paysandu nas finais da Copa Verde tem 38 anos de fundado, mascote é um avião, 8 títulos
candangos (último há 25 anos) e foi quem mais disputou a 1ª divisão pelo DF (sete oportunidades).

Time base é Artur, Tamaré, André Nunes, Márcio Santos e Kaká, Daniel, Matheuzinho, Clécio e Gilmar ou Bryan,
Alekito e Igor ou Marlon (18 anos, a sensação do time). Técnico Luis Carlos Carioca.

Paysandu x Brasília, 1º jogo, Mangueirão, 8.4, 21 h. Federação do DF quer jogo de volta dia 21.4 (aniversário da
Capital Federal) e não 20, no Mané Garrincha, desde que seja confirmada a presença da presidente Dilma.

Aline Costa, técnica do futebol feminino da Tuna minha entrevistada Bola Pra Frente de domingo; amanhã em Augusto
Corrêa, Academia 40 (Daniel Lavareda) e TCE (Luis Cunha); amanhã também Racing x Raulmatismo.

Domingo RE x PA 724 e até agora 256 vitórias azulinas (929 gols), 227 bicolores (897 tentos) e 240 empates.
Árbitro sorteado, Ricardo Marques-FIFA-MG, esteve aqui no 1º RE x PA do ano: Papão 2×1.

Remo vai para o jogo 4.141º da sua história, 26 não registrados, 2.235 vitórias, 972 empates, 907 derrotas, 8.322
gols a favor e 4.496 contra. Leão procurará quebrar jejum de 9 partidas.

Paysandu disputará jogo 4.054º, 2.108 vitórias, 928 empates, 1.017 derrotas, 8.301 gols a favor e 4.735 contra.
Bicolores invictos por 15 jogos e não tomam gol há 4.

HOMENAGEM – Alexandre Fontes, o ex- zagueiro Alexandre, do Remo desde a base ao profissional, Santa Rosa e Sport Belém nos anos 80. É autônomo.

28 de março de 2014 at 3:26 pm Deixe um comentário

Coluna do Gerson Nogueira – 27.03.14

Ninguém segura o Papão

Mesmo quando não enche as medidas, o Paissandu joga o necessário para alcançar seus objetivos. Tem sido assim ao longo da temporada, tanto no Parazão quanto na Copa Verde. São 15 jogos sem derrota, com partidas marcadas por impressionante regularidade, com ou sem todos os titulares. Ontem, em Cametá, a história se repetiu. O técnico Mazola Junior utilizou a força máxima e alcançou uma vitória relativamente tranquila, sem contestações.
No primeiro tempo, o Papão ainda permitiu alguma chegada da equipe da casa, mas sempre que Djalma, Pikachu e Aírton subiam boas situações eram criadas na área adversária. Foi num lance rápido pela esquerda, depois de roubada de bola no meio, que Djalma abriu o placar, aproveitando indecisão da zaga cametaense. Lima ainda teve boa oportunidade, mas errou a finalização.
O setor de meio-de-campo, liderado por Augusto Recife, cada vez mais desenvolto no apoio ao ataque, jogava o feijão-com-arroz de sempre, mas mantinha a posse de bola com autoridade, sem permitir espaços ou liberdade.
Depois do intervalo, a vitória foi confirmada sem muito esforço. Primeiro, veio o penal sofrido e convertido por Lima, que havia sido puxado na área. Pikachu seguia explorando o lado direito, enquanto a esquerda ficava travada com a atuação irregular de Héverton, muito lento nas chegadas.
Atento a isso, Recife passou a cair pelo setor, trocando passes com Aírton e explorando contra-ataques. O Cametá se atrapalhava com as jogadas de meia-cancha, pois Tetê era o homem que saía de seu campo, mas não encontrava resposta em Leandrinho e Robinho, ambos em jornada de pouca inspiração. Jaílson brigava sozinho com os zagueiros e só passou a ter chances com as entradas de Mocajuba e Frutuoso.
O terceiro gol bicolor nasceu do oportunismo e da boa presença de área de Lima, que ganhou um rebote junto à área, invadiu e driblou o goleiro Alencar Baú. Da linha de fundo, deu um passe preciso para Jô, que só desviou para as redes. Ainda surgiram outros lances agudos na área, que poderiam ter dilatado ainda mais a vantagem.
De toda maneira, um triunfo merecido e que confirma o grande momento do Papão, que compensa eventuais limitações no elenco com muita organização e objetividade.

Leão amarga outro tropeço

O futebol tem caprichos nem sempre fáceis de decifrar. Tome-se o caso do Remo, que há menos de um mês curtia lua-de-mel com a torcida, comemorando a conquista do primeiro turno estadual depois de seis anos. De repente, os ventos mudam e a equipe agora amarga as agruras de uma série de insucessos. Sem vencer há um punhado de jogos, entrou de pé murcho contra o S. Francisco e não conseguiu se impor.
Sim, a ressaca da Copa Verde pode ter influído, afinal foram dois clássicos estafantes, mas parece pesar de verdade a ausência de um planejamento tático, a dificuldade que o time demonstra para dominar adversários de qualquer nível e a crônica falta de jogadas criativas. Ontem, o S. Francisco podia ter marcado ainda no primeiro tempo, quando Pitbull e Boquinha rondaram a área do Remo várias vezes com chutes perigosos.
O gol santareno logo a 11 minutos do segundo tempo, em incrível cabeceio do baixinho Boquinha entre dois beques, desnorteou por completo os remistas. A missão de se erguer em campo e buscar o empate parecia inalcançável, a depender exclusivamente do esforço de Dadá e Levy, os mais eficientes do time.
Lento e dispersivo, Rodrigo não conseguia fazer a transição corretamente, ficando a dupla Leandrão-Leandro Cearense isolada entre os zagueiros. A torcida, impaciente, vaiava. Até que, num raro momento de lucidez, o garoto Roni foi lançado pela direita e bateu cruzado, empatando o jogo. A derrota foi evitada, mas o resultado foi desastroso: o Remo está em sexto lugar no returno, permanecendo fora da briga pela classificação para as semifinais.

Breve folga para os leitores

A coluna entra em férias de 10 dias a partir desta quinta-feira, retornando no começo de abril, a tempo de acompanhar a decisão da Copa Verde.

27 de março de 2014 at 4:39 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 27.03.14

– ROBERTO FERNANDES – Depois de ter passado pelo maior rival sem muito sucesso, e ter livrado o ABC do rebaixamento para a série B, Roberto Fernandes chega ao Baenão para tentar colocar ordem na casa azulina, o treinador vai encontrar um plantel esfacelado e cheio de grupinhos, BOA SORTE ROBERTO, POIS VOCÊ VAI PRECISAR,………………….

– EM ALTITUDE CRUZEIRO – Quem vem acompanhando os jogos do Parazão já percebeu que o Paysandu ve…m sobrando na competição, se dando ao luxo até de poupar vários jogadores considerados titulares sem que isso influencie no rendimento da equipe dentro da quatro linhas, o time do técnico Mazolla jr. não perde a 15 jogos e vai tranquilamente se encaminhando para as semi-finais do segundo turno sem ver ninguém a sua frente, …………….

– QUE FASE – Além de contar com alguns jogadores que não tem um pingo de vergonha na cara, o Remo vive agora uma epidemia de virose, ou seja, além da queda o coice, o Leão precisa de um choque de 220 urgentemente pois do jeito que esta não pode continuar,a equipe está a nove jogos sem vencer coisa que vem tirando o sono do torcedor azulino, TA PEGANDO,………………

– VERGONHA – Estamos em 2014 e com toda a tecnologia que temos no mundo, é uma vergonha o que assistimos no nosso estádio olímpico do Pará, além do estado deplorável do gramado do mangueirão, o serviço de som do estádio é uma piada não se consegue ouvir nada e os hinos passam em branco para o público presente, EI SEEL VAMOS SE MANCAR,……………

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, DOA A QUEM DOER,……………….

27 de março de 2014 at 4:35 pm Deixe um comentário

Chumbo-Grosso – Paulo Fernando – 26.03.14

– A CAMISA 33 – Quando o torcedor azulino canta nas arquibancadas pedindo ao seu time, que jogue com raça e paixão, que honre a sua camisa, o que percebemos é que só o volante Dadá parece escutar o pedido do torcedor, o volante Remista vem se destacando por sua garra e sua forte marcação agradando em cheio a exigente massa azulina, com todos estes fatores colocados aqui é que sem medo de errar digo se tem alguém que merece vestir a CAMISA 33 é o Dadá,………………

– O RESGATADO – Quem não lembra da dupla Billy e Brayan os dois irmãos gêmeos que foram revelados na base alvi- celeste, os dois foram dispensados e considerados fora dos planos do Papão para a temporada 2014, só que o futebol é cheio de mistérios com a chegada de Mazolla jr. ao clube, o volante Billy conquistou a confiança do treinador e hoje vai entrar de cara contra o mapará elétrico, A FORÇA QUE VEM DA BASE,………………

– É HORA DE VER QUEM É QUEM – Depois de eliminado da Copa Verde agora os azulinos se voltam com todas as suas baterias para Parazão, o grande adversário dos remistas será fazer com estes jogadores que vão enfrentar o São Francisco hoje a noite pelo Campeonato Paraense, além da falta de entrosamento estes jogadores terão que buscar dentro de cada um a famosa motivação para entender que a partir de agora o Parazão para o Remo passou a ser prioridade total, ALERTA GERAL,…………………

– A BAGUNÇA CONTINUA – É lamentável que em 2014 ainda tenhamos que presenciar em nosso maior palco esportivo cenas e episódios típicos de torneios de várzea, enquanto a imprensa para trabalhar tem que apresentar um monte de carteiras e ainda usar coletes dentro do gramado, pessoas que não tem nada haver com o espetáculo circulam tranquilamente pelo estádio olímpico do Pará, DESDE PUXA SACOS E BABA OVOS, ATÉ AS MARIAS CHUTEIRAS, ZERO PARA ORGANIZA TUDO ISSO,………………

– DO QUE O MOSQUITO SE LIVROU – O departamento médico azulino veio a público e desmentiu a notícia de que Eduardo Ramos e Athos estivessem com Dengue, UFA, UFA do que o pobre do mosquito de livrou, agora o D.M Remista tem que tentar fazer um exame de VERME na dupla talvez assim tenha mais sucesso,…………..

– ESCREVO ESTA COLUNA PARA QUEM GOSTA DA VERDADE, DOA A QUEM DOER, FUI IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

26 de março de 2014 at 12:45 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Clube no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.